pesquisa de clima

Pesquisa de clima: como fazer remotamente?

A pesquisa de clima organizacional é muito importante para qualquer empresa. A partir dela é possível entender como os colaboradores enxergam a instituição e como é possível melhorá-la.

O problema é que nesse ano a maioria das empresas passaram a operar em home office e à distância. Como fazer uma pesquisa quanto ao clima da organização se as pessoas estão prestando serviços remotos?

Saiba que isso é possível. Da mesma forma que prestar serviços à distância é possível por meio do uso de ferramentas de tecnologia, estas estão disponíveis para a realização dessas pesquisas.

Continue lendo para entender como fazer esse tipo de pesquisa e porque a sua empresa não deve deixar de fazê-la num ano como esse.

Por que fazer pesquisa de clima em 2020?

A pesquisa organizacional é muito importante para todas as empresas. Por meio dela o RH capta importantes informações que são utilizadas para a gestão de pessoas.

A pesquisa leva em consideração a visão que o colaborador tem sobre a empresa, a direção dela, os gestores de sua equipe e sobre o desenvolvimento dos serviços.

Em um ano tão diferente como 2020 ela levará em consideração como os colaboradores viram a empresa tomando atitudes para protegê-los e manter os empregos, o apoio remoto e outros.

Veja abaixo os principais motivos para não deixar de utilizar essa medida de RH nesse ano e logo em seguida veja quais são as formas de colocá-la em prática.

01. Adaptação ao home office

Uma das tendências para o mundo pós-pandemia é a continuidade do home office. Ele não será tão aplicado quanto no atual momento, o que não significa que não continuará em alta e cada vez mais utilizado.

Uma das vantagens de fazer pesquisa de clima organizacional nesse momento é entender se os colaboradores da sua empresa se adaptaram bem ao home office. Junto a isso eles podem indicar informações sobre:

  • Qualidade da gestão durante o trabalho remoto;
  • Melhoria ou queda da produtividade em home Office;
  • Comunicação interna durante a pandemia.

São vários os quesitos que isso pode incluir e todos eles são importantes para que o RH possa realizar uma gestão de pessoas de qualidade, em que a empresa realmente considera o que é importante para os colaboradores e para ela de maneira equilibrada.

02. Sentimento de pertencimento da empresa

Outra questão que é importante por poder ter sido abalada nesse ano é a percepção que o colaborador tem de si mesmo como parte ou não da empresa.

Com o distanciamento ocorrido na pandemia é possível que muitos tenham se sentido abandonados ou sem rumo durante o período. Isso pode se apresentar especialmente se a gestão de pessoas não tomou estratégias para manter as equipes em contato.

A empatia ganhou novos patamares nesse ano e a atuação de uma empresa com base nesse valore algo a ser observado pela organização.

Caso os colaboradores demonstrem descontentamento ou algum tipo de afastamento da empresa é preciso que o RH desenvolva estratégias para aproximá-los da instituição mais uma vez.

Pensar como é possível no futuro manter a proximidade apesar das distâncias é um dos desafios do RH e deve ter atenção desde já.

03. Oportunidades e futuro na empresa

O futuro foi uma das questões mais levantadas durante a pandemia. O sentimento de dúvida, de incertezas e a impossibilidade de entender como serão os próximos tempos, até que a vacina esteja presente, criaram um cenário perfeito para isso.

Os questionamentos atingem da mesma forma o futuro profissional do colaborador. Muitos se depararam com o sentimento de não estarem onde querem e de buscar novos caminhos após a pandemia.

A empresa deve saber qual é a visão que seus colaboradores têm sobre o local em que se encontram, suas oportunidades, sobre a sua jornada de trabalho e seu futuro profissional.

Para isso a pesquisa de clima organizacional é imprescindível. Ela permite que a empresa veja se os colaboradores realmente a vejam como um local que dá oportunidades e que leva em consideração o crescimento deles.

Isso influencia nas questões de captação de talentos, na diminuição da rotatividade e na possibilidade de contar sempre com profissionais de qualidade e devidamente engajados na sua empresa!

Todos os dados que são colhidos por meio dessa pesquisa de clima da organização são utilizados posteriormente para entender no que a empresa está acertando, onde frustra as expectativas dos colaboradores e como é possível se aproximar mais deles em construção de um caminho e crescimento conjunto e constante.

Como fazer a pesquisa de clima organizacional em home Office?

Agora que você já sabe a importância em realizar as pesquisas que medem o clima organizacional mesmo em tempos de pandemia e home office é chegado o momento de ver quais são as opções para mantê-las mesmo à distância.

01. Gamificação

Uma das opções mais modernas que as empresas possuem para manter as pesquisas internas relacionadas ao clima organizacional é a gamificação.

Ela se utiliza de elementos de jogos interativos que utilizam bases da psicologia e outros. Ao final esse tipo de jogo apresenta vários resultados relacionados com os dados que a empresa busca.

Existem diversas opções para a gamificação, que pode ser colocada no sistema interno da empresa, enviada por e-mail ou colocado como uma atividade normal de trabalho com dia e prazo para entrega.

02. Reuniões individuais online

Outra opção para manter as análises do clima organizacional mesmo que em home Office é realizar reuniões individuais com cada um dos colaboradores.

Um colaborador do RH pode fazê-las e pode ou não ser acompanhado do gestor da equipe. A partir desse tipo de encontro é possível ter uma conversa sincera sem exposição do colaborador.

A reunião funciona como se fosse um encontro para feedbacks só que relacionada ao clima da organização.

03. Formulários online

A última possibilidade para promover a pesquisa de clima da sua empresa em 2020 mesmo que com o trabalho em home Office é usar formulários online.

Neles a sua empresa pode colocar diversas perguntas objetivas com resposta em múltipla escolha. Pode disponibilizar espaços para a adição de observações sobre outras questões ou aprofundamento em uma específica.

É claro que todas essas questões serão de opinião e por isso devem contar com inúmeras possibilidades de resposta, sendo que nenhuma está certa ou errada.

Nesse caso a empresa pode optar tanto pela identificação do colaborador quanto com o preenchimento anônimo dos formulários. A segunda opção pode ser mais indicada por resguardar melhor os colaboradores.

Oitchau - Registro de ponto por reconhecimento facial
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau