business partner

Business Partner: qual é a sua função na empresa?

O Business Partner é um profissional experiente na área de Recursos Humanos, o qual costuma lidar diretamente com as lideranças organizacionais, para desenvolver e direcionar uma agenda de RH que também dê suporte aos objetivos mais estratégicos das empresas.

Não existe um papel fixo a ser desempenhado por este profissional: cada empresa pode necessitar de um tipo de demanda específica. Sendo assim, o que há, de fato, são alguns objetivos centrais e, à medida que os projetos propostos são colocados em prática, pode-se ter um entendimento mais coeso do que ele pode fazer pelo negócio.

Sob este contexto, com o investimento cada vez mais massivo em culturas empresariais fortes, que incentivem a diversidade e inclusão, as organizações passaram a repensar a função do RH no seu dia a dia e, neste sentido, essa área vem ganhando mais força.

O que um Business Partner faz?

Ele não é um vice-presidente, nem gerente de RH —  esse profissional atua como um consultor que trabalha para o Recursos Humanos das empresas, construindo relacionamentos e propondo ações que humanizam as demais áreas da organização.

Em linhas gerais, esse modelo de parceria pode ser usado para organizar a maneira como as funções de RH são executadas. No seu cerne, está a crença de que o RH como uma função precisa estar muito alinhado com o topo e o centro da estrutura da organização: o mesmo acontece com líderes e gerentes. Dessa forma, as funções de RH podem, portanto, aprimorar verdadeiramente os objetivos organizacionais e agregar valor. O Business Partner faz do RH uma parte da estratégia organizacional, e não uma função estrita de pessoal que é reativa.

Sendo assim, na prática, o seu papel é o de garantir que políticas e procedimentos do departamento de RH atenda as demandas de um projeto em específico. O objetivo é ter um foco menor em administração, conformidade e gerenciamento, na verdade, ao invés disso, a burocracia deve ser diminuída por esse parceiro. 

O Business Partner é incluído em conversas sobre o futuro, missão, objetivos e estratégia geral da empresa. E, embora ele não seja membro da equipe executiva ou da diretoria, tem voz no que diz respeito ao RH —  suas opiniões e idéias são valorizadas, além disso, ele tem plenos poderes de oferecer recomendações, tomar decisões e cumprir metas.

Para ser considerado apto para esta função tão importante aos recursos humanos, é necessário identificar problemas, ouvir ideias e articular soluções. 

Diferentes abordagens 

Este profissional precisa ser generalista e ter um certo conjunto de habilidades e conhecimentos. Bem como, entender o que acontece em praticamente todas as áreas de uma organização, e, neste sentido, propor como o RH pode beneficiar esses aspectos. 

Portanto, para que essa parceria seja eficaz na prática, tudo depende de sua implementação e das pessoas estarem confiantes e engajadas no seu trabalho. 

Para se ter uma ideia, uma abordagem mais ampla proposta pelo Business Partner analisa várias funções e características do departamento de RH. São algumas delas:

1.Abordagem estratégica proativa: os profissionais de RH devem sempre trabalhar seguindo um conceito de proatividade aliado a estratégia geral do negócio. Trata-se de constantemente definir objetivos, responder a desafios e agregar ao valor da empresa como um todo.

2.Ser rentável: a relação custo-benefício sempre foi um ponto de discórdia para a função de Recursos Humanos. No entanto, adotando uma abordagem estratégica, é  possível demonstrar essa relação por meio de excelentes soluções e contribuições positivas. Isso visa aumentar a credibilidade do RH como subproduto.

3.Ser baseado em conexões positivas: um trabalho de Recursos Humanos bem sucedido depende de estabelecer relações positivas e produtivas, propiciando um ambiente no qual a colaboração é palavra de ordem.

4.Iniciativa e solução focada: trabalhar de forma mais holística para traduzir as estratégias em ação.

Business Partner RH x gerente de RH

Os dois cargos têm funções separadas e representam modelos diferentes de realização de serviços de recursos humanos dentro da empresa. O trabalho do gerente de RH se concentra em desenvolver políticas e aplicar procedimentos. Essa posição é responsável por sistemas como processamento de folha de pagamento, recrutamento, contratação, administração de pessoal e muito mais. Enfim, resumidamente, o gerente supervisiona os colaboradores do departamento de RH.

Por outro lado, o Business Partner RH não tem responsabilidades administrativas em relação a uma área. Sua principal função é trabalhar com as lideranças da empresa e demais executivos para ajudar a orientar e comunicar uma estratégia geral, além de atuar na criação e implementação de novos projetos.

No entanto, é válido ressaltar que esses profissionais podem sim trabalhar em conjunto com o departamento oferecendo consultoria à equipe executiva sobre questões e iniciativas de RH. Eles podem ajudar no desenvolvimento de iniciativas e estratégias de Recursos Humanos que afetam toda a organização.

Quais são suas funções em relação à empresa?

Deve ser tratado como parceiro do negócio aquele profissional que pensa e age como um. Na prática, significa que ele deve:

– Entender o negócio. Compreender o que faz a empresa funcionar e quais são os seus pontos cegos. Com frequência ele pode olhar para todas as partes isoladamente, depois, observar como elas operam juntas e, novamente, o que atrapalha seu bom funcionamento. 

Além disso, o Business Partner precisa conhecer muito bem os concorrentes para identificar onde a corporação está posicionada, e se está oferecendo um produto ou serviço justo em relação ao que está sendo praticado no mercado. 

– Ser criativo. Qualquer pessoa que observe o que a empresa precisa apenas a partir da perspectiva de seu próprio departamento (RH, TI, Marketing, ou seja qual for), pode ter a sua ideia levada à frente, porém ela é deixada de lado pois pode ser um impedimento para o sucesso da organização naquele momento.

Esse profissional oferece o melhor dos dois mundo e age com criatividade para determinar o que melhor serviria o negócio em geral. 

– Ser extremamente útil. Ajudar todas as áreas a atingirem suas metas. Fazer coisas que facilitem o alcance desses objetivos, ou, no mínimo, criar e compartilhar ideias que apoiem a conquista delas. Se coisas boas acontecem aos negócios como resultado de um Business Partner estar envolvido nos projetos, ele geralmente é convidado a voltar.

– Ouvir todos os lados.  Esse profissional deve ser profundamente curioso e fazer um trabalho árduo em relação a ouvir o que as pessoas têm a dizer.  E fazer isso quantas for necessário para garantir que entendeu. Ouvir com atenção o que acontece no cotidiano das empresas gera um monte de novas informações, ou seja, novos insights que acabam aumentando a chance de se entregar projetos bem sucedidos, nos quais todos os departamentos serão contemplados.

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau