ponto mais econômico

Ponto mais econômico do mercado: como encontrar?

Encontrar um sistema de ponto mais econômico e, ao mesmo tempo, eficaz, pode ser uma tarefa bem complexa para a maioria dos administradores de empresas. Especialmente por conta da variedade de ferramentas de controle de ponto que temos no mercado hoje em dia. 

Além disso, antes de tudo, é preciso também levar em consideração a premissa de que, com a chegada da minirreforma trabalhista, toda empresa que possui mais de 20 colaboradores com registro em carteira deve, obrigatoriamente, fazer o controle de ponto.

Tendo isso em mente, neste artigo, vamos mostrar o que deve ser levado em consideração na hora de escolher o método de controle de ponto que mais se adequa a sua empresa, sem abrir mão da economia.

Continue a ler e saiba mais!

Tipos de sistema de ponto

De alguns anos para cá, desde que a possibilidade de utilizar sistemas de pontos eletrônicos e modelos alternativos de registro de ponto surgiu, muitas empresas se atualizaram e hoje utilizam meios extremamente eficientes e importantes atender às suas demandas diversas.

planilha Controle de Horas e Folha de Ponto

Embora esta área tenha amadurecido até então, para alguns, no entanto, nada mudou: ainda existem empregadores que sofrem com a rotina exaustiva e complicada de fazer o registro de ponto manualmente. 

Para ilustrar a evolução destes sistemas, antes de apresentarmos o ponto mais econômico, elencamos abaixo os principais modelos de ponto do mercado. Acompanhe!

Sistema de ponto manual

Como já mencionamos acima, mesmo com tantos avanços na tecnologia, ainda existem empresas que utilizam métodos manuais para realizar o controle de jornada, como o livro de ponto, por exemplo. Obviamente, este modelo está bem no final da nossa lista de ponto mais econômico do mercado. Abaixo explicamos o porquê.

À primeira vista, o valor de um livro de ponto parece insignificante para o orçamento de uma empresa, principalmente aquelas que lidam com recursos mais enxutos. Porém, a relação custo e benefício é extremamente alta, o que faz com que ele não seja tão barato assim.

Neste tipo de sistema, é preciso que um colaborador faça manualmente o controle do ponto dos demais funcionários da empresa. Além disso, ele preciso estar atento a atrasos, saídas antecipadas, realização de horas extras, etc.

Ao final do mês e dependendo do volume de informações colhidas, o colaborador conta – também manualmente – as horas de todos para compor a folha de pagamento

A probabilidade de erros de contagem é muito grande e, com isso, a empresa fica exposta a ações trabalhistas que podem prejudicar seu orçamento.

O mesmo pode acontecer com as empresas que utilizam o relógio de ponto. Qualquer informação que ficar ilegível (como no caso de bater o ponto duas vezes, com horários sobrepostos) pode levar à interpretação equivocada na hora da remunerar o colaborador, o que pode gerar uma ação trabalhista.

Sistema de ponto por biometria

O relógio de ponto biométrico surgiu como forma de acabar com os problemas que descrevemos acima, no item anterior.

Este sistema funciona da seguinte forma: os dados pessoais de cada colaborador, bem como seus dados profissionais dentro da empresa, são cadastrados em um sistema. O colaborador, então, recebe um crachá magnético com todas essas informações gravadas.

Cada vez que ele insere ou passa o crachá pela catraca, seus dados de ponto são armazenados e, ao final do período, todos os registros são computados automaticamente para compor a folha de pagamento.

Este só não é o sistema de ponto mais econômico por dois detalhes:

  1. O uso do crachá deu origem ao chamado “ponto amigo”. Um colaborador, sabendo que vai se atrasar para registrar o ponto, dá seu crachá a outro que registra o ponto por ele. Vale lembrar que isso é uma prática ilegal e motivo para demissão por justa causa para os dois colaboradores envolvidos. Mesmo assim, é uma prática que ocorre com bastante frequência, sobretudo nas empresas maiores.
  2. Para instalar o sistema por biometria é preciso um investimento alto por parte da empresa, o que pode comprometer a saúde financeira das pequenas e médias empresas.

Como escolher o melhor método de controle de ponto mais econômico para a empresa?

Como vimos até aqui, escolher um método de registro de ponto requer a observação de muitos detalhes. Isso porque essa gestão pode influenciar diretamente no sucesso e  crescimento da organização.

E, para implementar a melhor solução para a sua empresa, o primeiro passo é analisar, dentre as diversas opções que existem no mercado, se o modelo considerado apresenta todos os requisitos necessários para atender a demanda de trabalho do negócio, como a possibilidade de montar escalas de trabalho e controlar previsão de férias, facilidade de administrar a ferramenta, emissão de relatórios otimizados e demais benefícios.

Outro fator fundamental é conferir possíveis vantagens adicionais oferecidas pelas empresas que vendem esse tipo de serviço, como uma interface administrativa para o pessoal do departamento pessoal, recursos de mobilidade e até mesmo a possibilidade de se registrar o ponto por meio de reconhecimento facial.

Qual é o ponto mais econômico do mercado?

Chegamos ao ponto central deste artigo. Analisando as informações acima, chega-se a conclusão que o sistema de ponto mais econômico e robusto do mercado é, sem dúvidas, o sistema eletrônico de ponto.

Este modelo pode se apresentar em várias plataformas, como por exemplo, via aplicativo, , como o Oitchau. O colaborador baixa o sistema em seu smartphone e realiza o registro de ponto tranquilamente. Quanto ao gestor, este tem certeza de que as informações inseridas são verdadeiras, pois o Oitchau possui métodos contra fraude de ponto que verifica a localização exata, o horário e a identidade do colaborador que está fazendo o registro.

Todos os registros realizados durante o mês ficam disponíveis para que o colaborador possa consultá-los quando quiser, estabelecendo uma relação transparente entre ele e a empresa.

Para o gestor, é possível acompanhar a jornada de trabalho de cada colaborador em tempo real e analisar solicitações e informações no mesmo momento em que são feitas.

O mais importante de tudo é que o Oitchau possui a melhor relação custo e benefício do mercado e, por isso, é definitivamente o sistema de ponto mais econômico. Vale a pena obter mais informações e testar hoje mesmo!

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau