Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas

Gestão: seu colaborador está pronto para subir de cargo?

Existem diversos sinais que um colaborador pronto para tornar-se Gestor dá. Um bom empreendedor deve estar atento para saber enxergá-los!

Uma das partes mais importantes de fazer gestão de pessoas é desenvolver habilidade para identificar perfis profissionais que tem tudo a ver com a cultura da sua empresa.

E, mais que isso: conseguir identificar pontos fortes desses profissionais e como podem ser usados a favor da produtividade da empresa. Um profissional bem direcionado, bem liderado, pode evoluir muito profissionalmente. Consequentemente, mostrar-se mais do que capaz de assumir posições de maior responsabilidade como a gestão de pessoas.

Quando surge aquela oportunidade de gestão na empresa, nada melhor para a motivação dos colaboradores do que preencher a vaga com um profissional que já é da casa. Mas identificar se um colaborador (e qual) está pronto para essa missão não é uma tarefa simples.

Um colaborador pronto para fazer gestão de pessoas dá sinais diariamente! Aprenda a identificar esses sinais:


Perfil de liderança

  • Ele(a) se gerencia sozinho – O colaborador pronto é aquele que se vira na rotina da empresa sozinho. Ele não precisa de alguém deixando migalhas para que ele encontre o caminho e saiba o que fazer. Busque aquele que já sabe o que precisa fazer e apenas faz.
  • Os colegas pedem ajuda a ele(a) – Ele ajuda os outros colegas e se interessa pelo trabalho que está sendo executado como um todo. Preocupa-se em saber se tudo está sendo entregue com qualidade e dentro dos prazos. Preste atenção se os outros colaboradores o buscam quando precisam de ajuda ou tem uma dúvida.
  • Ele(a) assume responsabilidades espontaneamente – Sem que isso seja exigido, ele já absorve desafios e assume responsabilidades sozinho. Isso porque faz parte da sua personalidade e seu jeito de trabalhar. Pessoas com esse perfil podem fluir naturalmente em cargos de Gestão.
  • Ele(a) lidera os colegas – Ele está tão a frente do trabalho que consegue liderar os outros colegas de equipe a acompanharem seu ritmo. Delega funções e coordena as execuções de perto. Ele já é um líder nato.

 

Pró-atividade & Inteligência Emocional

  • Ele(a) sai da zona de conforto – É comum na gestão de pessoas surgir novos e inesperados desafios diariamente. Foque no profissional que sai da sua zona de conforto para buscar soluções estratégicas e inteligentes. Ou seja, alguém que não tem medo de arriscar.
  • Ele(a) sabe lidar com pressão – Preste atenção no comportamento da pessoa que está considerando para notar se ela sabe lidar com situações de pressão e adversidade. Entenda se ela consegue manter um temperamento equilibrado, firme e focado em soluções.
  • Resolvedor(a) de problemas – Busque saber se a pessoa que você está considerando para o cargo é pró-ativa, hands-on. Faça avaliações mensais (ou trimestrais) da performance de todos os colaboradores. Assim, você já saberá quem entrega apenas o mínimo e quem entrega o esperado, e ainda mais!
  • Não desperdiça tempo – A pessoa está pronta se ela busca preencher seu tempo de expediente com o máximo de trabalho de qualidade possível. Mesmo que isso inclua ajudar outros colegas com seus trabalhos, estudar para desenvolver suas habilidades profissionais ou buscar soluções para problemas que ela mesma identificou dentro da empresa.
  • Boa comunicação interpessoal – Não esqueça que em gestão não se lida apenas consigo mesmo. Mas também com outros colaboradores, equipes, clientes, parceiros etc. Tenha certeza de que a pessoa escolhida tem uma boa comunicação interpessoal, sabe trabalhar em equipe e lidar com diferentes perfis de pessoas extraindo o melhor delas.

Desejo & Ambição

  • Ele(a) tem interesse – Um cargo de Gestor é um cargo de confiança. Por isso não pode ser oferecido para uma pessoa que não está interessada em exercê-lo. Esse não é o tipo de trabalho que possa ser forçado ou que a empresa possa arriscar esperar que o profissional tome gosto e se adapte com o tempo. Mire em pessoas que demonstram interesse. E ouça quando uma pessoa disser com todas as palavras que deseja tornar-se gestora.
  • “Nós” em vez de “Eu” – Preste atenção em colaboradores que falam da empresa como “Nós”, como coletivo, como um time caminhando pelo mesmo objetivo. Pessoas com noção de grupo de comunidade são melhores com gestão de pessoas.
  • Veste a camisa fora do expediente – Ele(a) veste a camisa da empresa fora do local de trabalho. Por exemplo, aproveitando um momento de confraternização para se aproximar dos outros colegas, ou aproveitando um curso/palestra fora do expediente para fazer networking e apresentar-se como um representante da empresa ali, naquele momento.
  • Ele(a) acredita na empresa – A pessoa que acredita de verdade no propósito do trabalho que faz, e leva os valores da empresa sempre consigo, é aquela que vai saber enxergar o lado positivo de uma situação difícil e buscar inspiração para superar obstáculos.

 

Acompanhe seu colaboradores de perto, ouça o que eles tem a dizer, reconheça seus esforços… E talvez você perceba que o Gestor perfeito está bem debaixo do seu nariz!

Enviar comentário