Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
Gestão de talentos

Gestão de talentos: guia completo e prático!

Sua empresa pratica a correta gestão de talentos? Ela pode ajudar em muito atrair e manter na sua empresa os melhores profissionais do mercado. E isso é crucial para uma empresa que quer se manter relevante e ter um padrão de qualidade.

Conheça hoje tudo sobre essa gestão, como ela acontece, seus benefícios e como colocá-la em prática. Com nossas dicas você poderá melhorar sua relação com os colaboradores e garantir que os melhores profissionais estejam com você!

Sumário

O que é gestão de talentos?

Gestão de talentos

A gestão de talentos se refere à atração, contratação e manutenção dos melhores profissionais do mercado. Isso se soma ao fato de que esses colaboradores têm qualidade técnica e criatividade e que vestem a camisa da empresa.

Os talentos apresentem ao mesmo tempo conhecimentos, qualidade técnica, experiência e vontade de somar. E isso se complementa pela cultura organizacional que ele internaliza e coloca em prática durante as atividades.

É possível afirmar que o gerenciamento de talentos permite à empresa conquistar as equipes dos sonhos. Para isso é imprescindível que ela saiba como encontrar e como manter os melhores profissionais.

Muitas empresas se empenham apenas na contratação e se esquecem de que a manutenção desses colaboradores requer ações e trabalhos contínuos. Eles cabem ao RH que faz a gestão de pessoas e de talentos simultaneamente.

Abaixo, veja como adotar a gestão que se volta aos talentos pode ajudar – e muito! – a sua empresa e como colocá-la em prática. Dessa maneira sua empresa sai na frente e se mantém sempre relevante, com a melhor força de trabalho possível.

Quais são as vantagens de colocar a gestão de talentos em prática?

Gestão de talentos

Antes de vermos como colocar a gestão voltada aos talentos em prática você precisa saber porque colocar nossas dicas em prática. Saber os benefícios da gestão é essencial para que você enxergue por completo como ela faz toda a diferença.

Veja os principais benefício em gerir os talentos da sua empresa:

  • Garanta a contratação dos melhores profissionais;
  • Tenha mais sucesso ao apresentar a eles a cultura organizacional e ao incluí-los;
  • Diminua a rotatividade;
  • Economize com rescisões e processos seletivos constantes;
  • Encontre de forma mais fácil os talentos que se destacam no mercado e que encontram lugar em sua empresa;
  • Saiba com chegar até os talentos e como convencê-los a escolher a sua empresa;
  • Gere engajamento e torne a camisa da empresa o uniforme que os colaboradores vestem espontaneamente;
  • Melhore a imagem da organização.

O que é preciso para colocar a gestão de talentos em prática?

Agora que já vimos o que é a gestão que se volta aos talentos e os benefícios que ela dá à sua empresa chegou o momento de conferirmos como colocá-la em prática. Para isso separamos abaixo todos os passos indispensáveis nessa jornada.

Continue lendo e confira tudo o que a sua empresa precisa ver e se atentar para dar aos talentos a devida gestão. Com nossas dicas sua empresa encontrará inúmeras vantagens e garantirá que conta com os melhores profissionais do mercado.

Analise o controle de ponto

A gestão de talentos tem como um ótimo aliado o sistema digital de ponto. Isso se deve ao fato de ele ser preciso em suas marcações e seguro em relação às informações gravadas ao mesmo tempo em que auxilia na visualização da jornada do empregado a qualquer momento.

Imagine que um empregado está apresentando constantes atrasos ou faltas injustificadas.

Caso a gestão não seja aplicada corretamente, a empresa pode sequer perceber esse fator e somente visualizá-lo ao final do mês.

É isso que ocorre quando se utiliza um relógio eletrônico de ponto simples, que não possibilita o acompanhamento a qualquer momento das informações concedidas referentes aos horários.

Já quando o sistema digital de ponto é adotado, os gestores podem acompanhar a qualquer hora a jornada dos colaboradores. Esse acompanhamento é feito apenas para fins informativos, não havendo a possibilidade de qualquer tipo de manipulação das informações já registradas.

Com esse acompanhamento o mesmo caso de faltas recorrentes pode ser corrigido desde logo.

Nesse caso ao gestor cabe identificar os comportamentos desviantes com base no que o ponto lhe indica e, após, buscar entender quais os motivos de faltas e ausências constantes, que muitas vezes nada mais são do que pura insatisfação e desmotivação.

Mapeie os talentos

Continuando, é impossível gerir talentos sem encontrá-los antes. Aqui não nos referimos ao mapeamento dos profissionais do mercado, e sim ao que eles devem ter, quais suas capacidades para que realmente sejam interessantes à empresa.

Isso nada mais é do que saber o que cargos e setores precisam para que o trabalho encontre um bom desempenho e de forma satisfatória. Veja algumas dicas para fazer isso:

  • Converse com os gestores ou líderes de cada setor da sua empresa;
  • Analise as atividades que cada atividade realizada ali dentro demanda;
  • Pense em quais são as atribuições que vão além do básico, que caso existentes podem tornar ainda melhores as atividades, as habilidades além do básico que podem deixar um perfil mais interessante.

Saiba como atrair talentos

O segundo passo na gestão de talentos é atrair os talentos. Você precisa fazer com que eles vejam na sua empresa um local em que gostariam de trabalhar. E isso se dá desde o processo de divulgação da vaga.

Veja como melhorar esse processo:

  • Faça uso de ferramentas profissionais e espaços modernos e divulgação de vagas, como LinkedIn, e também não deixe de usar o site corporativo para isso;
  • Divulgue a vaga fora do lugar comum, lembrando-se de destacar as vantagens que ela tem. Venda a sua vaga demonstrando porque ali ela não é apenas mais um cargo de vendedor ou de gerente;
  • Seja claro quanto às necessidades que a sua empresa têm e o que espera do profissional que irá preencher a vaga;
  • Esclareça todos os requisitos para evitar candidaturas que não se enquadram no que você precisa e economize o tempo do RH.

Recrutamento e seleção

O recrutamento e a seleção envolvem o processo de conhecer os candidatos. Isso condiz à entrevista, eventuais testes e dinâmicas. Aqui você chama as pessoas que tem a ver com o que a empresa busca e as estuda e conhece melhor.

Para isso, deve ocorrer a prévia análise dos currículos e candidaturas. Uma boa forma de fazê-lo é com o uso de um software de recrutamento e seleção. Ele é capaz de analisar os documentos selecionando-os por questões objetivas.

Evita que alguns candidatos sejam excluídos por questões objetivas e preconceituosas subjetivas. Isso é essencial para que sua empresa saia do lugar-comum e seja capaz de diversificar seus quadros.

Treinamento e inclusão dos novos talentos

Depois da seleção dos colaboradores, a gestão de talentos requer que eles sejam introduzidos na empresa. Isso requer o treinamento sobre as atividades, a apresentação da empresa e das equipes e dos demais colaboradores.

Um novo colaborador deve ficar ciente sobre:

  • Regras internas da empresa;
  • Condutas esperadas;
  • Política cultural e organizacional;
  • Procedimentos e processos.

Isso ajuda o novo colaborador a se integrar e a realmente conhecer a corporação de modo que possa seguir o que ela espera e requer.

Plano de carreira

Como falamos anteriormente, não basta contratar. Muitas vezes as empresas até conseguem contratar os melhores talentos. O que ocorre é que deixam de ter capacidade de mantê-los. Isso muda com a adoção da gestão de talentos.

É imprescindível que a empresa tenha um plano de carreira bastante claro e conciso. Apresente-o aos colaboradores e convide-os para somar no desenvolvimento dele e nas revisões.

Reveja as metas e promova o diálogo

A gestão de talentos deve levar em consideração as metas que são aplicadas aos empregados.

O alcance delas é importante para a empresa por aumentar sua produtividade. Ao mesmo tempo é relevante para os empregados por lhes concederem, geralmente, vantagem financeira caso sejam alcançadas.

 E quando as metas não apresentam resultados ou melhoria nas atividades que demonstrem tentativas de superação delas, tem-se um sinal de grande problema.

O problema pode ser decorrente da ausência de compatibilidade entre o tipo de meta, a jornada de trabalho e as próprias atividades dos empregados.

Note que quando a meta apresenta impossibilidade de alcance ela age de maneira diversa do que o pretendido pela empresa, causando mais desmotivação ao invés de motivação.

Não só as metas devem ser revistas e questionadas. A gestão de pessoas deve ver no diálogo um outro alvo de estudo e de promoção dentro da empresa.

Quando um colaborador se sente parte da empresa e alguém cujas opiniões são relevantes ele passa a ter mais interesse pelo o que faz e pela própria organização.

Entenda como a empresa beneficia ou não o empregado

O que a sua empresa oferece para que os seus colaboradores se sintam motivados? Qual é o tipo de adicional de remuneração que eles podem alcançar? Há diferenciais em relação ao tratamento que você dá aos seus empregados e àquele oferecido pela concorrência aos profissionais?

Todas essas perguntas são relevantes pelo fato de que a gestão de talentos depende da retenção deles. Já esta está relacionada ao que existe na organização que pode atuar como um atrativo para o empregado.

Lembre-se de que quem não se sente valorizado busca outro lugar para prestar serviços. Nesse ponto é importante analisar não apenas as remunerações e adicionais.

Deve ter espaço para o estudo quanto ao plano de carreira e salários, a concessão de oportunidades e mesmo a diversidade dentro da empresa.

É impossível realizar uma boa gestão de talentos sem que isso seja feito. Nesses casos, as soluções giram em torno da possibilidade de criação de novas parcelas remuneratórias em formato de prêmios, melhoria na estrutura física da empresa e construção de uma relação mais satisfatória com o empregado.

Ele deve se sentir valorizado para permanecer. Isso pode ser auxiliado com o investimento pela empresa em cursos e outros tipos de elementos profissionalizantes e que ajudem ele a se desenvolver cada vez mais nas atividades realizadas.

Quando o empregado entende que a empresa investe nele há mudança na postura e até mesmo na forma como o colaborador vê a organização.

Todos esses pontos devem ser considerados para fins de gestão de pessoas. Para a retenção deles é preciso lembrar que o diálogo é primordial juntamente à concessão de vantagens que faça com que eles queiram permanecer nesse emprego.

A gestão deve ser feita com cuidado e por profissionais especializados nisso e alcança não apenas o desenvolvimento do empregado dentro da empresa e sim a sua entrada e rescisão igualmente.

Com a correta gestão é possível desenvolver uma empresa mais forte, focada e produtiva e com isso todos saem ganhando. A visão ampla sobre a gestão de talentos é a chave do sucesso ao fazê-la!

Gestão de talentos: Veja o que dizem especialistas

gestão de talentos

Ainda tem dúvidas quanto a gestão de talentos e como colocá-la em prática para auxiliar a sua empresa? Então não deixe de conferir o que dizem os especialistas do assunto sobre ele!

Em entrevista à Metadados, o especialista em gestão de RH Anderson Nielson afirmou o seguinte:

Manter as pessoas se desenvolvendo, aprendendo muito, querendo e podendo fazer mais também é um papel. Isso passa pelo desenvolvimento de lideranças e de excelentes especialistas técnicos. Pessoas talentosas querem trabalhar com pessoas talentosas e para líderes inspiradores. 

Além disso, é importante que a gestão de talentos trabalhe para a criação de um ambiente inclusivo e diverso, que permita que as pessoas ouçam e sejam ouvidas. Isso é essencial para a inovação e para que tenhamos respostas rápidas, que atendam à velocidade de crescimento que precisamos

Além disso, ele destaca a necessidade de entender o cenário concreto: “É preciso entender as possibilidades e as necessidades do mercado e das pessoas. Mais uma vez, a capacidade de se reinventar e de se adaptar fala muito alto.”

Considere, ainda, que você precisa atrair talentos para com eles trabalhar e geri-los com qualidade. Nesse sentido, é interessante conhecer algumas tendências do mercado, como o Employer Branding.

Ele nada mais é do que uma técnica de gestão de pessoas que considerar a criação de uma reputação enquanto bom lugar para trabalhar. Ou seja, um local que permite o crescimento deles.

Segundo Bruna Mascarenhas, especialista em Employer Branding, “As empresas perceberam que precisavam fazer um maior esforço para atrair talentos e criar o desejo de permanência, porque Employer Branding não é só sobre atração. É o ciclo como um todo. As organizações precisam se diferenciar e trabalhar mais fortemente para isso”, 

Ainda, ela completa que “Employer branding é essencialmente sobre trabalhar a gestão intencional da sua marca empregadora voltada para as pessoas que queremos trabalhando na organização (…).

O público de talentos é um público como os outros, que está observando, consumindo informação e escolhendo onde quer estar. Então as marcas precisam olhar e investir”.

Por isso, sempre tenha em mente essas novas possibilidades para inovar na sua gestão e atrair e manter os melhores talentos.

Como a Oitchau pode ajudar na sua gestão de talentos?

controle de ponto oitchau

A Oitchau é especialista em gestão de ponto, algo que como vimos acima é muito importante na gestão de talentos. Portanto, não deixe de contar com a nossa tecnologia e nossas soluções para a sua empresa!

O controle de ponto Oitchau é digital e faz uso de inteligência artificial para trabalhar. Com isso, reconhece os registros de ponto em tempo real e já os disponibiliza no sistema.

Ao fazê-lo, atualiza dados de horas extras, banco de horas e outras informações importantes. Além disso, veja outras facilidades do controle de ponto Oitchau para sua gestão de talentos:

  • Controle de ponto por reconhecimento facial em apenas 3 segundos;
  • Espaço para comunicação entre gestor e colaborador, como informação de faltas programadas, negociação de férias e apresentação de documentos digitais que justifiquem ausência;
  • Segurança contra fraudes ao ponto;
  • Permita que todos os seus colaboradores acompanhem em tempo real os seus registros, horas extras e banco de horas;
  • Registro de ponto de quem trabalha remotamente, com acesso pelo aplicativo;
  • Cálculo automático de horas extras com geração automática de cartão ponto, sem erros de cálculos e de forma transparente.

Por isso, não deixe de apostar no controle de ponto digital do Oitchau para melhorar ainda mais a sua gestão de talentos.

Enviar comentário

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau