Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
relógio de ponto cartográfico

Relógio de ponto cartográfico. O que é? Entenda

O relógio de ponto cartográfico pode ser uma opção prática e barata para fazer o controle de ponto nas empresas. Quem faz o gerenciamento da folha de pagamento e, de outros processos da rotina de departamento pessoal, sabe da importância do controle de ponto para fazer o registro das horas trabalhadas pelos colaboradores. 

Essa atitude garante um pagamento correto dos vencimentos de cada um deles. Isso é ainda mais importante em organizações nas quais existem diferentes turnos, e consequentemente,  cada colaborador tem uma escala de trabalho igualmente distinta.

Para auxiliar nesse controle, hoje em dia há disponível no mercado diversos sistemas de registro de ponto. Neste sentido, é comum que haja dúvidas sobre qual é a melhor metodologia a ser implantada no negócio.

Vamos apresentar neste artigo mais informações sobre o relógio de ponto cartográfico, que pode ajudar na hora de escolher qual o melhor método de controle de ponto para a sua empresa. Acompanhe!

O que é relógio de ponto cartográfico?

Trata-se de um equipamento que faz a leitura de um cartão de ponto e permite que a marcação de dados seja feita de forma correta. Cada colaborador deve possuir o seu cartão individual , o qual tem um período típico de duração de um mês. 

O profissional insere seu cartão no relógio de ponto cartográfico, que imprimi o horário do ponto diretamente no cartão. Se tratando de espaço físico, é comum que haja uma chapeira de ponto, presa à parede, na qual os cartões de ponto são depositados após a marcação.

É importante frisar que os trabalhadores devem sempre, ao entrar ou sair da empresa, inserir seu cartão pessoal no relógio, e só assim é feito o registro das horas trabalhadas. Dessa forma também, o controle de horas extras ou saídas antecipadas pode ser feito pelo departamento de recursos humanos, que deverá consultar o cartão de cada empregado.

Como funciona

No cartão individual, geralmente feito de papelão, são impressas as informações com os horários de ponto do colaborador, de acordo com o período do dia o qual ele se encontra.

Esse período é determinado pelo próprio profissional  no momento que o mesmo for fazer a marcação do seu ponto. 

Para exemplificar, esse período da jornada de trabalho pode ser dividido em momentos distintos. São eles:

  1. Entrada no trabalho (início do expediente);
  2. Pausa para refeições e/ou descanso;
  3. Retorno da pausa;
  4. Saída do trabalho (término do expediente);
  5. Horas extras.

Ao registrar horas excedentes ao horário de expediente, o empregado deve fazer a marcação logo após o término da sua jornada, e registrar novamente quando concluir suas atividades dentro da hora extra.

Agora, falando de especificações mais técnicas, o relógio de ponto cartográfico precisa estar conectado a uma tomada para funcionar. Com ele, vem acompanhado um cartucho de tinta, que tem de ser substituído periodicamente. Alguns modelos de pontos cartográficos podem também vir com algumas funcionalidades extras como sirenes para indicar fim do expediente.

Outro ponto importante, é que as empresas devem ter um estoque dos cartões de papelão. Pois, caso não haja, os profissionais não conseguirão fazer a marcação do ponto.

No final de cada mês, a pessoa do departamento pessoal responsável, faz a coleta de todos esses cartões de ponto e processa manualmente as informações geradas, num “ritual” que costuma demorar um tempo considerável e  pode estar sujeito a erros.

Uso do relógio de ponto cartográfico

O relógio de ponto cartográfico é um método de registro de jornada de trabalho que já foi muito comum no Brasil, principalmente na última década. Sendo utilizado em larga escala pelas grandes indústrias, inclusive. 

Entretanto, após a portaria 1510, proposta pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que passou a regulamentar a utilização dos Relógios Eletrônicos de Ponto (REPs), foi o primeiro passo para mudar a realidade em relação a este tema nas empresas. 

Neste sentido, os sistemas de ponto biométrico e por meio da leitura de crachás passaram a tomar conta do mercado.

Mais tarde, em 2011, com a emissão da nova portaria, a 373, a flexibilização das normas propiciou o surgimento de ainda mais sistemas, incluindo o controle de ponto online e via reconhecimento facial. Com isso, o relógio de ponto cartográfico deixou de ser a opção mais utilizada pelas organizações, embora ainda existem muitas que são adeptas ao método. 

Vantagens x desvantagens do ponto cartográfico

Como desvantagem podemos citar a dificuldade e lentidão na contabilização das informações geradas pelo relógio de ponto cartográfico. Por se tratar de registro manual, o RH também precisa ser feita manualmente.

Ou seja, antes do fechamento da folha, todos os meses, é necessário que o responsável pelos cálculos recolha os cartões dos colaboradores e acrescente os horários, um a um, em uma planilha específica para esse fim.

Neste sentido, a veracidade das informações também fica comprometida, pois como o registro é feito somente por meio do cartão, isentando o profissional de qualquer tipo de identificação, existe a chance de burlar esse sistema. Essa situação permite, por exemplo, que um colaborador faça o registro do ponto por outro.

Além disso, outra desvantagem são os custos dos acessórios como a aquisição dos cartões de ponto, cartuchos de tinta, manutenção, dentre outros fatores.

Em relação às vantagens da sua utilização, é válido ressaltar que muitas residências que possuem empregados domésticos como faxineiros, cozinheiros ou jardineiros, utilizam o relógio de ponto cartográfico para controlar os horários. Assim, o dono da casa pode registrar de forma mais econômica e pagar os vencimentos de seus auxiliares tendo a certeza de que está agindo dentro da lei e evitar conflitos trabalhistas.

Ainda dentro deste quesito, o preço dos modelos de relógio de ponto cartográfico é menor do que os eletrônicos, o que pode ser conveniente para algumas empresas. Outras vantagens são a sua instalação e uso, que são bastante descomplicados, sendo de fácil manuseio tanto por parte dos colaboradores quanto por parte dos gestores que precisam utilizar dos dados gerados.

Problemas na contabilização das horas trabalhadas na sua empresa? Conheça o controle de ponto digital

O Oitchau é um aplicativo que permite o controle de ponto via web ou por meio do aplicativo, direto do seu smartphone.  Com a plataforma, você tem disponível uma série de medidas de segurança que ajudam a evitar o risco de fraudes, como quando um colaborador bate o ponto no lugar de outro, no caso que apontamos mais acima.

Essas medidas seguras incluem  acesso às informações em tempo real, verificação de localização por GPS ou Wifi, e até Reconhecimento Facial. Além disso, o aplicativo envia lembretes e alertas para ajudar os seus colaboradores não esquecerem de fazer a marcação do seus pontos. E os gestores são avisados na hora caso algo de diferente tenha acontecido.

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau