Recolocação profissional: como se destacar no mercado

Saiba as principais dicas sobre recolocação profissional, como se posicionar no mercado de trabalho e como o RH lida com essa seleção

Sempre chega o momento em a jornada de trabalha acaba tomando novos percursos, seja por conta de uma demissão ou por buscar novos desafios, a recolocação profissional sempre está presente na vida profissional.

Mas muitos buscam saber, qual a melhor maneira de conquistar a nova vaga de emprego, sem que precise demorar tanto para encontrá-la ou como atualizar um currículo, como se portar diante a novas oportunidades.

A verdade é que não funciona como uma receita de bolo, mas é possível criar estratégias para se destacar no mercado e voltar a trabalhar em uma nova função ou crescer profissionalmente.

Por isso separamos alguns assuntos para você se informar melhor, confira:

  • O que é recolocação profissional?
  • Como funciona a recolocação profissional°
  • Como se destacar e conquistar a recolocação profissional?
  • Qual a sua importância para o mercado de trabalho?
  • Como o RH lida com a recolocação profissional?

Boa leitura!

O que é recolocação profissional?

É o processo que acontece quando um trabalhador sai de uma empresa e busca novas alternativas de emprego, a busca pode ser para mudar de empresa ou até mesmo a função atual. 

O profissional precisa reaprender a conquistar os entrevistadores, a buscar as vagas de emprego, atualizar e reformular o currículo, treinar para entrevistas de emprego e até buscar novos conhecimentos para se diferenciar dos concorrentes.

Também pode reativar a sua rede de contatos para saber de algumas vagas, conseguir indicações, realizar novos networking.

A diferença é que a recolocação profissional, vem seguida de um trabalhador que já possui uma experiência de mercado independente de ser expert na área candidata ou não, porque não é mais o mesmo tratamento de um primeiro emprego.

Como funciona a recolocação profissional?

Existem muitos serviços que oferecem treinamentos para preparar o trabalhador, porém o processo também funciona de maneira individual, por isso separamos algumas dicas de como seguir na recolocação profissional:

Pesquise vagas em empresas que gostaria de trabalhar

Pode até parecer óbvio, mas buscar empresas similares à que trabalhou ou empresas que almeja fazer parte são os passos iniciais para sair da zona de conforto.

Mas antes de qualquer coisa as vagas precisam ter a ver com seu perfil, com o momento que se encontra, com os objetivos de carreira que está buscando e ver se a cultura organizacional está de acordo com os seus valores também.

Tomar essas precauções facilita para a aprovação e também para um melhor alinhamento de funções.

Atualize o seu currículo


Ter um currículo atualizado facilita para poder enviar ele aos e-mails das vagas  além de se cadastrar no site. Assim você demonstra interesse e não deixa informações importantes faltando, pois podem ser fundamentais para te contratarem.

Mantenha um foco


Escolha qual mercado de trabalho você deseja ingressar, para reduzir as empresas e vagas que você irá procurar, assim poderá enviar mais currículos com o mesmo objetivo e ele já estará alinhado ao que procuram e ao que você deseja.

Trabalhos temporários


Enquanto não encontra o emprego ideal e aguarda resposta dos processos de seleção, pode iniciar trabalhos temporários pois além de agregar no seu currículo, também garante uma grana para se manter.

Freelancers ou trabalhos eventuais também contam, toda experiência é válida e assim você não desanima de buscar emprego e nem fica parado.

Como se destacar e conquistar a recolocação profissional?

Buscar diferenciais que te destaquem é sempre um desafio, pois é preciso estar sempre se atualizando e aprimorando para estar um passo à frente no mercado, pois o seu diferencial pode ser considerado comum por algumas empresas.

Por isso é importante se atentar as possibilidades:

  • Cursos livres da sua área ou que a complemente;
  • Pesquisar cursos gratuitos com certificação;
  • Se desafiar a aprender uma coisa nova;
  • Trabalhos voluntários;
  • Aprender um novo idioma;
  • Investir em uma especialização ou pós graduação;
  • Foque no que realmente gosta de fazer;
  • Faça um planejamento financeiro;
  • Otimize o seu tempo;
  • Procure emprego todos os dias.

Sem dúvidas a maior característica da recolocação profissional é a de não desistir, não é um processo fácil e imediato, é imprescindível ter uma rede de contatos e criar um alerta de vagas para não perder as oportunidades.

Valorize a sua experiência e o seu currículo na hora de dizer a sua pretensão salarial, ou de aceitar propostas, para que não corra o risco de não valer a pena em âmbito profissional.

Qual a sua importância para o mercado de trabalho?


A recolocação profissional possibilita que novos talentos sejam disponibilizados às empresas, e são trabalhadores com experiência profissional, que possuem vivências da empresa anterior e força de vontade de mudar de emprego.

O tempo de médio dos colaboradores nas empresas se reduziu a 3 anos, já se foi aquele tempo que para ser considerado um profissional exemplar tinha que ficar mais de 10 anos dentro de uma empresa, os tempos mudaram.

Quando um colaborador não está satisfeito ele rapidamente procura outra vaga de emprego, assim como a empresa também pode demitir e buscar novos profissionais.

Fora que a maneira de se trabalhar também foi alterada pós pandemia, cresceu os sistemas de trabalho híbridos ou em home office, as empresas que não as adotam e permanecem apenas no presencial acabam se tornando menos inovadoras.

A recolocação profissional é importante pela renovação do mercado, em que tem sempre disponível um trabalhador que pode estar apto para exercer funções dentro da empresa em qualquer momento, o que beneficia a retenção de talentos.

Isso aumenta o crescimento da empresa, pois quanto mais oportunidades pode ofertar mas terá a ganhar com novas visões, performances e produtividade. 

Como o RH lida com a recolocação profissional?

A recolocação profissional demanda tempo do trabalhador, independente de estágio inicial ou avançado de carreira, pois exige muita dedicação, foco e preparo. E o RH se faz presente em boa parte dos processos desses candidatos.

O setor de recursos humanos possui a missão de definir testes e etapas para identificar as hard skill e soft skill necessárias para o perfil profissional que a empresa está buscando para determinada vaga de emprego.

O RH vai analisar nos currículos quais conhecimentos técnicos e acadêmicos que o candidato possui, se alinham aos conhecimentos exigidos para realizar as funções. E através de testes pode identificar pontos que se alinhem aos valores da empresa.

Já no momento da entrevista é preciso avaliar a personalidade e comportamento do candidato, isso pode ser feito através de perguntas, desafios e também dinâmicas de grupo.

O RH lida cuidando de cada detalhe do processo seletivo e quando se trata da recolocação profissional, é comum fazerem perguntas relacionadas à empresa anterior como:

  • Por que saiu da empresa X?
  • Por que quer fazer parte da nossa equipe?
  • O que busca atualmente?
  • Qual foi o seu maior desafio e o seu maior aprendizado?
  • Quais características em uma empresa, fariam você querer fazer parte dela?
  • E quais características fariam você não querer trabalhar nela?

Assim como podem ser feitas várias outras perguntas, apr identificar o seu relacionamento com a empresa e a equipe, analisar se tem costume de trabalhar repentinamente nas empresas ou se cumpre prazos sérios.

Em alguns casos podem até pedir referências para a sua antiga empresa, para checar se teve um bom relacionamento e poder ouvir a opinião da outra parte.

Resumidamente a recolocação profissional é um desafio constante que exige preparação, se reinventar, buscar novos objetivos e principalmente não desistir.

Veja também: Mercado pós pandemia: quais serão os principais soft skills?

Gostou das dicas para evitar a procrastinação? Deixe o seu comentário e compartilhe em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau