Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas
hora extra

Hora extra com limites: por que aplicar na sua empresa?

Definir um limite de horas extras é a melhor forma de prezar pela saúde financeira da empresa, e pela saúde física e psicológica dos colaboradores.

De acordo com as leis trabalhistas, existe um limite de horas extras para a jornada de trabalho, além de limite para hora extra. Hoje, é definido até 8 horas de trabalho por dia, com mínimo de 1 hora de almoço. Sendo até 44 horas trabalhadas semanais.

Hora extra nada mais é do que exceder as horas de trabalho; e hoje é permitido (dentro da lei) exceder até 2 horas de trabalho por dia. Completando no máximo 10 horas semanais extras.

Existem diversos motivos pelos quais um colaborador faz hora extra, por exemplo:

  • Falha de gestão da empresa em organizar de maneira adequada as agendas dos seus colaboradores. Ou até mesmo de acompanhar a rotina de trabalho deles.
  • Colaboradores que desejam fazer renda extra ou adiantar volume de trabalho; mas também existem casos de abuso de horas excedentes, mesmo sem ter trabalhos para executar.
  • Excesso de trabalho! Quando a empresa exige datas de entrega ou define metas que o colaborador precisa exceder as horas de trabalho para atingir as expectativas.
  • Quando há falta de organização dos turnos, um colaborador falta, outro tem que substituí-lo e acaba trabalhando por mais tempo.

Em todas as situações, tanto empresa quanto colaborador saem prejudicados!

 

Horas extras

 

Saúde da Empresa

A empresa acaba sendo prejudicada por conta de gastos extra que não foram planejados. Ou seja, essas horas excedidas a serem pagas aos colaboradores.

Para algumas empresas essa surpresa pode ter um forte impacto na saúde financeira. É um dinheiro que pode deixar de voltar como investimento para a própria empresa. Ou que pode até mesmo deixar as finanças no vermelho.

A falta de controle rígido das horas extras, e de acompanhamento em tempo real, também pode ocasionar uma brecha para colaboradores que abusam das horas mesmo sem trabalhos para executar; e, se você só tiver conhecimento no final do mês, só poderá prevenir de ocorrer novamente. Mas não “remediar” o que já passou.

Como resolver?

A melhor opção para cuidar da saúde financeira da empresa, com controle do tempo real, é a implementação de um software de Controle de Ponto.

O aplicativo Oitchau, além de definir regras e limites de hora extra, atrasos e saídas antecipadas, ainda notifica em tempo real sempre que algo estiver errado. Isso proporciona maior poder de ação para a empresa.

 

Saúde dos Colaboradores x Hora Extra

Exceder horas extras não é prejudicial apenas para a saúde financeira da empresa, mas também para a saúde física e psicológica dos colaboradores.

Fazer horas extras com muita frequência é o mesmo que exceder os limites da própria pessoa em relação a foco, energia, concentração, raciocínio e produtividade. Sendo por escolha própria ou por uma falha de administração da empresa. Se for um trabalho mecânico, excede também os limites de esforço físico do colaborador.

Além de tudo, muitas vezes também pode trazer como consequência: diminuição das horas de sono, má alimentação, e grande estresse psicológico. Um colaborador (ou times completos) podem acabar ficando doentes em nível leve ou grave.

Como resolver?

Faça questão de reservar um tempo para conversar com seus colaboradores sobre as consequências do abuso de horas extras, citando não somente a questão financeira, mas focando principalmente na saúde deles.

Pesquise e mostre alguns estudos e discussões sobre estresse por excesso de trabalho como, por exemplo, os recentemente abordados em relação ao Japão.

Inicie na sua empresa a criação de uma cultura focada no bem estar e saúde dos colaboradores.

 

Organização

Outro ponto prejudicial trazido pelo abuso de horas extras é a organização das jornadas de trabalho da empresa.

Se a sua empresa é um restaurante, bar ou loja, provavelmente você trabalha com turnos e escalas. Quando um ou mais colaboradores faltam e tem de haver substituição para dar conta do trabalho. Se não houver uma gestão rígida de tempo os colaboradores substitutos podem ser involuntariamente obrigados a exceder as horas de trabalho.

Outro problema também pode ser as trocas frequentes de turno sem participação ativa da gestão da empresa. Como, por exemplo, um colaborador que sempre tenta se livrar das escalas de final de semana, encontrando colegas para cobrí-lo e provocando uma verdadeira bagunça na distribuição igualitária de turnos.

Como resolver?

Mais uma vez, adotar um software de Controle de Ponto pode ser a melhor solução para controlar Horas Extras. Desde que ele ofereça a opção de criar agendas fixas e/ou flexíveis de trabalho, que possam ser editadas e reorganizadas conforme a necessidade.

É indispensável um supervisor que fique responsável por autorizar ou recusar as mudanças de escala e substituições, e que garanta que não haverá desequilíbrio nas escalas. Não deixe esse trabalho nas mãos apenas do colaboradores.

 

Controle de Ponto

 

Processos Trabalhistas

Mais de 3 milhões de processos trabalhistas são registrados todos os anos no Brasil. Os motivos são variados: abuso moral, abuso sexual, violência psicológica, falta de pagamento de salário, falta de pagamento de rescisão… E grande parte em disputa por conta de horas extras trabalhadas.

Para proteger suas empresa de possíveis processos trabalhistas relacionados a pagamento de horas extras, é necessário:

  • Garantir que durante a contração de colaboradores seja devidamente comunicado e registrado o período fixo de trabalho (horas diárias e semanais).
  • Seja constantemente reforçado o limite de horas extras e atrasos que cada colaborador pode ter.
  • Manter todos os dados de registro de horas trabalhadas em um histórico salvo, disponível para consulta tanto da empresa quanto do próprio colaborador.
  • Acompanhamento diário ou semanal do histórico de registro de horas trabalhadas, assim, qualquer irregularidade pode ser resolvida imediatamente.

 

Podemos ver que definir um limite de horas extras é extremamente necessário. E que pode ser resolvido com organização e supervisão!

Enviar comentário

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo