transgênero no mercado de trabalho

Inclusão de pessoas transgênero no mercado de trabalho

A inclusão de pessoas transgênero no mercado de trabalho é um assunto que deve estar sob o radar da equipe de RH. A diversidade nas empresas ganha a cada dia mais repercussão e isso inclui identidades de gênero diversas.

Infelizmente, é latente a dificuldade que transgêneros encontram no dia a dia, incluindo a colocação no mercado de trabalho.

Isso se deve ao preconceito social e ao próprio desconhecimento dos recrutadores sobre o assunto e à falta de preparo deles.

Para auxiliar você e a sua empresa a desenvolver a diversidade interna e a incluir pessoa transgênero nos seus quadros de colaboradores nós desenvolvemos um pequeno manual sobre o assunto.

Continue lendo e veja informações importantes.

Quem são as pessoas transgênero?

Antes de vermos como recrutar pessoas transgênero a importância de fazê-lo é preciso entender quem são elas.

Mesmo hoje ainda existe muito desconhecimento em relação aos assuntos que envolvem gênero, identidade e sexualidade.

Confira conceitos básicos que são essenciais:

  • Identidade de gênero: sexo com o qual se identifica (exemplo: homem, mulher, não-binário etc);
  • Sexualidade: diz respeito aos interesses sexuais (exemplo: heterossexual, homossexual, bissexual, panssexual etc);
  • Cisgênero: são pessoas que se identificam com o gênero que foi imposto a elas ao nascer (exemplo: foi dado como mulher ao nascer e identifica-se como mulher);
  • Transgênero: são pessoas que se identificam com um gênero diferente daquele imposto ao nascerem (exemplo: foi dado como mulher ao nascer, porém identifica-se como homem);
  • Não-binários: pessoas que se identificam com um gênero diferentes de homem ou mulher, podendo identificar-se como agênero (nenhum genêro), bigênero (dois gêneros ao mesmo tempo), fluído (que flui entre um gênero e outro) etc;

Quais são as dificuldades encontradas pelas pessoas transgênero no mercado de trabalho?

São inúmeras as dificuldades que as pessoas transgênero encontram no mercado de trabalho. Isso se deve a motivos que se relacionam ao preconceito e à ignorância sobre o assunto.

Não raro os próprios recrutadores encontram esse tipo de preconceito. Isso pode ocorrer perceptivelmente ou não, quando sequer eles percebem essa forma de comportamento.

A pessoa transgênero, principalmente quando não é “passável” (termo utilizado para dizer que essa pessoa passa como cisgênero, ou seja, ninguém percebe que ela é trans), sofre muita violência encontrando dificuldades de conseguir um emprego formal, pois é tida como inadequada ao ambiente de trabalho por poder provocar desconforto nos demais colegas de trabalho e/ou clientes.

Muitas vezes essa pessoa sofre transfobia pelo fato de o recrutador (e demais membros de uma empresa) não reconhecerem a sua identidade, e também por não saberem lidar e como tratar essa pessoa. Seja pela transfobia ou pela falta de tato, preferem recusar esse profissional na vaga de trabalho e buscar outro profissional de se encaixe melhor nos padrões de sociedade, por ser mais fácil e mais aceito.

transgênero no mercado de trabalho

Segundo um estudo feito pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), somente 16,7% das pessoas transgênero se encontram no mercado de trabalho atualmente. Por conta dessa dificuldade de conseguir um emprego formal, é muito comum que pessoas transgênero vivam em situação de rua, acabem praticando a prostituição ou, até mesmo, acabem cometendo suicídio.

Outro ponto é que, mesmo quando conseguem entrar no mercado de trabalho, sofrem com tratamentos negativos, falta de respeito pelo nome social, exclusão e falta de apoio psicológico.

Por que recrutar pessoas transgênero no mercado de trabalho?

A diversidade é algo indispensável no mundo moderno e isso se reflete no mercado de trabalho.

Ela é importante socialmente e traz grandes benefícios às próprias empresas que a aplicam e tomam providências para desenvolvê-la.

É necessário compreender que o mundo é feito de diversidade, e está fora do controle e todas as empresas quem seu produto irá atingir. Logo, incentivar e praticar a diversidade dentro de todas as empresas é benéfico tanto na questão social, promovendo inclusão, como também na questão de marketing, pois evita que seu produto acabe por, por exemplo, publicar uma propaganda que seja preconceituosa e possa afetar as vendas.

A forma de consumo da sociedade mudou drasticamente nos últimos tempos. Hoje é exigido de marcas e empresas posicionamento e opinião, e marcas que fogem dessa responsabilidade e/ou tem um posicionamento negativo perante a diversidade, não são mais vistas com bons olhos.

Engajamento dos colaboradores

Todas as empresas devem desenvolver seus conceitos morais e éticos internamente e nas suas ações empresariais. Note que a diversidade deve ser um desses fatores e é por isso que as corporações devem colocá-la em prática efetivamente.

Ao colocar em prática seus conceitos éticos você engaja os seus colaboradores, que se sentem motivados em prestar serviços em uma empresa dessa natureza.

Outro fator importante é que não só o transgênero no mercado de trabalho se beneficia com isso e sim outras pessoas com diversidades diversas, como raça, sexualidade ou outras questões.

Como engajar seus colaboradores:

  • Oferecer workshops e palestras que abordem o assunto da transgeneridade, ministrados por pessoas trans;
  • Contratar empresas de consultorias LGBTQIA+ especializadas em orientar empresas sobre como aplicar práticas inclusivas;
  • Adotar uma política de portas abertas que de fato oferece acolhimento adequado em casos de preconceito dentro da empresa e divulgar amplamente entre os colaboradores;
  • Adotar o uso de Nome Social em crachás, sistemas, e-mails e demais meios de comunicação entre colaboradores e empresa, e divulgar essa possibilidade por toda empresa;
  • Implementar política de contratação de pessoas trans, definindo uma porcentagem mínima de profissionais trans que devem trabalhar na empresa, o que pode causar grande impacto social;
transgênero no mercado de trabalho

Inovação nas atividades

Empresas diversas conseguem apresentar ideias e melhorias diversas.

Estudos de mercado demonstram que quanto mais diversificada for uma equipe, maiores as chances de inovar no mercado ou achar formas melhores de realizar suas atividades.

Além do mais, quanto menos preconceito a empresa tiver na hora de fazer recrutamento e seleção, menores as chances de ela perder a oportunidade de contratar grandes profissionais, grandes talentos que poderiam estar contribuindo muito para o crescimento da empresa.

Isso leva ao aumento da produtividade e do produto final. A soma de todos esses fatores resulta no aumento do lucro e no crescimento empresarial.

Diminuição do turnover

Outra importância da inclusão de pessoas transgênero no mercado é que ele auxilia a diminuir a rotatividade, o turnover.

As pessoas tendem a se sentir mais acolhidas pela empresa e a entender que aquela é uma corporação onde há espaço para crescimento.

Assim como a forma de consumo das pessoas mudou, e agora exige posicionamentos sociais das marcas, também mudou a forma como as pessoas enxergam o ambiente de trabalho.

Os profissionais buscam e gostam de se identificar com a empresa para a qual trabalham, pois se acreditarem na empresa e no produto sua produtividade é muito maior!

Como recrutar pessoas transgênero no mercado de trabalho?

Agora que você já sabe tudo sobre os conceitos de gênero e a importância de incluir transgêneros nas suas equipes.

É importante conhecer a melhor forma de atrair esses profissionais e realmente criar um ambiente que seja inclusivo para eles.

Veja mais algumas estratégias que podem auxiliar a sua empresa:

  • Treine líderes para que entendam a importância de incluir pessoas transgênero, quais os tratamentos corretos e como criar um ambiente de igualdade;
  • Prepare suas equipes, educando-as e promovendo palestras e rodas de discussão sobre a importância da inclusão e dos direitos sociais;
  • Crie canais de comunicação internos que tenham como objetivo unir pessoas que fazem parte de grupos que sofrem preconceito pra que possam criar uma rede de apoio interna;
  • Criem a política de ouvir as pessoas diversas de sua empresa, aprenda com elas e implemente sugestões recebidas;
  • Faça programas de treinamento específico para capacitar pessoas transgênero e auxiliá-las a preencher uma vaga na empresa;
  • Ofereça apoio psicológico, seja por meio da contratação de um profissional de Psicologia para auxiliar no dia a dia e gestão, seja por meio do oferecimento de um benefício como Bolsa Psicólogo;
  • Tenha benefícios específicos de adaptação e ofereça flexibilidade.
transgênero no mercado de trabalho

Veja erros que devem ser evitados no recrutamento e seleção

Outro ponto importante é ter cuidado para evitar erros que são comuns e que tendem a afastar pessoas transgênero no mercado de trabalho.

Dentre eles estão o uso errôneo do pronome, perguntas invasivas ou comentários desrespeitosos.

É importante que todos os setores da empresa estejam preparados para lidar com diversidade. Isso inclui desde o processo seletivo até a entrada de novos colaboradores e todo seu desenvolvimento interno.

Evite esse tipo de atitude, que pode ser vista como invasiva e tende a afastar os colaboradores transgênero das empresas:

Falta de respeito pelo nome social, pronome e identidade de gênero

É crucial que os recrutadores e todos na empresa respeitem o gênero com o qual o colaborador trans se identifica.

Isso inclui o nome social e o pronome. Outro ponto importante é que os documentos da empresa (crachá, ficha de registro, controle de ponto e outros) respeite o nome social e não o de registro de nascimento;

Indagações sobre cirurgias

É uma escolha de cada pessoa fazer adaptações físicas ou não, de acordo com o gênero que se identifica.

Uma pessoa transgênero não necessariamente necessita disso para ser considerada como tal. Esse é um ponto pessoal que não cabe a ninguém questionar;

Perguntas sobre seus corpos

A empresa deve lidar com o colaborador de acordo com o que ele se apresenta atualmente e sua identificação.

Jamais devem ser levantadas perguntas sobre seus corpos, órgãos e autoimagem. Ninguém chega para uma pessoa cisgênero e questiona seus corpos. Logo, não faça isso com pessoas transgênero.

Com essas dicas sua empresa evita erros comuns e dá um passo a frente na construção de um ambiente inclusivo e diverso.

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau