Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp

Como fazer um planejamento de Gestão de Pessoas na sua empresa?

O planejamento de gestão de pessoas representa um grupo de diretrizes que a área de Recursos Humanos, juntamente com os respectivos gestores, estabelece para capacitar e desenvolver os colaboradores, de modo a conquistar os objetivos propostos pela empresa.

Se você acompanha nossos conteúdos, sabe que sempre falamos da importância do capital humano e como ele é vital para o sucesso dos negócios. Afinal, é É por meio do desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores que os Recursos Humanos contribuem para que as estratégias alcancem as metas estabelecidas.

No entanto, antes de listarmos quais processos de gestão valem a pena, precisamos  explicar um pouco mais sobre o que são e quais os impactos dessas ações. De maneira geral, procedimentos que dizem à gestão humana são pensados para garantir aos indivíduos não somente os recursos para que realizem as funções relativas ao ambiente corporativo. Mas que façam isso de maneira mais tranquila e leve. 

Além disso, o foco desse tipo de gestão humanizada também está em desenvolver as habilidades dos colaboradores de maneira que não somente o negócio ganhe, mas eles também.

Contudo, é importante citar que elaborar este plano é uma tarefa que exige cuidados. Por esse motivo, neste artigo, mostraremos mais aspectos sobre o tema e como aplicá-lo de forma eficiente na sua empresa. Acompanhe a seguir!

Controle de ponto

O que deve constar no planejamento de gestão de pessoas?

Antes de conhecer os diferentes tipos de planejamento de gestão de pessoas, é preciso se atentar aos dados essenciais que devem constar nele. Portanto, o primeiro passo para elaborar um bom plano é listar os itens abaixo:

  • O número de colaboradores da empresa e a função de cada um deles.
  • Organograma da empresa: é preciso conhecer a hierarquia da empresa.
  • Processos de recrutamento e seleção de novos colaboradores;
  • Política de capacitação e desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores, e
  • Planos de cargos e salários oferecidos atualmente pela empresa.

Tais informações são importantes para elaborar um plano eficiente. É a partir dos ajustes feitos na situação atual da empresa que se pode pensar em algo melhor para motivar e engajar os colaboradores, além de tornar o ambiente da empresa mais colaborativo e propício à inovação.

Tarefa cumprida, é hora de passarmos para os próximos passos!

Quais são os tipos de plano de gestão de pessoas?

Existem muitas ferramentas disponíveis — boa parte delas são aplicadas na empresa como um todo. Outras, porém, ficam restritas apenas à departamentos específicos. Veja, a seguir, quais são as três principais.

Desenvolvimento

Este plano por desenvolvimento envolve a capacitação constante de determinadas equipes para que possam oferecer serviços cada vez mais especializados e, assim, se transformarem em equipes de alta performance.

Carreira

Como o próprio nome sugere, o plano de carreira é responsável por “cuidar” das carreiras dos colaboradores a partir do momento em que eles integram a empresa.

Sucessão

O método por sucessão tem o objetivo de acompanhar colaboradores que possam se desenvolver até chegarem aos cargos de liderança dentro da organização.

O que deve ser levado em consideração?

É chegado o momento da ação. Veja abaixo as dicas para fazer um planejamento de Gestão de Pessoas na sua empresa eficiente.

1. Análise e diagnóstico atual da empresa

De posse da lista dos dados que precisam constar no plano da sua empresa, é possível analisar e fazer um diagnóstico da situação atual da organização como um todo para realizar ajustes antes da conclusão do novo plano.

Iniciando a análise pelo próprio departamento de Recursos Humanos e seguindo para os outros, é preciso determinar os pontos fortes e identificar os pontos que precisam de atenção. (Aprenda também sobre como fazer uma análise SWOT).

2. Desenvolvendo e implantando estratégias

Após identificar os pontos de atenção em cada departamento, é o momento de pensar em estratégias para suprir as necessidades no que se refere à gestão em si.

Quais pontos precisam ser modificados para que as equipes se sintam mais motivadas e engajadas para trabalharem? Como a empresa pode oferecer o suporte profissional e pessoal aos colaboradores para que possam se desenvolver tranquilamente? A qualidade de vida dos colaboradores está satisfatória?

Elabore mais perguntas pertinentes e reflita sobre as soluções que pode oferecer para que esse cuidado possa ser eficiente e contribuir estrategicamente com a empresa.

Lembre-se que a implantação das estratégias é algo que deva ser feito progressivamente para que os colaboradores tenham tempo hábil de assimilar as mudanças.

Neste processo, o foco está em criar um ambiente e oportunidades que bastem para que as pessoas desejam se manter na empresa. Aqui, até mesmo a qualidade física do ambiente de trabalho é levado em conta.

Uma boa dica é promover workshops, palestras e dinâmicas que tratem das situações encontradas durante o diagnóstico para informar e educar os colaboradores sobre a melhor forma de lidar com tais situações.

Não espere que o colaborador adivinhe o que a empresa espera dele ao lidar com circunstâncias críticas e que estão fora do normal. É preciso orientá-lo a agir de acordo com a sua cultura organizacional.

3. Avaliação de resultados

O último passo do planejamento é determinar um período para que as estratégias que determinou para o planejamento de Gestão de Pessoas na sua empresa seja implantado para avaliar os resultados.

A periodicidade da avaliação deve ser estabelecida de forma a permitir que o RH possa identificar problemas antes mesmo deles surgirem e impactarem os colaboradores. Dessa forma, há tempo hábil para fazer os ajustes necessários.

Esse monitoramento a partir da avaliação, garante um maior acompanhamento e controle das atividades de cada colaborador. Ou seja, a empresa consegue traçar novas estratégias que mantenham seus profissionais sempre motivados e em busca da realização de suas metas pessoas.

Em adição a isso, cuidar do bem-estar e qualidade de vida pessoal e profissional dos colaboradores é um dos principais objetivos de toda essa ação na sua empresa. É por meio deste planejamento é que é possível valorizar genuinamente seus colaboradores para que eles, por sua vez, consigam se desenvolver plenamente.

Treinamento e desenvolvimento

Existem diferentes maneiras de guiar os profissionais à construção de uma cultura organizacional que busca resultados melhores a cada dia. A inspiração pelo exemplo, algo que faz parte do exercício de uma boa liderança, é uma delas.

Neste sentido, medidas importantes na gestão de pessoas são as ações de treinamento e de capacitação dos trabalhadores. Ambas vão de encontro à ideia de criar condições para que os profissionais tenham elevada capacidade técnica para cumprir suas funções, ampliar seus conhecimentos e evoluir.

Quando a organização tem um planejamento de treinamento e capacitação ― algo que vale tanto para os novatos quanto para os colaboradores mais antigos ― cria um cenário que pode beneficiar todas as partes.

A própria empresa passa a contar com profissionais mais preparados para exercer suas funções e buscar resultados. Em contrapartida, essas pessoas se sentem valorizadas e ganham confiança para se envolver nos projetos e bater suas metas. Algo que se encaixa ao papel motivador da gestão.

Para tanto, workshops, palestras e até parcerias com instituições de ensino podem fazer parte do planejamento. Tudo isso em paralelo ao aperfeiçoamento dos processos internos para que o negócio também acompanhe a evolução de seus colaboradores e do mercado em que participa.

reembolso de quilometragem

Pessoas e cultura organizacional

A gestão de pessoas deve ser feita de forma individual. Isso significa, por exemplo, analisar as características de cada colaborador para saber qual estratégia de motivação funciona melhor com cada um deles.

No entanto, o senso de coletividade deve permear essas análises e as ações de liderança que orientam e direcionam o comportamento dos profissionais da empresa. Do contrário, existe um grande risco de ter colaboradores inspirados e engajados andando em direções distintas.

Logo, é fundamental que exista algo que guie os caminhos tanto para os objetivos da liderança quanto as ações e pensamentos de suas equipes. E esse “algo” é a cultura organizacional.

Essa cultura representa a junção dos valores, crenças e comportamentos que caracterizam uma empresa e sua forma de conduzir os negócios. Trata-se de fatores que devem ser espalhados no ambiente de trabalho para garantir um alinhamento entre aquilo o que a organização diz ser e aquilo o que ela realmente é.

Tudo isso depende da capacidade dos seus profissionais em compreender a cultura, se identificar e agir de forma coerente a ela. Uma vez que isso não acontece naturalmente sempre, um dos pontos da gestão de pessoas é buscar a criação dessa realidade.

Considerações importantes sobre gestão de pessoas e o papel do líder

Por fim o que se busca com esse tipo de gestão é criar condições favoráveis para que os colaboradores de uma empresa desempenhem bem suas funções diariamente. Em partes, isso tem a ver com garantir que tudo aquilo que seja necessário para a parte técnica do trabalho (ou seja, ferramentas, cursos de capacitação e treinamento, por exemplo) seja devidamente disponibilizada.

A parte mais humana, por assim dizer, é a que está associada à motivação e à criação de um clima interno favorável ao bom desempenho de todos. E é aí que entra a importância de um gestor saber exercer o papel de liderança.

É atribuição dos gestores de pessoas identificar características, dificuldades e potencialidades individuais e coletivas em sua equipe para, a partir daí, engajá-los da forma correta. Eles devem saber o que fazer para inspirar e influenciar os profissionais positivamente e até mesmo para derrubar crenças limitantes que os mesmos tenham sobre si mesmo ou sobre seus colegas.

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau