As 5 principais práticas da gestão de equipes de alto impacto

O RH é o responsável por identificar, recrutar, contratar e reter talentos para que a empresa opere com profissionais de alto impacto. O RH também contribui para que estes colaboradores sejam bem-treinados e mantenham seus índices de produtividade em níveis excelentes.

No entanto, são os gestores que lideram as equipes compostas por estes profissionais implantando técnicas de gestão para este fim. Os gestores definem metas e estabelecem os planos de ação para que sejam alcançadas.

O desafio consiste em comandar uma equipe composta por profissionais (e indivíduos) completamente diferentes, que têm origens e valores diversos, rumo a um objetivo em comum. Além de conhecimento técnico do negócio em si, o gestor precisa estar preparado para entrar neste cenário e conduzir a todos com eficiência.

Há uma série de ferramentas criadas com este propósito. Dessa forma, cabe ainda ao gestor, selecionar as que melhor se encaixam em seu objetivo enquanto líder e aplicá-las em sua equipe.

5 práticas principais para comandar equipes de alto impacto

Como um gestor se torna um bom líder? Bem, é fato que este é um caminho longo, que exige muito aprendizado e disciplina. Porém, com o suporte do RH e a aplicação de práticas desenvolvidas com o intuito de liderança, é possível ultrapassar obstáculos com maior facilidade.

1. Selecionando o líder

Diferentemente do que muitos acreditam, o líder não é aquele que tem todas as respostas. As principais características que tornam um indivíduo um bom líder são a capacidade de motivar e engajar seus colegas de equipe, e a certeza de que está nesta posição para ensinar e aprender com todos ao longo do caminho.

O líder conquista a confiança de todos por meio das decisões que toma diariamente, sempre levando o bem coletivo em consideração. Para o bom líder, sua posição é uma mera formalidade, isto é, ele não usa da hierarquia para impor respeito. Sabe que a estrada é a mesma para todos.

Além destas características básicas, o líder ainda precisa ser flexível, democrático, saber ouvir seus companheiros e ter as perguntas certas para chegar ao que precisa para alcançar o objetivo do grupo.

A partir destas informações, é possível reconhecer um indivíduo que pode se tornar um bom líder. Basta se atentar ao modo como fala: se sempre fala em “nós”, mais do que fala em “eu”, já é um bom começo.

O desafio aqui é perceber que tipo de líder a equipe de alto impacto precisa neste momento: precisa de motivação? Está desestabilizada por causa da relação com o líder anterior? Independentemente do motivo, o bom líder é capaz de equilibrar a equipe e fazê-la retomar o caminho certo.

2. Não economize treinamento

Treinamento é a palavra-chave quando se fala em gestão de equipes de alto impacto. Portanto, não economize! Não basta ter um grupo seleto de profissionais altamente capacitados, mas que não sabem o que fazer para alcançar o objetivo.

O treinamento é fundamental para que todos conheçam não apenas o objetivo da equipe, mas também para que compreendam seus papéis dentro do todo. Assim, o papel do gestor é identificar a necessidade de treinamento da equipe e solicitá-lo aos Recursos Humanos para que possam escolher os profissionais e cursos mais adequados às necessidades do grupo.

Nesta prática, gestor e RH trabalham juntos para suprir as demandas da equipe e permitir que se capacitem para caminharem juntos ao objetivo.

3. Motivação constante

É importante esclarecer que motivar seus colaboradores não significa elogiá-los. Apesar de o elogio ser uma forma de motivação, ele acaba perdendo o sentido quando feito a todo momento e indiscriminadamente.

Para motivar as equipes o gestor deve ter em mãos a análise de perfil comportamental dos colaboradores de sua equipe de alto impacto. É por meio deste documento que ele saberá reconhecer as características de cada membro da equipe e como motivá-los verdadeiramente.

As informações que constam na análise comportamental dos colaboradores funciona como um mapa para que o gestor identifique o que pode torná-los mais produtivos e eficientes. Além disso, reconhecerá o momento de motivar sua equipe: em alguns momentos, a motivação precisa ser urgente, enquanto em outros ela é fundamental para que a equipe continue no caminho certo.

Alguns membros da equipe podem ser mais motivados quando em atividades sociais, enquanto outros se sentem mais produtivos e criativos quando estão no operacional. Cabe ao gestor analisar e identificar a melhor maneira de motivar sua equipe.

Vale ressaltar que motivar não é apenas incentivar a trabalhar. Promover ações que permitem que a integração social dos colaboradores da equipe também é importante. Afinal de contas, são, acima de tudo, humanos.

4. Líderes engajados e motivados

A motivação não deve ser algo que se faça exclusivamente aos colaboradores. Líderes também precisam se sentir motivados para que se engajem nos projetos que lideram.

Quando se fala em engajar lideranças a palavra-chave é transparência. A empresa deve apresentar um plano de projeto ao líder que o conduzirá determinando, de forma clara, o papel de cada departamento e seus respectivos gestores para o cumprimento das metas estabelecidas.

Assim, o líder é capaz de ter informações abrangentes sobre o mercado e a atuação da empresa nele durante os últimos anos, o que permite que ele saiba exatamente onde está pisando assumindo este trabalho.

Além disso, o líder consegue estipular metas reais para que comande sua equipe nos caminhos mais adequados, sabendo o que deve ser feito e conquistando os resultados esperados.

4. Endomarketing, seu maior aliado

Muito se fala da comunicação com os clientes, mas a comunicação interna é um fator determinante para o sucesso da gestão de equipes de alto impacto. A comunicação adequada, transparente e de duas vias é imprescindível para o bom andamento do projeto, além de ser capaz de influenciar todos demais itens que descrevemos acima.

Para saber se o seu endomarketing é eficiente, responda as perguntas abaixo:

  • Os colaboradores sabem o que a empresa faz?
  • Conhecem a história da empresa e os seus marcos importantes?
  • Os colaboradores recomendariam a empresa como local de trabalho para um amigo?
  • Se sentem orgulhosos de fazer parte da empresa?

A comunicação exerce papel fundamental na qualidade de vida e produtividade de seus colaboradores. Por esse motivo, as ferramentas utilizadas no endomarketing devem ser adequadas para que as metas sejam alcançadas e as equipes de alto impacto geridas eficientemente.

A gestão eficiente de equipes de alto impacto é possível!

Diante do que mostramos neste artigo, é importante apontar que a gestão eficiente de equipes de alto impacto é possível.

O que deve ser levado em consideração é a escolha dos profissionais que irão compor a equipe e determinar um líder que tenha capacidades técnicas e compreenda a relevância das relações interpessoais.

A equipe de alto nível engajada e bem comandada poderá trazer resultados importantes à organização e impulsionar os negócios.

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau