Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas

Como prevenir casos de depressão no ambiente de trabalho?

Casos de depressão no ambiente de trabalho estão se tornando cada vez mais comuns. Muitos são os fatores que contribuem para que isso aconteça: ambientes de trabalho excessivamente competitivos, pressão para a entrega de resultados, rotinas extensas e exaustivas, entre outros.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) adverte: até 2020, a depressão ocupará a segunda posição das causas de incapacidade para o trabalho no mundo. Este dado alarmante é corroborado pelos números: estima-se que, só no Brasil, cerca de 17 milhões de pessoas sofram deste mal!

Dessa forma, tornou-se crítico fazer algo para eliminar a doença na empresa. Fato é que implantar uma gestão que priorize a qualidade de vida do colaborador é fundamental para que a depressão no ambiente de trabalho se extinga em um futuro bem próximo.

Neste artigo vamos mostrar como prevenir casos de depressão no ambiente de trabalho. Confira!

 

A doença é real

Infelizmente, a depressão, seja no ambiente de trabalho ou em outros setores da vida de um indivíduo, ainda é subestimada no Brasil. Basta contar quantas vezes se deparou com pessoas deprimidas que são julgadas como “preguiçosas”.

No ambiente de trabalho não é diferente. Um colaborador que está deprimido não tem vontade de fazer nada, inclusive trabalhar. Porém, antes de cobrar ainda mais ou puni-lo de alguma forma por achar que “está fazendo corpo mole”, procure compreender a doença e admitir que ela existe e está mais próxima do que imagina.

A partir daí, o próximo passo é tomar atitudes concretas para equilibrar o clima organizacional da empresa e cortar o mal pela raíz!

A seguir, listamos três dicas que podem ser úteis para prevenir a depressão no ambiente de trabalho.

 

1. Coloque-se no lugar do outro

As pessoas são únicas e reagem de maneira diferente perante as situações do dia a dia. Portanto, a primeira dica é colocar-se no lugar do outro. Ninguém é obrigado a ter a mesma opinião, por isso, é preciso saber aceitar as diferenças, ouvir com respeito o que o outro tem a dizer e, sobretudo, conhecer limites: seus próprios e o do colega!

A empatia (colocar-se no lugar do outro) deve, também, fazer parte da cultura organizacional da empresa e ser incentivada desde os cargos mais altos até o chão de fábrica.

2. Busque ajuda qualificada

A depressão é uma doença grave que, se não tratada corretamente, pode até levar à morte! Além disso, na maioria dos casos a doença requer o tratamento com medicamentos. Por esse motivo, se notou que a doença anda rondando o ambiente de trabalho, não tente resolver sozinho.

É preciso tratar a depressão com seriedade e conhecimento e a maneira mais adequada de fazer isso é buscar ajuda qualificada. Há uma série de psicólogos e psiquiatras especializados em resolver questões corporativas, desde a análise da cultura da empresa até o tratamento dos colaboradores. Fique atento!

3. Faça a sua parte

O gestor ou profissional de RH exerce uma função de importância na empresa e, assim, é responsável por cuidar da qualidade de vida do colaborador. Para garantir que a depressão fique longe do ambiente de trabalho, estes profissionais devem estar atentos às seguintes situações:

  • Valorizar os colaboradores, tanto individual como coletivamente. Cada colaborador contribui de alguma maneira para que a empresa alcance o sucesso.

  • Saber dar e receber feedbacks. A arte de saber ouvir muitas vezes é mais importante do que a de falar.

  • Cuidar para que a cultura organizacional seja sempre harmoniosa, resolvendo situações conflitantes antes de se tornarem irremediáveis;

  • Elaborar planos de cargos e salários para motivar e engajar os colaboradores;

  • Treinar outros gestores para que se tornem líderes justos;

  • Identificar os primeiros sinais de depressão no ambiente de trabalho e oferecer ajuda qualificada a quem precisa.

 

Gestões humanizadas são a nova tendência de mercado e importantes ferramentas no combate à depressão no ambiente de trabalho. Abrace esta causa.