gestão por competência

Gestão por competência: por que é importante?

Uma gestão por competência deve ser aplicada levando em consideração o comportamento dos profissionais, bem como quais são as suas habilidades naturais que contribuem para melhorar o desempenho da equipe como um todo.

Para se ter uma ideia sobre a importância do tema, se quiser ser bem sucedida em suas relações internas — e consequentemente, externas —  uma empresa precisa investir em nomear as suas lideranças, por exemplo, com uma abordagem totalmente baseada em competências.

Isso porque existem muitos aspectos delicados a serem tratados somente pelos líderes: tomada de decisões; a delegação e o acompanhamento das tarefas; a descentralização de rotinas e a aplicação da cultura de feedback; dentre outras atividades.

Ou seja, falhar ao escolher alguém para ocupar essa função tão importante, pode custar muito caro para a organização.

Sob este contexto, a seguir, neste artigo, vamos abordar mais pontos em relação ao assunto. Acompanhe!

O que é a gestão por competência?

Muitas empresas podem sentir dificuldades em identificar quais habilidades são mais relevantes para fazer o ambiente corporativo fluir e garantir bons resultados.

E, neste sentido, a gestão por competência consiste em observar, desenvolver e prover pessoas capacitadas para a levar o negócio a frente.

O objetivo desse tipo de gestão é manter sempre cada profissional “no lugar certo”, ou seja, focar nas competências que esse indivíduo precisa ter para que ele consiga executar de forma plena as tarefas exigidas pelo seu cargo. 

Promover um aprimoramento constante dessas qualidades permite que as organizações planejem seu futuro, alinhando as metas e estratégias do negócio com as competências essenciais para o seu desenvolvimento e operacionalização. 

Além disso, existem outras vantagens que essa gestão promove como a melhoria do nível de motivação e produtividade dos trabalhadores; adequação dos colaboradores às funções/cargos, isto é, a pessoa certa no lugar certo; o desenvolvimento mais rápido das competências de todos os profissionais e, consequentemente, o aumento da satisfação dos clientes da empresa.

Como aplicar a gestão por competência na empresa?

Antes de tudo, o primeiro passo é ter em mente que a gestão por competência não é uma ação pontual: para render frutos, ela deve ter raiz profunda na cultura da empresa e estar baseada em um ciclo contínuo de desenvolvimento.

Na prática, cada pessoa precisa de um ambiente saudável para trabalhar e estar em constante treinamento de suas competências individuais, as quais são essenciais para o crescimento e avanço da organização.

Existem quatro etapas do ciclo básico dessa gestão. São elas:

1. Mapeamento

É feito para identificar as competências necessárias para garantir a competitividade do negócio e a adequação dos colaboradores ao perfil exigidos pelos cargos e funções.

2. Avaliação

É a fase de análise — aqui é verificado se o nível de proficiência dos profissionais em relação a cada competência necessária para a boa execução das suas atividades está adequado.

3. Desenvolvimento da gestão por competência

Hora de promover a aprendizagem e treinamento das competências cujos níveis de proficiência encontram-se abaixo das necessidades técnicas e comportamentais exigidas pelo cargo e função.

4. Monitoramento

Como mencionamos acima, para ter sucesso a gestão por competência tem que ser regra na empresa. Neste contexto, a partir dessa etapa, a organização verifica de forma constante os efeitos que o processo de desenvolvimento produziu no ambiente de trabalho e um novo ciclo deve ser iniciado.

Gestão por competência x desempenho

As competências representam um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes — também conhecido na psicologia como CHA —  revelados por uma pessoa.

Trazendo para uma realidade corporativa, trata-se da junção de capacidade, aptidão técnica e comportamental que cada profissional possui.

Portanto, para gerir as competências das pessoas, é necessário observá-las por meio de comportamentos, avaliá-las dentro de padrões mensuráveis e desenvolvê-las por meio de um processo de treinamento e aprendizagem.

Para avaliar como se deve investir na gestão por competência, é preciso entender a diferença entre competência e desempenho: embora sejam elementos gerenciados de forma integrada, são dois conceitos distintos. Por este motivo, devem ser tratados separadamente.

Como já citamos mais acima, competência é o que cada colaborador deve saber, os conhecimentos, habilidades que deve possuir, atitudes e comportamentos que ele apresenta, ao passo que desempenho é o que o mesmo deve entregar, em linhas mais simples, são os resultados requeridos de cada cargo.

Na teoria, quando as competências, quando bem trabalhadas, podem levar profissionais a terem bom desempenho. Entretanto, não podemos afirmar que isso seja sempre verdade.

É muito comum encontrarmos profissionais de alto nível de conhecimentos e habilidades apresentando baixo nível de desempenho. 

Por isso, embora os desempenhos e as competências devam ser gerenciados de forma integrada, devem ser avaliados e tratados separadamente. Entendida essa diferença, a empresa conseguirá desenvolver um bom trabalho de gestão por competência.

gestão por competência

Quais são as habilidades que um bom profissional deve ter?

Podemos citar algumas, no entanto, é válido frisar que não existe “receita de bolo”, cada indivíduo é único e colabora de forma singular com o ambiente ao seu redor.

Habilidades interpessoais na gestão por competência

É praticamente impossível pensar em alcançar o sucesso no mundo corporativo de hoje sem ter habilidades pessoais mínimas. Comunicar-se com transparência, utilizar um tom educado e respeitar as opiniões e pontos de vista dos outros são características que fazem a diferença no dia a dia.

Comportamento ético

A ética profissional é também uma parte importante das relações de trabalho. Ser pontual nas entregas, cumprir metas e prazos e dedicar-se às tarefas da melhor maneira possível com certeza vai elevar a visão que as pessoas têm desse profissional. 

Competência técnica

A maioria das posições exige certas habilidades que pedem um aprimoramento constante, principalmente no que diz respeito às competência técnicas. É esperado de cada colaborador que ele seja aberto ao aprendizado.

Pensamento estratégico

Colaboradores de alto nível são pensadores estratégicos. Esses profissionais entendem a estratégia da empresa e como todas as diferentes partes do negócio estão conectadas. Eles têm visão e são capazes de compreender como suas tarefas e projetos diários contribuem para as metas e objetivos maiores da organização.

Flexibilidade

As empresas e seus colaboradores precisam reagir rapidamente às mudanças. Neste contexto, a flexibilidade permite uma fácil adaptação quando for necessário.

Habilidades de resolução de problemas

Esse tipo de profissional consegue identificar de forma rápida e fácil a solução de conflitos e age imediatamente para fazer o que é necessário. 

Quais são os benefícios obtidos através da gestão por competência?

São inúmeros os benefícios possibilitados pela gestão por competência, conheça os mais relevantes.

Ambiente corporativo mais colaborativo

Os colaboradores recebem um incentivo muito maior no seu desenvolvimento profissional, dado pela gestão por competência. As trocas de conhecimentos entre companheiros de equipe e de setor, se tornam muito mais frequentes, aumentando o apoio com seus colegas.

Capacitação profissional

A gestão por competência permite que os colaboradores consigam desenvolver habilidades e conquistar novos conhecimentos, sem a necessidade de buscar cursos fora do ambiente corporativo. Através de cursos online, plataformas de ensino institucionais.

Valorização do capital humano

Mediante ao estímulo de capacitação e desenvolvimento profissional, os colaboradores conseguem entender qual a importância do seu papel dentro da organização, e se sentem motivados e valorizados. O que se torna um fator primordial para que as atividades sejam desempenhadas com qualidade.

Diminuição do turnover

A partir das ações de capacitação interna e valorização do capital humano, é possível que os colaboradores consigam desenvolver as competências que são necessárias para a realização do seu trabalho, com qualidade e da melhor forma possível. Através do reconhecimento da qualidade do seu trabalho, as chances de que esse colaborador se mantenha na empresa aumentam, reduzindo o turnover.

Ganhos na produtividade

Através da gestão por competência, as atividades são executadas com qualidade e eficiência, fazendo com que as atividades sejam executadas em menos tempo, conseguindo um ganho importante na produtividade da empresa.

Atingir metas estratégicas

As metas são impactadas diretamente através da gestão por competência, já que os colaboradores estão atuando motivados e valorizados, com ganhos importantes na produtividade, as chances de conseguir bater as metas são altas, e ainda é possível superá-las.

Entenda como aplicar a gestão por competência na sua empresa

Para iniciar a gestão por competência na sua empresa, é necessário iniciar mapeando as capacidades que a empresa está buscando. Nessa etapa é realizado um desenho estrutural da organização, de uma forma mais ampla. Este é o momento para alinhar as aptidões dos colaboradores com a cultura organizacional.

Identifique quais são as competências essenciais para a execução das funções dentro da hierarquia empresarial. Nesse ponto acontecerá um levantamento que terá uma divisão por cargos e setores, de uma forma bem detalhadas.

Comece o mapeamento das competências de todos os colaboradores, onde a capacidade técnica será levantada e verificada. Poderá acontecer aplicação de testes comportamentais para afunilar e alinhar esses perfis.

As informações apuradas devem ser cruzadas, para identificar possíveis gaps, e competências que precisam ser desenvolvidas. Os resultados possíveis dessa ação são investimentos em capacitação interna, abertura de novas vagas, recolocações, entre outros.

Cabe ressaltar que a gestão por competência é um trabalho constante, mesmo após o levantamento inicial. As competências precisam ser avaliadas periodicamente, para identificar novos gaps e novas necessidades.

Veja também: Talent Mobility: Como essa técnica pode ajudar sua empresa?

Gostou das dicas sobre gestão por competência? Deixe o seu comentário e compartilhe estas dicas em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau