Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
educação financeira

Educação financeira: Como promover nas empresas?

A educação financeira tem ganhado cada vez mais atenção dos indivíduos e das empresas. Isso é importante uma vez que as transações dessa natureza se tornaram muito mais fáceis com a ascensão da tecnologia ao mesmo tempo em que existem diversas opções de investimento, empréstimos e negociações.

Saber como controlar a vida financeira e lidar com as possibilidades, dívidas, parcelas e oportunidades é muito importante. Promove a responsabilidade e auxilia com que as pessoas tenham consciência de seus ganhos e de formas de crescer financeiramente.

Com base nisso muitas empresas têm aderido à promoção da educação sobre finanças para seus colaboradores. Entenda por que isso é importante e como realizar ações dentro da sua organização.

Educação financeira nas empresas

A qualidade de vida do colaborador está diretamente atrelada com a sua produtividade e motivação dentro do ambiente de trabalho. Dentre os fatores que a influenciam estão os problemas que podem ser causados no âmbito financeiro.

Para exemplificar com dados concretos, um levantamento nacional realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com base em consumidores que estão em mais de 90 dias de atraso com a quitação de contas, demonstra que a inadimplência altera o estado emocional de forma negativa.

Outro importante dado apontado por essa pesquisa diz respeito ao fato de que as dívidas afetam de forma direta a saúde, relações sociais e a atuação profissional dos colaboradores.

Os resultados desse estudo apontam que 15,9% dos indivíduos com contas em atraso se tornam mais desatentos e sofrem queda da produtividade no trabalho ou nos estudos. Por outro lado, 12,6% demonstram desequilíbrio emocional ao se tornarem mais agressivos.

Isso leva à conclusão de que os problemas financeiros são preocupantes tanto para o colaborador quanto para a organização em que ele atua profissionalmente.

Não é raro que empregados com problemas dessa natureza requeiram o aumento salarial constante, o adiantamento salarial ou do 13º salário ou mesmo a dispensa a fim de ter acesso às verbas rescisórias.

Ou seja, a saúde financeira do empregado influencia em muito na sua relação com a empresa e a na prestação de serviços.

É por isso que promover a educação financeira dentro do ambiente corporativo pode não só auxiliar seus colaboradores, mas igualmente refletir positivamente no âmbito empresarial.

O empregado não se distrairá com problemas relaciona dos à vida econômica e poderá concentrar sua mente na resolução de problemas e execução de atividades de trabalho.

Como promover a educação financeira dos colaboradores?

A importância do controle financeiro e do conhecimento de como isso pode ser obtido é essencial para a saúde da organização, conforme acima demonstrado.

Isso se torna mais evidente diante dos resultados de uma pesquisa promovida pelo PwC – Employee Wellness Survey em 2018. Esse estudo apontou que 47% dos entrevistados afirmaram ser afetados com estresse causado por algum problema financeiro.

Dentre estes, 25% apontaram que a situação financeira negativa se tornou uma distração na execução das atividades de trabalho, enquanto 43% deles dizem fazer uso de incríveis três horas do labor dedicando a concentração às pendências e problemas relacionados às finanças pessoais.

Problemas financeiros pessoais podem se tornar grandes problemas para a organização empresarial, o que novamente ressalta a importância dessa ação.

É importante destacar que sem bons colaboradores, motivados e igualmente concentrados em suas atividades, não há possibilidade de desenvolvimento de um clima e ambiente organizacional sustentável.

Isso aumenta a necessidade de que o gestor fique atento a eventuais problemas do colaborador para, então, buscar uma solução junto a ele. Essa solução pode ser muito mais fácil do que se imagina, uma vez que pode ser ilustrada pela promoção da educação sobre finanças na empresa.

Ela não só auxilia a resolver problemas desse âmbito como pode auxiliar a evitar que esse tipo de situação seja evitado.

Qual é a melhor forma para promover essa ação dos colaboradores e quais ações podem auxiliar nisso?

Confira abaixo algumas dicas para colocar em prática esse tipo de política empresarial que pode trazer ótimos frutos para a sua organização e garantir a motivação e concentração dos empregados em relação às atividades laborais.

1.      Incentive seus colaboradores

Nossa primeira dica é por meio do incentivo de cuidado com as finanças dado pelos dirigentes e gestores aos colaboradores de todos os setores.

Para isso, é possível demonstrar formas de cuidar melhor do salário e de onde e como ele é aplicado. Ressaltar a importância sobre anotações quanto a todas as fontes de rendas e, por outro lado, de todos os gastos ao longo do mês para o controle de quanto entra e quanto sai.

Assim, a empresa ajuda a ressaltar a importância dos cuidados para que haja a conquista de qualidade de vida e saúde e controle financeiro.

2.      Ofereça um programa de educação sobre finanças

Além de incentivar os colaboradores é possível e necessário que a empresa a ressalte por meio de oferecimento de programas desse tipo.

É possível que sejam promovidos palestras, workshops e treinamentos dentro da empresa que podem estimular a mudança de postura e de pensamentos e, consequentemente, novas práticas financeiras.

Eventos externos à empresa que sejam dessa natureza podem ser de grande auxílio. Em diversos setores é possível que o colaborador reflita a mudança no próprio trabalho, pautando pela economia e sustentabilidade do ambiente de trabalho.

Assim, ele se organiza e economiza e a empresa!

3.      Estimule-os a pensar na causa dos problemas financeiros

Não basta saber quais são os elementos mais importantes, mas saber visualizar e identificar quais são as causas que a dificultam e tomar atitudes para evitá-las.

É necessário que o colaborador seja estimulado a pensar e refletir quanto à causa dos problemas nas finanças que ele vem enfrentando.

 Isso porque a educação financeira não se limita ao investimento do dinheiro e o que fazer com ele, como em caso de aplicações, aumento de renda e outros.

É de fundamental importância que o colaborador reveja seus gastos e mesmo seu estilo de vida (como a compra de produtos supérfluos ou uso excessivo do cartão de crédito), estipulando suas prioridades.

4.      Ofereça a opção de contratar o crédito consignado privado

Para auxiliar o colaborador que já se encontra em dificuldade financeira é possível que a empresa facilite um tipo de crédito cujas parcelas de quitação são descontadas diretamente do salário do colaborador.

Esse tipo de crédito é fruto de parcerias entre as empresas privadas e instituições bancárias e tem como vantagem o fato de que possui taxas mais baixas do que os empréstimos comuns, em como prazos maiores e desconto direto na folha de pagamento.

Assim, é possível que os problemas que já estão presentes sejam resolvidos ou, ao menos, amenizado, com a possibilidade de cuidados e atenção ao futuro financeiro do colaborador.

É possível assegurar a satisfação e motivação dos empregados da organização financeira e auxiliar a aumentar a produção, bem como a qualidade dela e reduzindo a rotatividade na equipe, tornando o ambiente de trabalho mais leve, agradável e retendo talentos.

Veja também: Private: Banco de horas e tudo que você precisa saber!

Gostou das dicas? Deixe o seu comentário e compartilhe estas dicas em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau