rotatividade da empresa

Rotatividade na empresa: como diminuir na sua empresa?

A rotatividade na empresa deve preocupar seu RH. Quando há constantes contratações e demissões isso é algo que deve entrar no radar dos gestores. Em caso contrário a empresa pode sofrer consequências negativas.

Hoje separamos para você algumas dicas de como diminuir a rotatividade centro da sua corporação com elas você garante melhores contratações e mantém os seus colaboradores devidamente engajados para que eles não procurem se realocar em outras empresas.

Sumário

O que é rotatividade na empresa?

rotatividade da empresa

A rotatividade se revela nas constantes contratações e demissões de colaboradores não só nas demissões nas também nos pedidos de demissão que eles apresentam não importa quem dá fim ao contrato de trabalho e sim que ele é rompido.

Esse tipo de situação é complicada pelo fato de que envolve gastos, perda de tempo,  deslocamento de esforços e atrapalha a produtividade de uma empresa. Isso influencia no lucro e na imagem que a empresa tem para profissionais e concorrência.

Os gastos se ilustram pela necessidade de empenho financeiro para divulgação das vagas e realização de processos seletivos.

Outros gastos que a rotatividade gera se referem aos treinamentos dos novos colaboradores e a questões como exames admissionais, uniformes e outros.

Os gastos também estão presentes no que diz respeito às verbas rescisórias que se impõe a cada vez que há uma rescisão de contrato de trabalho, seja ela sem justa causa ou por pedido de demissão.

E por que ela é prejudicial?

No que se refere à perda de tempo temos que cada nova contratação requer que um profissional do RH realize entrevistas e outras fases dos processos seletivos isso.  esse tempo poderia ser utilizado para outras atividades mais lucrativas da empresa .

E isso não se refere apenas ao processo seletivo, outras questões que fazem com que colaboradores percam tempo na rotatividade dentro da empresa é para apresentação do novo colega aos demais colaboradores e auxílio nos primeiros dias.

 Sabemos bem que adaptação leva algum tempo mesmo que o profissional já tenha experiência na área. Cada empresa é uma empresa e isso faz com que a empresa sofra nos primeiros dias com uma diminuição da produtividade normal

 É natural que os colaboradores em um primeiro momento não tenham a capacidade de manter toda a produtividade que normalmente mantêm. Isso depende da sua adaptação com, conhecimento das equipes, e tempo de serviço.

 Outro ponto negativo em relação à rotatividade das empresas se refere à imagem da própria empresa. Uma empresa costuma divulgar recorrentemente novas vagas dando a impressão de que não é um bom ambiente de trabalho.

Caso ou fosse, os colaboradores não tenderiam a sair da sua empresa com tanta frequência e isso pode ser fatal para a imagem da empresa tanto perante os talentos que se encontram no mercado quanto diante da concorrência.

 Tudo isso faz com que a rotatividade seja algo que deve lhe chamar atenção e não só isso ela requer a tomada de soluções práticas que realmente consigam barrar essa entrada e saída de colaboradores.

Caso você não saiba por onde começar, não se preocupe. Existem algumas estratégias que são práticas e que fazem toda a diferença para diminuir a rotatividade dentro de uma empresa para conhecê-las, continue lendo e veja dicas incríveis.

Existem outros problemas relacionados à rotatividade na empresa?

Um dos principais pontos que tornam a rotação de empregados negativa para a empresa diz respeito ao prejuízo financeiro causado por ela. Isso se deve por diversos motivos.

A rescisão gera despesas relacionadas ao pagamento das verbas rescisórias, assim como à multa do FGTS, a depender da natureza do rompimento do contrato de trabalho.

Por outro lado, a contratação de novos colaboradores é dispendiosa. Os gastos dela estão relacionados à necessidade de gastos para divulgação das vagas, assim como para recrutamento e eventuais novos treinamentos.

Há necessidade de que um funcionário da empresa seja destinado para realizar as entrevistas e seleção, assim como para ambientar o novo colaborador na empresa.

O rodízio de colaboradores afeta a empresa na medida em que atrapalha o clima da organização e equipes que constantemente são alteradas e necessitam de novas adaptações, o que pode se tornar estressante.

Isso é causado que durante a desocupação de vagas os demais colaboradores que permanecem na empresa podem ser sobrecarregados pela necessidade de cobrir o trabalho que seria feito por mais um indivíduo, o que piora o clima da organização.

Destaca-se que a constante demissão e contratação de novos funcionários criam insegurança aos colaboradores que temem pelos seus empregos.

Lidar de maneira a limitar a rotação de empregados é essencial para que a empresa se torne estável e permita que as equipes realizem os trabalhos com o máximo de produtividade.

Como diminuir a rotatividade na empresa?

rotatividade da empresa

Existem diversas formas de colocar em prática estratégias que diminuam a rotatividade de colaboradores dentro de uma empresa. 

Nos itens a seguir, confira as principais delas e veja como é possível melhorar a imagem da empresa, a gestão financeira e o relacionamento com os colaboradores.

Revise suas metas

Uma política de metas dentro de uma empresa é muito importante para engajar os colaboradores. O que ocorre, é que muitas vezes as empresas acabam desenvolvendo metas que são inalcançáveis. Isso gera o efeito contrário ao esperado.

Quando uma empresa impõe metas para pagamento de prêmios e adicionais sem cuidar se elas correspondem à realidade ela tende a desestimular os seus colaboradores.

É imprescindível que as metas correspondam à realidade, que elas realmente tenham chance de serem alcançadas sem que isso exija a prestação de horas extras, ou afete a vida social e familiar do colaborador.

Analise os benefícios que oferece

Outra questão muito importante para diminuir a rotatividade na empresa é analisar os benefícios que a sua empresa oferece aos colaboradores. Existem alguns auxílios que são obrigatórios por previsão em lei.

Dentre eles estão o adicional de horas extras, o adicional por trabalho noturno, o FGTS, o 13º salário, e o adicional de 1/3 sobre as férias. Esses são os benefícios que a empresa deve pagar por obrigação imposta por lei.

O que acontece é que as empresas, hoje, não devem mais se limitar aos benefícios que estão previstos em lei. Uma empresa que quer se manter relevante perante o público e perante os talentos que estão no mercado precisa atraí-los.

Essa atração se dá por meio do oferecimento de bons benefícios que valorizem o colaborador e demonstrem como a empresa se importa com ele e com o seu bem-estar. Isso fará mostra que crescimento da empresa significa seu próprio crescimento.

Promova o clima organizacional

Muitas vezes uma empresa tem bons benefícios e tem metas que são alcançáveis e mesmo assim se depara com a rotatividade Empresarial nesse caso existem outras questões que devem ser analisadas.

Considere E caso não haja boas relações dentro da empresa os colaboradores tendem a ficar estressados e ansiosos e o ambiente pode até mesmo aceitar a sua saúde mental. E isso é o que os leva, muitas vezes, a sair de seus empregos.

É preciso que o clima organizacional seja revisto para que ele seja promovido esse clima se refere às boas relações internas dentro de equipes do gestor para os colaboradores.

Desenvolva uma política de cargos clara

Já pensou que a rotatividade pode se dar pelo fato de que os seus colaboradores não percebem opções de crescimento? Pois bem, isso é mais comum do que parece. Muitas vezes eles acreditam que seu esforço não é reconhecido.

E isso nem sempre é apenas algo da cabeça dos colaboradores. Ou seja, muitas corporações realmente não conseguem ser claras com os colaboradores em relação às possibilidades de crescimento deles.

É claro que ninguém busca uma situação estagnada. Por isso, quando não há perspectiva de crescimento, ou quando as seleções internas para promoções não são bem direcionadas, isso tende a aumentar a rotatividade dentro das empresas.

Conforme Leila Arruda, especialista em alta performance:

A maioria das empresas não tem plano de carreira ou algum tipo de incentivo para seus funcionários, e isso acaba em desmotivação. Além disso, os brasileiros buscam crescimento profissional e aceitam novas oportunidades com mais facilidade”.

A solução para isso, então, é o desenvolvimento de uma política de cargos e salários clara. Ela deve apontar qual é o caminho que um colaborador deve seguir para alcançar uma promoção, melhorias salariais e subir de cargo.

Assim, a empresa consegue determinar claramente questões imprescindíveis para a trajetória do colaborador. Não só isso, mas também ajuda-o a entender o que ele deve buscar e como pode preencher os requisitos para alcançar seus objetivos profissionais.

Segundo David Braga, especialista em gestão de pessoas:

Pesquisas indicam que profissionais felizes produzem muito mais. É preciso que a empresa ofereça possibilidades de crescimento de carreira. Aliás, um dos maiores pontos de retenção é a capacitação”.

Capacite seus colaboradores

Outro ponto essencial para diminuir a rotatividade dentro das empresas é a capacitação. Ela se refere ao investimento da empresa nos seus colaboradores no sentido de que eles possam conquistar mais conhecimento e experiência na área.

Isso é ótimo tanto para a empresa quanto para o colaborador. Para a corporação, isso permite que os serviços sejam de melhor forma executados. Da mesma forma, ajuda a manter e atrair profissionais e na possibilidade de que novas soluções sejam propostas.

Já para os colaboradores a capacitação demonstra uma preocupação da empresa com eles e a valorização deles. Igualmente, aponta para a criação, pela corporação, de chances e oportunidades de crescer.

Promova a empatia

Ainda, é importantíssimo que a sua empresa promova a empatia dentro da corporação. Isso deve atingir todos os níveis, isto é, os colaboradores e os líderes.

A empatia nada mais é do que o exercício de se colocar no lugar do outro. Ou seja, entender suas dores, entender sua cultura e experiências e a visão de mundo, mesmo que diferente da sua. Ela é essencial e faz toda a diferença.

Nesse sentido, David Braga, especialista em gestão, declara que “É preciso enxergar o profissional além do crachá, vê-lo como um ser humano. Claro que é necessário trabalhar muito e entregar resultados, mas é possível construir um ambiente favorável para entregar resultados de forma efetiva”.

Prepare seus líderes

Por fim, não deixe de preparar seus líderes. Além de conhecimento na área, eles também devem ser capazes de ter habilidades comportamentais, as soft skills. Dentre as mais importantes estão capacidade de comunicação, empatia e de relacionamento.

Igualmente, cabem aqui a possibilidade de pensar fora da caixinha, de forma criativa, a facilidade em lidar com conflitos e a promoção do bom clima organizacional interno. Tudo isso, então, trabalha em favor da diminuição da rotatividade nas empresas.

E como fazê-lo?

rotatividade
rotatividade

A sua empresa deve estimular o diálogo. E a troca de ideias entre pessoas com diferentes visões de mundo. Isso é muito importante para que os seus colaboradores sejam capazes de se relacionar mesmo diante de entendimentos diferenciados sobre a vida.

Outra forma de fazê-lo é pelas interações sociais como o happy hour ao final do expediente ponto e saiba que isso é possível mesmo em tempos de home office, como no caso de empresas que mandam alguns produtos para a casa dos seus colaboradores .

O que acontece é uma reunião após o expediente quando os colaboradores podem falar de assuntos diversos e ainda assim manter a proximidade. Isso é essencial para que eles se vejam como pertencentes a empresa e queiram continuar.

Porque adotar a demissão humanizada? Qual a relação com a rotatividade na empresa?

Uma vez que a constante rotação de colaboradores é prejudicial à empresa, cabe saber como diminuí-la para que a empresa possa melhorar suas operações.

Isso é possível com as dicas abaixo, que podem trazer grandes vantagens às organizações, independentemente de sua natureza.

Atenção ao processo seletivo

Para diminuir a rotatividade é importante que os processos seletivos sejam feitos com o máximo de cuidado e atenção, uma vez que a escolha de um colaborador incompatível com a empresa pode fazer com que ela tenha que realizar novas contratações em breve.

Desenvolva um plano de carreira

É necessário que a empresa desenvolva um plano de carreira, o que traz segurança à instituição e aos colaboradores que passam a ter conhecimento de qual é a trajetória que eles podem traçar dentro da instituição.

É possível criar um ambiente mais justo que tenha objetivos claros que levem à promoção dos indivíduos que já compõem a empresa.

Benefícios são essenciais para a retenção de colaboradores

Outro ponto essencial que diz respeito à limitação da rotatividade de funcionários em uma empresa diz respeito aos benefícios que são oferecidos para os colaboradores que prestam serviços.

É importante que a empresa pense além do convencional, ou seja, que não se contente com o oferecimento apenas de vales alimentação, refeição, transporte e planos de saúde.

Isso porque esses benefícios já são comuns nas organizações, sendo importante que quem deseja diminuir a rotação invista em fatores diferenciais.

Valorize a qualidade de vida dos colaboradores

É imprescindível que as empresas que buscam a limitação do rodízio interno se atentem à qualidade de vida dos colaboradores enquanto prestadores de serviços.

Analise o ambiente de trabalho e os materiais que são disponibilizados, como o fato de cadeiras e mesas serem ergonômicas.

A valorização da ginástica laboral e de intervalos além dos comumente cedidos (baseados na lei trabalhista) auxiliam.

Invista no controle de jornada para diminuir a rotatividade

Outros aspectos que podem influenciar no aumento ou limitação da rotação de colaboradores dizem respeito à jornada de trabalho. Jornadas excessivas com constante prestação de horas extras podem esgotar o indivíduo e desestimulá-lo à prestação de serviços.

Isso tende a afetar a própria produtividade dele, na medida em que o esgotamento físico e mental impede que ele realize as atividades com a mesma qualidade geralmente atribuída a elas.

Invista no controle de jornada com a análise dos cartões ponto e identificação de eventuais excessos de jornada de trabalho forma constante.

Considere investir num plano de jornada interno que pode demonstrar ao colaborador quais são as situações em que o labor extraordinário é realmente necessário.

Conclusão

Existem diversos motivos que podem levar os empregados a se desinteressarem por uma empresa e isso é o que muitas vezes promove a rotatividade na empresa cabe ao RH e gestores, o desenvolvimento de políticas internas que possam promover a sensação de pertencimento.

Enviar comentário

Oitchau - Registro de ponto por reconhecimento facial
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau