Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
employee experience

Employee experience melhora a percepção dos colaboradores

O employee experience é a preocupação com o que os profissionais encontram, observam ou sentem ao longo de sua jornada em uma empresa.

Em um contexto no qual muito se fala da experiência do cliente, à medida que as empresas reconhecem cada vez mais as pessoas como seus maiores ativos, elas também passam a prestar atenção na experiência dos seus colaboradores. De fato, uma pesquisa realizada pela consultoria Deloitte apontou que 93% dos profissionais de RH brasileiros das maiores empresas globais acreditam que a experiência dos colaboradores é uma tendência importante. Inclusive essa mudança está se tornando tão importante, que o mercado de trabalho já está presenciando o surgimento de funções e áreas inteiras dedicadas apenas ao tema.

Tendo isso em mente, neste artigo explicaremos como um trabalho forte de experiência dos colaboradores tem um impacto positivo no negócio como um todo: desde o recrutamento até nos seus resultados. Também compartilharemos algumas dicas úteis para tirar o assunto do papel aí na sua empresa. Acompanhe a seguir!

Horas extras

Por que o employee experience é importante?

Desenhar uma experiência poderosa para os colaboradores é importante porque os benefícios de ter profissionais mais felizes são significativos em muitos aspectos de uma organização. Listamos quais são as principais questões impactadas: 

Engajamento

Criar uma experiência positiva resulta em profissionais mais engajados, o que, por sua vez, contribui para uma melhor cultura de trabalho.

Recrutamento

Hoje, a maioria dos candidatos a emprego consulta informações sobre uma empresa na internet, inclusive em sites específicos para avaliar as corporações, como o Glassdoor. Esse movimento indica o desejo dos profissionais de entender como será sua experiência em determinada organização. É por isso que investir no tema é fundamental, para não deixar que críticas negativas afastem potenciais talentos do negócio.

Retenção 

Cada vez mais, vemos pessoas tomando decisões sobre deixar as empresas ainda no período de experiência. Uma integração adequada, por meio de um bom processo de onboarding, por exemplo, pode fazer uma enorme diferença em relação ao desejo de permanência de um colaborador, sua produtividade e sua percepção da cultura da empresa.

Estratégia

Por fim, o investimento em employee experience pode fazer uma enorme diferença nos resultados financeiros de uma corporação. Uma análise feita com mais de 250 organizações globais constatou que as empresas que tiveram uma maior pontuação nos benchmarks de experiência dos colaboradores conseguiram lucros médios quatro vezes maiores, receita média duas vezes maior e índice de rotatividade 40% menor em comparação às que não se preocupam com o assunto.

Principais marcos do employee experience

Agora que entendemos o impacto, vamos aprofundar os principais marcos que compõem a experiência dos colaboradores. Abaixo, abordaremos três momentos importantes do seu ciclo de vida e explicaremos como as pesquisas podem ser utilizadas em cada estágio. Isso garante que se tenha dados suficientes para organizar uma estratégia bem sucedida para esta experiência.

1. Atração/Recrutamento

Esse estágio é crítico porque é a primeira chance que você tem de apresentar a cultura da sua empresa e estabelecer confiança com uma possível contratação. A experiência do candidato também é a oportunidade perfeita para garantir que ele se torne advogado da sua marca – independentemente se conseguir ocupar a posição ou não. Ter esse tipo de feedback nessa fase é uma ótima oportunidade para melhorar o processo e saber como é a experiência de se candidatar a uma vaga na sua organização.

  • Como usar pesquisas neste marco:

Capturar a experiência do candidato significa conversar com aqueles a quem foi oferecida uma função, bem como com aqueles que não foram. Embora a natureza exata da sua pesquisa de candidatos dependa do seu processo de contratação, as perguntas que você faz geralmente devem girar em torno do feedback sobre o processo de inscrição, o conteúdo da entrevista, o comportamento das pessoas com quem se encontraram e a rapidez da resposta.

2. Integração/onboarding

O programa de integração, cujo principal objetivo é adaptar os novos contratados à cultura da organização, requer um bom planejamento pois é crucial para a permanência desses profissionais após o seu período inicial na empresa. O onboarding pode durar semanas, meses e até o primeiro ano de trabalho de um colaborador. Atentar-se a esta fase não apenas ajuda a lidar com esse momento tão delicado, mas também identifica lacunas ou inconsistências presentes no repasse de informações e treinamento dos novos reforços.

  • Como usar pesquisas neste marco:

Faça as perguntas certas. A pesquisa de integração fornece uma maneira sistematizada de fazer contato com as pessoas. Ela também dará informações valiosas sobre a contratação que você pode, inclusive, usar para melhorar essa etapa do employee experience no futuro.

3. Desligamento

Mesmo com seus melhores esforços, é inevitável que os colaboradores peçam demissão em algum momento. Especialmente considerando que o tempo médio de permanência nas empresas está cada vez menor. Por isso, é mais importante do que nunca encantar esses profissionais — mesmo quando eles estão saindo! Uma entrevista de desligamento permite que você faça isso. Entendendo os motivos por trás da decisão do colaborador é possível fazer os ajustes necessários para reduzir a rotatividade no futuro, e também mostrar que toda opinião é valorizada.

  • Como usar pesquisas neste marco:

Como mencionamos acima, a entrevista de desligamento é uma ótima maneira de capturar os reais motivos da saída de um colaborador – seja por descontentamento ou por motivos pessoais. Os resultados dessa entrevista revelarão o que você, como empregador, pode fazer melhor. Lembre-se de que este é o momento de obter o feedback mais sincero dessas pessoas que estão saindo. Além disso, pode ser inestimável para entender o que você precisa fazer para manter quem permanece na empresa pelo maior tempo possível.

Employee experience

Como desenvolver um programa de employeer experience?

Depois de entender a importância desta ferramenta, aqui estão nossas melhores recomendações para que você comece a criar um programa de employee experience do zero:

1. Determine sua principal prioridade

Primeiro, você precisa identificar quais perguntas a sua organização mais precisa responder. Por exemplo, se estiver prestes a aumentar significativamente o volume de contratações, concentre-se primeiro no marco da atração/recrutamento e considere incluir nesta fase a pesquisa da experiência do candidato. Ou ainda, se a empresa está com altas taxas de rotatividade, colocar seus recursos em uma entrevista de desligamento pode ser seu primeiro passo. Não há um lugar certo ou errado para começar — tudo depende das prioridades da sua organização no momento.

2. Comece a levantar dados

Após determinar sua prioridade, o mais importante é começar a coletar feedbacks. Leva tempo para conseguir todas as informações suficientes para estabelecer vínculos e contar histórias sobre a experiência dos colaboradores. É por isso que recomendamos não se sobrecarregar enfrentando tudo isso de uma vez. Foque em um aspecto importante para a empresa (como o onboarding, por exemplo). Reveja os processos desse item e coloque as novas ações em prática a partir daí.

3. Construa vínculos

Se você deseja criar um entendimento abrangente de todo o ciclo de vida dos colaboradores para criar o employee experience, é importante integrar toda a informação levantada. Por exemplo, se você já realiza uma pesquisa de satisfação, esses dados também podem ajudar na hora de informar quais fatores a empresa deve se concentrar ao formular uma entrevista de desligamento, ao invés de usar perguntas básicas que não abordam a raiz do problema.

4. Employee experience é sobre tirar os planos do papel

De nada adianta conhecer todas essas informações se a empresa não pretende colocá-las em prática. Analise todo o passo a passo, levante o máximo de dados de acordo com a realidade do seu negócio, identifique quais são as lideranças que irão replicar esse novo posicionamento da organização. Essa atitude vai ser o suporte extra e vai mostrar onde é preciso fazer os ajustes para melhorar as experiências dos colaboradores.

Documentos Admissionais

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau