Gestão de pessoas: Como mostrar que a empresa se importa?

Pequenos detalhes fazem toda a diferença. Descubra algumas práticas motivadoras que você, como empreendedor, pode implementar na sua empresa.

Na gestão de pessoas, pequenos detalhes fazem toda a diferença. E, neste sentido, a regra número um quando o tema envolve pessoas, é exercitar a motivação: ela funciona como uma espécie de combustível. 

Cada um deve “ser abastecido” com quantidades diferente e se o nível de motivação não for suficiente, adeus qualidade de trabalho e produtividade.

Dentro deste contexto, a maneira como os colaboradores são tratados na empresa tem forte impacto em como eles se sentem em relação ao ambiente de trabalho

Tendo isso em mente, neste artigo, vamos apresentar algumas práticas motivadoras que você, como empreendedor, pode implementar na sua empresa. Acompanhe a seguir!

Habitue-se a elogiar

Frequentemente estamos tão focados em garantir que tudo seja produzido dentro do prazo e entregue com qualidade, que apenas pedimos, cobramos, mas nos esquecemos que quem está do outro lado também é um ser humano.

Afinal estamos falando em gestão de pessoas —  com desejos, preocupações e uma vida pessoal. Isso tudo pode impactar diretamente na concentração, foco, humor e autoestima.

  • Pergunte aos seus colaboradores como eles estão no dia a dia, assim você poderá refletir melhor suas atitudes com eles.
  • Se alguém parecer estressado, por exemplo, evite conversas agressivas. Seja o equilíbrio nessa comunicação.
  • Sim, você está pagando pelo trabalho dele, mas não custa nada agradecer sempre que algo seja entregue.
  • Também não custa dizer bom dia, bom final de semana e bom descanso. Educação é sempre um ativador de boas energias.

Quando um trabalho for bem entregue, elogie. Reserve dois minutos para sentar com o colaborador e ressaltar os pontos positivos do trabalho que ele entregou. É uma ótima maneira de motivar e direcionar o desenvolvimento dele de acordo com aquilo que a empresa precisa e espera.

Desempenho e reconhecimento

É por meio da avaliação de desempenho que os gestores conseguem conhecer o comportamento de cada colaborador ou da equipe.

Com o resultado das avaliações em mãos, é possível identificar posturas inadequadas e criar ações mais assertivas de correção, no entanto, tudo deve ser muito leve, livre de julgamento. Para isso, essas ações podem ser feitas seguindo três passos básicos:

A ideia do procedimento é encontrar no profissional justamente aquilo que ele pode oferecer de positivo para a empresa, para que, por meio de orientação, a  organização consiga aperfeiçoar seu desempenho.

Também é relevante, na gestão de pessoas, desenvolver formas de garantir que os esforços dos talentos sejam reconhecidos. Algumas alternativas para isso são o oferecimento de bônus, benefícios, prêmios ou fazer um plano de carreira bem estruturado.

Dinheiro também é importante na gestão de pessoas

Antes de mais nada, coloque-se no lugar do seu colaborador por um segundo. Se acaso você estivesse vivendo a vida dele, com os mesmos horários, quantidade de tempo livre, despesas. Você estaria feliz? Com a cabeça tranquila para encarar o expediente todos os dias?

  • Empatia é quando você consegue enxergar as dificuldades do outro e como essas dificuldades impactam diretamente em outras questões, como a motivação no trabalho.
  • Avalie mensalmente a produtividade dos seus colaboradores, e ofereça recompensas para os que apresentarem melhor desempenho.
  • Você pode oferecer um bônus no final do ano. Ou pode estabelecer uma porcentagem fixa de aumento salarial anual.
  • Até mesmo um aumento nos benefícios (como Vale Refeição) pode fazer uma enorme diferença! Já parou para reparar naquele colaborador que você vê trazendo almoço de casa todos os dias?
  • Se possível, implemente na sua empresa outros benefícios. Como um Vale Cultura (para descontos em livros, entretenimento e lazer).
  • Cuidar da própria saúde está cada dia mais caro! Pesquise um pacote de Plano de Saúde bacana com desconto para seus colaboradores.

Presente certo para a pessoa certa

Ninguém está dizendo que você precisa sair dando presentes incríveis para todos os colaboradores, em todos os aniversários e datas comemorativas. Afinal, você não é pai/mãe.

Mas, em uma boa gestão de pessoas é preciso conhecer cada um de seus funcionários. Então, se você decidir presentear precisa estar preparado.  Afinal, dar um presente que não significa nada pode até mesmo diminuir a motivação do colaborador.

  • Busque saber o básico sobre a personalidade e gostos pessoais de cada colaborador. Preste atenção nos objetos que eles trazem para o trabalho e as estampas das roupas que vestem.
  • Se você deseja presentear um colaborador no aniversário dele, use o que aprendeu com suas observações para escolher o presente.
  • Se não tiver certeza, peça ajuda dos colegas de trabalho dele.
  • Crie uma política de recompensa como, por exemplo, presentear colaboradores que completam 5 anos de casa. Nem que seja um almoço na faixa.
  • Mesmo sem ocasião especial, preste atenção nas pequenas oportunidades. Quebrou o fone daquele colaborador que só consegue focar com música? Que tal aparecer com um fone novinho?

Papo sobre plano de carreira

Ninguém começa a trabalhar numa empresa com o objetivo de permanecer na mesma função. Ainda mais com o mesmo salário e benefícios, para todo o sempre, por anos e anos.

Todo colaborador tem desejos, tem ambição e tem planos para o futuro. E uma boa gestão é fundamental para o plano de carreira.

  • Reserve uma semana por trimestre para pequenos encontros de dez minutos com cada colaborador. Faça isso apenas para sentar e conversar sobre suas carreiras.
  • Crie interesse em saber quais planos seus colaboradores têm para o futuro. Por exemplo, onde eles querem chegar? O que desejam conquistar? Qual cargo almejam na empresa?
  • Use as informações que conseguir para ajudá-los a desenvolver habilidades específicas. Uma boa ideia seria uma ajuda de custo num curso que tem tudo a ver com a atividade que eles exercem para a empresa.
  • Ofereça oportunidade de plano de carreira real. Sendo uma grande ou pequena empresa, auxilie seus colaboradores a compreenderem os degraus de evolução dentro da empresa e como eles podem subi-los.
  • Busque saber como está o desempenho escolar daquele colaborador que estuda. Semana de provas e ele anda estressado e sem foco? Ofereça uma hora a mais de almoço para que ele leia o material. Ou um dia de folga, se possível.

Ouça o que os profissionais têm a dizer e coloque a mão na massa

Pior do que uma empresa que não tem política de gestão de pessoas de portas abertas (ou seja, que colaboradores podem buscar os gestores para bater um papo diretamente), é uma empresa que diz ter a política, mas que não pratica.

  • Se você tiver um escritório, literalmente deixe as portas dele abertas por algumas horas todos os dias.
  • Crie um formulário online para que seus colaboradores possam enviar sugestões, reclamações e elogios de forma anônima.
  • Existem empresas especializadas em clima empresarial. Elas podem ajudar a melhorar a energia da sua empresa, caso você identifique problemas.
  • Quando um colaborador apontar um problema ou reclamação, ouça e, de fato, tome atitude em relação ao que ouviu. Se você ignorar o que eles disserem eles nunca mais vão te procurar. Isso pode fazer com que os problemas se tornem uma bola de neve.
  • Quebrou a torneira? Conserte. Está faltando lata de lixo? Compre. O computador está ruim? Arrume. Produtos de limpeza acabaram? Reponha o estoque. Ofereça tudo que seus colaboradores precisam para executar o trabalho deles.

Você não precisa praticar todos os itens dessa lista. Mas se conseguir refletir, enxergar a importância de cada um e implantar o que for possível, garantimos que os resultados na sua gestão podem ser surpreendentes.

Ofereça oportunidades reais de desenvolvimento

Boas empresas devem fornecer orientações e auxílios necessários para que seus profissionais se desenvolvam. Toda organização deve ter uma estrutura capaz de abraçar esses indivíduos, além de oferecer novos desafios e oportunidades de carreira.

E, indo mais adiante do que oferecer somente treinamentos, capacitações e um plano de carreira atrativo, você  pode criar um programa que facilite o crescimento dos colaboradores dentro da empresa.

Por exemplo, atingir metas, realizar determinados treinamentos e apresentar comportamento adequado fazem com que ele consiga posições melhores na corporação ou obtenha posições estratégicas. Isso faz com que eles se sintam parte da empresa e importantes para o negócio.

Invista na capacitação dos funcionários

A empresa não deve disponibilizar apenas treinamentos para o colaborador que adentra na empresa, a fim de que ele obtenha conhecimento sobre os processos realizados pela organização.

Isso porque uma das principais formas de demonstrar que a empresa se importa com seus colaboradores é no efetivo investimento em seus desenvolvimentos profissionais e de conhecimento. É importante lembrar que um investimento somente tende a acrescentar à empresa, pois o empregado tende a refletir a sabedoria obtida no seu dia a dia profissional.

Uma ótima forma da empresa atuar, assim, é pelo oferecimento de bolsas de estudo. Estas podem ser parciais, quando a empresa subsidia apenas parte do valor, ou integrais, quando todo o custo do aprendizado é suportado pela organização.

Dentre esses cursos estão os treinamentos internos periódicos por meio de palestras e seminários práticos, bem como a própria graduação em ensino superior ou à pós-graduação e MBA.

De um lado o empregado passa a identificar os investimentos feitos em relação à sua atuação perante a empresa pela própria organização. O ente empresarial ganha com o retorno do conhecimento prático em suas atividades, o que pode melhorar a produtividade e qualidade do que se oferece.

Benefícios são essenciais para a retenção de colaboradores

As oportunidades reais de desenvolvimento não dizem respeito apenas ao plano de carreira, à promoção de pessoas que já prestam serviços à empresa e à disponibilização de cursos e outros métodos de ensino custeados pela organização.

Isso porque o investimento em benefícios diferenciados que são oferecidos para os colaboradores apresenta resultados práticos. Eles são visíveis em relação ao aumento do entusiasmo do empregado na prática de suas atividades diárias.

Esses benefícios devem ir além daqueles convencionais, como referentes aos auxílios alimentação, refeição, transporte e planos de saúde. Esses já são considerados comuns na prática empresarial, de forma que não se apresentam um esforço à parte da organização.

A estipulação de prêmios (bimestrais, semestrais ou anuais) por cumprimento de metas, assim como a disponibilização de vales-cultura ou patrocinar momentos de lazer para a equipe, com confraternizações ou happy hour periódico, podem auxiliar na demonstração da importância dos colaboradores para a empresa.

Valorize a qualidade de vida dos colaboradores

Uma possibilidade de demonstrar como a organização considera importantes seus empregados são por meio da disponibilização de práticas e ferramentas que busquem aumentar o bem estar e a qualidade de vida dos funcionários durante a prestação de serviços.

O investimento em materiais de trabalho e ferramentas ergonômicas é um exemplo disso. A disponibilização de serviços de acompanhamento psicológico, bem como horários e profissionais que promovam a ginástica laboral podem auxiliar.

Atente-se à vivência dos valores da empresa

A forma que os colaboradores interagem dentro da empresa está diretamente ligado à retenção de talentos. Na hipótese que os colaboradores não se sentem pertencentes à empresa e procurarão outro lugar cujo ambiente são mais agradáveis de trabalhar.

Por essa razão, uma gestão de pessoas assertiva deve estudar o comportamento dos colaboradores e desenvolver o clima organizacional propício à retenção dos talentos. Você pode realizar confraternizações em aniversários, comemorar datas festivas ou quando eles atingirem metas.

Estude também formas de erradicar eventuais maus hábitos que existem dentro da empresa, como exclusão de membros em grupos, desrespeito e fofocas. Quando surgirem conflitos ou embates, você deve dialogar com as partes para que cheguem a um consenso.

Uma boa gestão de pessoas deve garantir que a comunicação seja horizontal

A comunicação é um dos principais instrumentos para a construção de laços saudáveis e duradouros. Mesmo que um negócio seja hierarquizado em um nível vertical, é importante que a comunicação entre os operadores, supervisores e administradores seja horizontal.

Os gestores devem solicitar opiniões, feedbacks e pedidos de todo o pessoal e dar a devida importância a todas elas. Como os talentos se preocupam com o desenvolvimento da empresa afinal desejam crescer, eles podem dar dicas importantes para melhorar os processos internos.

Essa tática também faz com que esses indivíduos se sintam relevantes, já que terão liberdade para se comunicar com seus superiores e seu feedback impactará diretamente a rotina do negócio.

Veja também: Doenças ocupacionais: Quais as principais? Como preveni-las?

Gostou das dicas? Deixe o seu comentário e compartilhe estas dicas em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau