Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
Indicadores de desempenho

Indicadores de desempenho para pequenas e médias empresas

O sucesso de uma empresa está intimamente ligado ao desempenho das atividades de seus colaboradores e da efetividade de suas operações. Dessa maneira, o empreendedorismo depende da análise de indicadores de desempenho.

Separamos alguns dos principais indicadores de desempenho que podem ser aplicados por pequenas e médias empresas a fim de monitorar suas atividades e analisar quais estão alcançando sucesso e como melhorar aquelas que estão aquém do esperado.

Indicadores de desempenho: Empreendedorismo tem seu sucesso atrelado à análise de desempenho

Conforme apontado acima é necessário que o empresário tenha um cuidado especial em relação às análises de desempenho de sua empresa.

Com isso é possível saber quais são as operações que estão alcançando o resultado desejado. São colhidos dados sobre aquelas que não estão obtendo sucesso e, assim, estudar qual a causa disso e quais são as possibilidades de melhora do quadro.

Considere, por exemplo, medidas de marketing que são aplicadas durante um período. É possível colher dados sobre as vendas ou operações realizadas no mesmo período do ano anterior ou imediatamente anterior à nova campanha. A partir de então a empresa porta elementos de comparação.

Isso não é aplicável apenas ao marketing! Todos os setores da empresa podem ser mensurados por meio de indicadores de desempenho, de forma que a aplicação deles é uma das chaves do empreendedorismo de sucesso.

Por outro lado, não são apenas as grandes empresas que podem fazer uso desse tipo de indicador, de forma que separamos os que são mais úteis às pequenas e médias empresas.

Indicadores de desempenho para auxiliar no empreendedorismo de pequenas e médias empresas

São vários os indicadores de desempenho que podem ser aplicados pelas pequenas e médias empresas e que além de serem essenciais ao sucesso do empreendedorismo podem ser colocador facilmente em prática.

Esses indicadores garantem que o empresário alcance uma visão sistêmica sobre os empreendimentos. Isso significa que seu entendimento sobre suas operações será mais abrangente e completo, de forma que estará apto a formular estratégias e tomar decisões junto aos gestores e colaboradores.

É importante que isso seja realizado, conforme apontado acima, para que haja a análise sobre o próprio sucesso da empresa e das decisões tomadas anteriormente. É possível optar por seguir pelo mesmo caminho, quando os resultados se mostrarem positivos, ou tomar novos rumos, quando os indicadores forem negativos.

Em relação às pequenas e médias empresas isso se torna mais importante na medida em que estudos indicam que 6 em cada 10 empresas fecham antes mesmo de completar 5 anos de atividade. A grande maioria delas indica que não realizava o controle por meio de indicadores de dados, o que ressalta a importância desse cuidado.

Promova o sucesso do empreendedorismo em pequenas e médias empresas com o uso dos indicadores de desempenho que seguem abaixo.

1.     Satisfação do cliente

Um dos principais objetivos de uma empresa é atrair clientes e fideliza-los, ou seja, torná-los consumidores que periodicamente realizam negócios com a instituição, o que o torna como um dos principais indicadores de desempenho.

Isso depende de diversas estratégias de empreendedorismo, como a criação de equipes especializadas para atendimento, formas de marketing, atuação em redes sociais, serviço ao consumidor (SAC) e outros.

Mensurar a satisfação dos clientes é crucial para determinar o desempenho da empresa. Existe um indicador chamado NPS, que por sua vez corresponde a Net Promoter Score, que se baseia na pontuação dada pelo cliente a certa empresa ou operação.

Ele funciona com base em uma única pergunta que é conhecida como “pergunta definitiva”. Esse questionamento nada mais é do que o conhecido “Em uma escala de 0 a 10, sendo 0 o menor e pior valor, o quanto recomendaria nossa empresa para um amigo ou familiar?”.

O NPS para fins de empreendedorismo considera, então, que todas as respostas dadas entre 0 a 6 representam clientes detratores, ou seja, que não podem ser considerados satisfeitos ou que retornariam a fazer negócios com a empresa.

Por outro lado, todas as respostas entre 9 a 10 indicam clientes promotores, que além de indicar a empresa voltariam a fazer negócios ante sua satisfação com o serviço realizado. A pontuação final, por sua vez, é obtida pela subtração do percentual detratores do percentual de promotores.

2.      Percentual de lucratividade

Outro indicador que demonstra muita utilidade ao empreendedorismo para o desenvolvimento de estratégias é o percentual de lucratividade.

Tal importância se justifica pelo fato de que o propósito final da empresa é obter lucro, o que permite que haja o crescimento da organização, a própria manutenção do negócio e a melhora das condições oferecidas aos empregados.

É por isso que mensurar o percentual de lucratividade é essencial às organizações empresariais. Para fazer isso, deve-se dividir o lucro líquido obtido durante certo período pelo faturamento total da empresa multiplicado por 100.

Assim, será possível alcançar uma porcentagem que representa a lucratividade. Quanto maior for o número, melhor para a empresa.

Ressalte-se que é possível realizar a mensuração do ticket médio de vendas. Esse indicador nada mais é do que o resultado obtido entre a divisão do valor do volume de faturamento pelo correspondente ao volume de vendas fechadas.

O ticket médio de vendas permite a análise sobre se as vendas e operações realizadas estão sendo de menor ou maior valor. Esse dado é importante na medida em que permite que o empresário entenda avaliar quais são os produtos ou serviços que têm o melhor desempenho e definir estratégias para maximizar os resultados dos demais.

3.      Retorno sobre o investimento

 A análise do desempenho da empresa para tomadas de decisões visando o empreendedorismo pode se utilizar do indicador correspondente ao ROI – Return On Investment, ou seja, retorno sobre o investimento.

A partir dele é possível obter a rentabilidade de cada investimento realizado pela empresa considerando-se apenas um setor ou todos de uma forma conjunta. Assim, é possível chegar ao valor do retorno financeiro obtido pela instituição.

O cálculo desse fator de desempenho é realizado de forma fácil. Para isso, deve-se subtrair o investimento feito do valor do retorno obtido. O resultado dessa subtração deve ser dividido, então, pelo valor do investimento feito multiplicado por 100.

Os resultados obtidos referentes ao retorno sobre o investimento podem ser aplicados em diversas situações. Dentre eles, por exemplo, pode ser usado para medir a eficácia de uma nova tecnologia adotada pela empresa, de um novo sistema ou de cursos e programas de capacitação adotados.

4.      Desempenho dos colaboradores

A adoção de práticas de empreendedorismo concernentes à análise do desempenho dos próprios colaboradores é uma prática indicada.

Isso é mais importante quando estamos diante de pequenas e médias empresas, cuja execução dos serviços está concentrada, muitas vezes, na mão de poucas pessoas que cumulam grandes responsabilidades.

Para isso, existem diversos indicadores que podem ser utilizados principalmente pelo setor de recursos humanos para aumentar não só a produtividades dos empregados, mas aumentar sua satisfação com a própria empresa.

Lembre-se de que manter os colaboradores satisfeitos e empenhados é uma das chaves essenciais para a instituição.

É possível medir o desempenho dos empregados pela análise dos cartões de ponto, por exemplo. Eles possuem importantes dados que indicam o percentual de assiduidade do colaborador, as horas extras trabalhadas, a jornada de trabalho média semanal e diária e, o total de horas faltadas com ou sem justificativa.

Isso permite a análise do respeito dos colaboradores pelas regras internas de jornada da empresa e, a existência de número exagerado de horas extras ou mesmo de faltas.

A partir desses dados o empresário pode aplicar algumas estratégias de empreendedorismo concernentes à motivação dos empregados. É possível buscar pela capacitação interna desses colaboradores, com o investimento na educação deles e na sua profissionalização, o que pode trazer importantes resultados à empresa.

Veja também: Recorrência: Modelo de economia que está mudando o mercado

Gostou das dicas sobre indicadores de desempenho? Deixe o seu comentário e compartilhe estas dicas em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau