5 dinâmicas de grupo para aplicar no processo seletivo

Descubra quais os benfícios para o RH ao aplicar e como desenvolver as dinâmicas dentro da sua empresa.

É muito comum em uma das fases do processo de empregos, se deparar com dinâmicas de grupo e muitas vezes os candidatos ficam curiosos ou nervosos por estarem diante de concorrentes daquela vaga.

Todos os candidatos se vêem, analisam um ao outro, prestam atenção no discurso e precisam encontrar maneiras de se destacar, para chamar a atenção do recrutador.

É um momento crucial para o RH, que precisa estar atento a todos os detalhes técnicos e de personalidade de cada candidato, para encontrar o que mais se adequa à função, assim passar para a fase seguinte.

Mas a dinâmica em grupo também pode ser aplicada a colaboradores que já atuam dentro da empresa, como um método de avaliação contínua.

Separamos alguns assunto para você saber mais sobre esse assunto:

  • O que são dinâmicas de grupo?
  • Como funcionam as dinâmicas de grupo?
  • 5 dinâmicas de grupo para processos seletivos.
  • Quais benefícios a dinâmica de grupo proporciona ao RH?

Boa leitura!

O que são dinâmicas em grupo?


É um processo em que várias pessoas que se candidataram a uma vaga de emprego, ficam reunidas em um espaço para terem suas soft skill e conhecimentos avaliados através de atividades ou respondendo algumas perguntas.

Todas as atividades ou respostas são feitas na frente dos outros candidatos e do recrutador, em que possuem um objetivo em comum mas motivações diferentes, e cabe ao RH definir quais perfis podem ser selecionados para a fase seguinte.

Normalmente essa fase segue em uma entrevista com alguém do setor da vaga em questão, para que sejam avaliadas as hard skill dos participantes.


Como funcionam as dinâmicas de grupo?


É necessário realizar algumas etapas para cumprir o processo de seleção, em que são divididas na seguinte ordem:

  • Definir perfil profissional: características técnicas e de cultura organizacional que serão consideradas aptas para a seleção;
  • Competências: quais hard skill serão necessárias para cumprirem a função;
  • Comportamento: quais soft skill se unem a cultura organizacional da empresa;
  • Atividades: definir os processos que serão aplicados e qual a relevância de cada um;
  • Selecionar os candidatos que participarão da dinâmica;
  • Planejar estratégias para aplicar nas dinâmicas para reforçar as análises.

Todas as ações realizadas dentro de uma empresa precisam ser planejadas, discutidas e colocadas em um cronograma, para que seja verificado quem participou de cada fase.

Mantendo uma organização é possível se precaver de possíveis imprevistos, como um candidato selecionado desistir da vaga, precisar contratar com urgência, entre outras mudanças que possam surgir.

Assim os candidatos que chegaram até a última fase, podem ficar no banco de vagas e serem solicitados de imediato caso ocorra algum imprevisto com a vaga, é excelente para casos de contratação imediata após a saída do colaborador em questão.

Desse modo não precisaria iniciar um processo seletivo do zero e nem outra dinâmica de grupo, pois os candidatos finalistas podem ainda estar disponíveis e já estão aptos para a fase final.

5 dinâmicas de grupo para processos seletivos.


Existem inúmeros tipos de dinâmicas de grupos, cada um com estratégias e aplicações diferentes. Para escolher qual será aplicada é preciso estar com o perfil do candidato e objetivo da empresa bem definido.

E também pode replicar o processo dentro da empresa com os funcionários, para avaliar qual será o comportamento de cada um.

Separamos as principais dinâmicas de grupos que são aplicados pelas empresas, confira:

  1. Memorização

A dinâmica da memorização pode ser feita com imagens, vídeos, som ou apenas com a fala, que o momento em que o colaborador ou candidato precisa memorizar um padrão que vai se alternando.

Pode ser feito através de um discurso, em que o recrutador começa falando sobre determinado assunto ou sobre a empresa, e ao final pergunta ao participante se lembra algum detalhe específico do que foi dito.

Uma dinâmica similar é a de palmas conhecida como 1,2,3 em que os participantes são divididos em duplas e cada um precisa repetir os números um, dois, três. Na segunda rodada devem bater palma no 1 e dizer dois e três.

Na terceira rodada devem bater palma no 1, bater o pé no 2 e falar o 3, já na quarta rodada devem repetir as ações mas dando um pulo no 3, sem poder dizer nenhum número.

Assim é possível testar a capacidade de memória e precisão de cada participante, pois quem foi atento e lembra o que precisa ser feito vai fazer corretamente até o final e quem não lembra vai se confundir o tempo todo.

  1. Ilha deserta

Este é um dos mais utilizados pelo RH, ele consiste em 3 perguntas, em que precisa imaginar o cenário de ir para um ilha deserta e questionar ao participar:

  • Se tivesse se perdido na ilha, qual colega escolheria para estar lá com você?
  • Se pudesse levar 5 acompanhantes, quais colegas levaria?
  • Digamos que precisa organizar uma excursão para a ilha, quem escolheria para te ajudar?

E assim as perguntas podem ser modificadas de acordo com cada cenário da empresa.

  1. Cubos solidários


Este é um dos mais comuns para testar a colaboração e trabalho em equipe,pois exige que todos conversem e exerçam funções diferentes em prol do mesmo objetivo.

Funciona da seguinte maneira, os colaboradores são reunidos e separados em pequenos grupos, é pedido para que formem 15 cubos dentro de um determinado período de tempo. 

Assim só resta o grupo conversar e ver qual a melhor maneira de todos fazerem algo e entregarem os 15 cubos montados dentro do tempo com os materiais fornecidos, se não trabalharem juntos simplesmente não dará tempo.

  1. Bolinha de papel


Também conhecida como sorriso milionário, no qual o RH distribui 5 ou outras quantidade de bolinhas de papel aos colaboradores, cada uma vale 1.000,00 fictícios.

Os participantes devem circular e parar na frente de outro participante e olhar fixamente, o primeiro que rir deve entregar uma bolinha ao outro integrante.
Vence quem estiver com mais bolinhas acumuladas ao final, pois foi quem conseguiu controlar o riso. Esta dinâmica mede o nível de estratégia, ambição e competitividade de cada colaborador.

  1. Semelhanças


Ideal para os desconhecidos, pois devem ser formados diversos grupos que devem conversar entre si por um período determinado, e dentro desse tempo precisam encontrar características ou vivências em comum.

Como o nome já diz, eles precisam encontrar semelhanças e quando o tempo esgotar, devem escolher um participante para falar em voz alta qual é a semelhança em comum e assim vai seguindo até todos os grupos falarem.

Todas as dinâmicas podem ser modificadas ou adaptados para o cenário ideal da empresa, como também podem ser incluídos estímulos como prêmios ou presentes para  ganhador.

Quais benefícios a dinâmica de grupo proporciona ao RH?

As dinâmicas melhoram a conexão e integração dos colaboradores, dentro de um grupo pequeno de pessoas e que pode se expandir para um grupo maior, facilitando que se sintam mais desenvoltos a se comunicarem.

Propõe do autoconhecimento a experiência coletiva, quando percebem que possuem semelhanças ou sabem alguma característica a mais do colega de trabalho, podem se unir em determinadas tarefas e assim melhorar a produtividade da empresa.

Auxilia na contratação de novos talentos ou expertises que podem complementar os quadro de conhecimento da empresa, pois ficará claro algumas dificuldades e competências de cada um.

Defina um período para aplicar as dinâmicas, mas determine qual será o objetivo pois a competitividade será estimulada e todos devem participar com o intuito de dar o seu melhor.

Veja também: Lista de soft skill para um bom líder

Gostou das dicas para evitar a procrastinação? Deixe o seu comentário e compartilhe em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau