psicologia do trabalho

Psicologia organizacional e Psicologia do trabalho: qual a diferença?

A psicologia do trabalho e a psicologia organizacional possuem conceitos diferentes. Mesmo que ambas sirvam de complemento uma para a outra, existem algumas diferenças nas áreas de competência.

O trabalho faz parte das vidas das pessoas há muito tempo. E nada aconteceria se as pessoas não se envolvessem em seus negócios.

Com tantas mudanças ocorrendo constantemente, é fundamental compreender qual é o papel da psicologia organizacional dentro do ambiente de trabalho, servindo como suporte ao RH.

Quer aprender um pouco mais sobre o tema? Veja aqui!

O que é psicologia do trabalho?

psicologia do trabalho

Um dos principais princípios da psicologia é o trabalho, já que é esse o elemento que faz parte da rotina dos seres humanos.

O principal objetivo da psicologia do trabalho é realizar estudos com o objetivo de compreender e melhorar a qualidade de vida dos colaboradores de uma empresa.

O trabalho e as atividades estão presentes na vida diária dos humanos há muito tempo, indo além de prover recursos humanos.

Isso porque é com ele que o significado de existência é ressignificado, fazendo com que a sociedade gerasse maior valor sobre aquilo que está inserido e maior conhecimento sobre nós mesmos.

Através deste conceito é possível identificar várias atividades humanas, as quais incluem diferentes fatores, como condição, circunstância e ocorrência na vida das pessoas e dos ambientes que ocupam.

E é muito comum que esses ambientes afetem as questões pessoais dos seres humanos.

A psicologia do trabalho é compreendida como sendo uma disciplina que estuda e se dedica para oferecer ações voltadas para obter o bem-estar dos colaboradores.

O que é psicologia organizacional?

Uma empresa é composta por diversos funcionários, departamentos e gestores. Diferente da Psicologia do Trabalho, que busca compreender as relações de trabalho. 

O impacto que o trabalho tem na vida das pessoas e como se dão determinados comportamentos em ambiente de trabalho, e até mesmo transtornos que se desenvolvem por conta de problemas no trabalho.

A Psicologia Organizacional vai focar em maneiras práticas de intervir na dinâmica da empresa e gestão dos colaboradores. 

Para garantir uma ambiente de trabalho positivo, um clima organizacional favorável, e que a saúde mental dos colaboradores está em dia.

O profissional de Psicologia na empresa não faz atendimento psicoterapêutico individual com os colaboradores, mas pode atuar juntamente aos gestores orientando sobre maneiras de lidar com os profissionais e criando programas motivacionais, por exemplo.

Como a psicologia é aplicada nas empresas?

Com a Revolução Industrial, a qual ocorreu durante os anos de 1760 e 1840, grandes transformações foram realizadas.

A preocupação com os indivíduos começou nessa fase, principalmente na busca por atividades adequadas para cada um deles.

As contratações mostravam a busca por pessoas que pudessem produzir e o esforço que podiam oferecer às empresas.

Também eram considerados os pontos como a motivação que cada um possuía, comportamento e relação com o ambiente organizacional.

Mas tudo isso ocorreu de maneira progressiva, na mesma medida em que a convivência organizacional se desenvolvia.

Já durante a Segunda Guerra Mundial, a qual ocorreu durante os anos de 1939 e 1954, foi um fator decisivo para que a psicologia do trabalho pudesse emergir e contribuir para o ambiente corporativo.

Como aplicar a psicologia do trabalho e a organizacional?

psicologia do trabalho

De forma geral, quando a psicologia do trabalho e a psicologia organizacional são aplicadas no ambiente de trabalho, todos recebem benefícios, tanto os colaboradores, clientes e a empresa.

Quando as empresas buscam soluções para os dilemas que fazem parte do cotidiano do ambiente de trabalho, identificam as causas das doenças comuns e os acidentes no trabalho, é possível trabalhar para gerar soluções preventivas.

A psicologia organizacional pode ser aplicada em diferentes setores de uma empresa, são eles:

  • Retenção de talentos
  • Atração de novos talentos para a empresa
  • Mantém a qualidade de vida dos colaboradores
  • Cria um ambiente favorável para que os profissionais possam exercer suas atividades
  • Aumenta o engajamento entre os colaboradores e a empresa, garantindo bons resultados
  • Realiza planos de cargos e salários claros e objetivos
  • Pode verificar o diagnóstico geral da instituição
  • Melhor gerência dos dilemas organizacionais que a empresa possui

Já a psicologia do trabalho vai marcar presença nas seguintes áreas de uma empresa:

  • Aplicar ferramentas que aumentam o desempenho
  • Toma medidas para prevenir acidentes e doenças no ambiente de trabalho
  • Faz com que a equipe trabalhe em grupo para buscar soluções essenciais para a empresa
  • Melhora a comunicação que existe entre a empresa e o colaborador, garantindo maiores feedbacks
  • Fornece ações para motivar a equipe de colaboradores

Quais são os benefícios para a empresa?

psicologia do trabalho

Os conceitos e fundamentos que regem o setor do RH são vários e, alguns deles, são justamente a psicologia organizacional e a psicologia do trabalho, mesmo que existam diferenças entre as formações dos profissionais da área de Gestão de Pessoas e Psicologia.

Um dos principais objetivos de compreender a diferença que existe entre esses dois conceitos é justamente obter maior conhecimento sobre a rotina do setor de recursos humanos, de modo a assimilar e ampliar os conhecimentos para atingir bons benefícios às organizações.

A composição de uma empresa é de recursos materiais e humanos. Isso faz com que a compreensão e a relação sejam essenciais para alcançar o sucesso.

Uma empresa que se destaca no mercado é aquela em que conta com uma equipe de talentos, pois os colaboradores são parte essencial para alcançar os objetivos.

Se uma empresa não der a devida atenção para isso e desenvolver estratégias e investimento para melhorar a condição do bem-estar dos colaboradores, elas não vão alcançar o auge e podem acabar.

Os profissionais que trabalham na área de psicologia organizacional e de trabalho são essenciais nesse sentido.

Isso porque são eles os responsáveis por desenvolver e ajudar a organização a alcançar bons resultados, melhorando o desempenho das equipes.

Os principais benefícios de contratar profissionais dessa área para a empresa são:

  • Solução de problemas
  • Redução do turnover
  • Aumento da produção e dos resultados
  • Redução os gastos
  • Fortalecimento da cultura organizacional
  • Melhora a Comunicação

Mas assim como em todos os setores de trabalho, os profissionais dessa área também passam por desafios diários dentro da empresa. São eles:

  • Busca pela satisfação de ambos os lados
  • Cuidados com a saúde física e mental dos colaboradores
  • Intervém e melhora as condições do ambiente de trabalho
  • Administra as questões pessoais

Exemplos de ações da psicologia organizacional em uma empresa 

Psicologia organizacional

Não por acaso muitas empresas contam com psicólogos nos seus quadros de colaboradores do RH. Como já dito anteriormente, eles não fazem atendimento individual dos colaboradores, mas auxiliam no desenvolvimento de ações de gestão.

Essas ações, então, pretendem sempre trazer um equilíbrio ao ambiente de trabalho, uma vez que os colaboradores de RH – inclusive psicólogos – fazem uma espécie de meio de campo entre empresa e empregados.

A atuação do psicólogo ocupacional, então, dá-se de forma a trazer mais satisfação aos colaboradores. Suas ações procuram maneiras de manter ou aumentar a produtividade ao mesmo tempo em que os funcionários estão felizes.

Abaixo, então, confira algumas ações que exemplificam a importância do trabalho da psicologia ocupacional dentro das empresas.

Ela consegue fomentar ainda mais ações que sejam benéficas a todos e engajem os colaboradores e diminuam o turnover.

Semana útil de 4 dias

Nas últimas semanas ganhou força uma notícia sobre uma empresa do interior do Paraná que aplicava a semana de trabalho de apenas 4 dias. 

Isto é, no lugar de trabalhar de segunda a sábado ou segunda a sexta, os trabalhadores prestavam serviços apenas nas segundas, terças, quintas e sextas. Com isso, ganharam um dia a mais para suas tarefas pessoais.

É claro que esse não é o único exemplo de empresa que adota uma semana útil limitada. Afinal, cada vez mais corporações entendem que é possível diminuir o número de dias de trabalho sem que isso afete na produtividade.

Na verdade, em vários casos o que se vê é o aumento da produtividade.

Os colaboradores tendem a se concentrar mais no trabalho e, com isso, resolvem em menos tempo as mesmas atividades que desenvolviam em mais dias, anteriormente.

Note que essa é uma forma de garantir a satisfação dos colaboradores e de oferecer a eles um benefício diferente, mas de extrema importância: tempo livre.

E é claro que isso reflete positivamente na gestão de pessoas.

Os colaboradores tendem a ficar mais felizes, ao mesmo tempo em que o clima organizacional melhora. Ainda, a produtividade se mantém ou melhora e a empresa se torna um exemplo de local em que se deseja trabalhar.

Tudo isso é possível pelo uso da psicologia ocupacional.

Ela, então, reconhece demandas, bem como acertos e problemas na gestão de pessoas. Ainda, analisa brechas em que é possível fazer um bom trabalho para engajar colaboradores.

Apoio ao trabalho remoto

Outro bom exemplo de como a psicologia ocupacional é importante é o apoio ao trabalho remoto. É a partir de cuidados dessa área que se reconheceu os riscos e as necessidades do trabalho à distância.

Nos riscos temos questões relacionadas ao burnout, bem como à ausência de contato social.

Nas necessidades, por sua vez, as orientações para agir e tomar decisões de forma isolada, os materiais de trabalho e a comunicação clara.

Mais uma vez, então, a psicologia ocupacional demonstra como sua observação do ambiente de trabalho, das necessidades dos colaboradores e da empresa, é de extrema relevância para a corporação e para a gestão de pessoas.

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau