Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp

Recrutamento interno: como fazer e as principais vantagens

É muito comum candidatos participarem de processos seletivos, em sua maioria para entrar em uma empresa. Mas no caso do recrutamento interno o processo é feito para os colaboradores.

Uma vaga para mudar de cargo, setor ou de pessoal, são realizadas dentro da empresa e divulgada apenas para os funcionários, com o intuito de dar oportunidade de mudança ou crescimento sem precisar buscar profissionais de fora.

Isso contribui para a valorização da empresa, que terá menos risco em recontratar um funcionário que já conhece a cultura, ritmo e tem a experiência dentro do que desejam.


Saiba tudo o que terá neste artigo sobre recrutamento interno:

  • O que é recrutamento interno?
  • Como funciona o recrutamento interno?
  • Quais as etapas de um recrutamento?
  • Tipos de recrutamento interno.
  • Quais as vantagens de ter recrutamento interno na sua empresa?

Boa leitura!

O que é recrutamento interno?


É um processo de seleção realizado dentro da própria empresa, para preencher vagas em aberto da empresa, ao invés de abrir candidaturas externas, é oferecida como oportunidade aos funcionários,

Apesar do colaborador já estar alinhado com a empresa, é preciso fazerem entrevistas internas assim como um processo comum, para verificar se o colaborador realmente está apto para a função.

Deve ser tomadas precauções e muito cuidado quando se trata de uma seleção de urgência, em que o cargo precisa ser preenchido rapidamente, e isto vale para funções que exigem muita responsabilidade.

Quando ocorre a aprovação o exame admissional deve ser feito novamente, para garantir que o colaborador se encontra bem de saúde física e mental, antes de exercer a nova função.


Como funciona o recrutamento interno?


Inicialmente o processo precisa ser imparcial, para que haja uma seleção justa à todos os colaboradores interessados na vaga. É preciso avaliar o objetivo da vaga, e analisar o perfil dos candidatos referentes a :

  • Competência;
  • Habilidade;
  • Experiência;
  • Qualificações;
  • Perfil Comportamental;
  • Criatividade;
  • Atuação individual e em equipe.


Normalmente estas são as características levadas em consideração, independente de tempo de casa e sim levando em consideração a performance e senso de adaptação do colaborador.


Quais as etapas de um recrutamento?


Além de fazer uma avaliação das características dos candidatos, existem possíveis etapas a serem feitas, como a divulgação da vaga na comunicação interna da empresa, para que todos os funcionários interessados possam participar.

Definir o prazo de inscrições, as datas das entrevistas e também do resultado final. Escolher se será realizado algum tipo de teste prático ou psicológico, prova ou dinâmicas em grupos.

Um bate-papo com o gestor da área e até mesmo alguns colegas de trabalho do setor em questão (em caso de áreas correlatas), e após todas as etapas, enviar um feedback aos funcionários e revelar o resultado do colaborador efetivado.

Se a empresa atuar em modelo presencial ou híbrido, as etapas podem ser feitas pessoalmente com exposição da vaga em mural ou cartaz. Já no modelo home office, no ambiente online podem ser feitas artes e postadas em intranet ou enviadas por email.

Tipos de recrutamento interno

Apesar de ser um processo mais limitado e voltado a um público que já conhece a cultura organizacional e valores da empresa, existem maneiras distintas de realizar um recrutamento interno, que são:

Transferência, quando um funcionário é transferido de um setor, o recrutamento pode ser realizado dentro daquela área ou aberta a alguns colaboradores que queria trocar de setor também.

Promoções, quando um colaborador recebe uma efetivação, o cargo no qual atuava também passa a ficar em aberto, pode ser repassado a algum colega da mesma equipe como uma sucessão.

Abertura de vaga é disponibilizada para toda a empresa e assim todos os funcionários independente do setor podem participar.


Informal, não possui processos tão burocráticos, algum funcionário do setor em questão pode indicar outro colaborador, ou através de conversas entre as equipes selecionar um perfil que possa se adequar a vaga.

Apesar de existirem muitos tipos de recrutamento interno, uma coisa nunca muda, o fato de serem feitos para os funcionários da empresa terem a chance de mudança e crescimento dentro da empresa.

Quais as vantagens de ter recrutamento interno na sua empresa?

Como os colaboradores entram na empresa com vontade de crescimento e de ter novas oportunidades, aqueles que mais se destacam acabam por ter o potencial aproveitado e retido pela empresa, reduzindo a rotatividade de pessoal.

Isso acontece porque o colaborador se sente mais valorizado e motivado em fazer parte da equipe, acaba por ser mais produtivo e engajado com suas funções. Assim o RH tem mais chances de acertar o perfil compatível com a vaga.

Tem redução de custos por sem um processo mais acelerado e proveitoso, tem a valorização do capital humano, gera uma competitividade na empresa de maneira justa e saudável para terem a promoção.

E gera melhorias no plano de carreira de cada colaborador, pois todos passam a ter oportunidade de crescimento profissional dentro da empresa, sem precisar recorrer a outras firmas.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe mais no Blog da Oitchau.

Enviar comentário

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau