Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas

Fluxo de caixa: o que é e como criar para sua empresa?

Muitas empresas encontram dificuldades financeiras por não se atentarem ao fluxo de caixa. Os valores de vendas, embora importantes, não refletem a realidade financeira da empresa no dia a dia.

Especialmente nos negócios que trabalham com a sazonalidade, um pico de vendas não indica necessariamente que há dinheiro em caixa para liquidar os compromissos e manter a empresa operando. Quando a falsa impressão de que há dinheiro sobrando é criada, é preciso ter cuidado!

Neste artigo, vamos explicar o que é fluxo de caixa e como criar um para a sua empresa.

 

O que é fluxo de caixa

Fluxo de caixa é quanto a empresa tem de entrada e saída todos os dias. isto é, o quanto é recebido e o quanto é pago diariamente.

Fazer o controle minucioso do fluxo de caixa é vital para a saúde financeira da empresa! Sem ele, o risco de desorganização é grande e pode comprometer o orçamento organizacional.

O controle do fluxo de caixa é feito por meio de registros detalhados do quanto entra e quanto sai da empresa diariamente. Essas informações registradas devem ser precisas e não conter erros.

Cabe ao gestor, ou ao responsável pelo departamento financeiro da empresa, supervisionar o controle de fluxo de caixa periodicamente para garantir que tudo esteja sob controle!

A frequência com que a supervisão deve acontecer varia de acordo com cada empresa. No entanto, vale ressaltar que, sobretudo para as empresas iniciantes, quanto maior a frequência, melhor o controle sobre o orçamento da empresa.

 

O que deve ser registrado no fluxo de caixa

A maneira mais eficiente de garantir que seu controle de fluxo de caixa está sendo feito corretamente é se assegurar que até as mínimas despesas estão sendo registradas diariamente.

O controle do fluxo de caixa pode ser iniciado com uma simples planilha no Excel. O responsável por ele registra, todos os dias, as despesas e as receitas da empresa.

Obviamente, o porte da empresa é que determina a melhor maneira de realizar o controle do fluxo de caixa. As empresas maiores podem realizar um controle mais eficiente utilizando um sistema de gestão online ou um software de gestão.

A maior parte dessas ferramentas apresentam dados importantes para que a empresa consiga sempre se ajustar aos altos e baixos do fluxo de caixa. Com esses recursos, o gestor tem uma visão mais detalhada sobre a situação financeira da empresa.

 

A importância do fluxo de caixa

O fator mais relevante em relação ao controle do fluxo de caixa é, certamente, a tomada de decisão! Um fluxo de caixa bem organizado e controlado permite que o gestor possa tomar decisões importantes e, muitas vezes arriscadas, sabendo que possui um respaldo financeiro de apoio.

Entenda a importância do fluxo de caixa em um exemplo prático:

Suponhamos que o gestor decidiu criar promoções exclusivas aos clientes, promovendo alguns dias de descontos. A ação gerou um aumento de 30% acima do esperado nas vendas e gerou um lucro de R$100 mil.

Contudo, ao fazer o registro do fluxo de caixa, foi possível notar que os custos dessa ação chegaram a R$92 mil. Dessa forma, o controle do fluxo de caixa permitiu que o gestor observasse que o que parecia um lucro importante de R$100 mil se tornou um lucro pequeno de R$8 mil.

Com base nesse registro, o gestor pode concluir que a ação não foi bem-sucedida por não dar um retorno expressivo à empresa.

Neste caso, o fluxo de caixa atuou como um medidor de sucesso das ações que, a primeira vista, parecem ser ideias incríveis que gerarão lucro à empresa. Da próxima vez, o gestor poderá pensar em uma maneira de reduzir os custos de uma ação e, assim, realmente obter os lucros esperados.

A periodicidade com que o fluxo de caixa é controlado é que permite que o gestor possa acompanhar todas as movimentações financeiras da empresa, além de decidir em que áreas ele deve intervir para reduzir custos e aumentar os lucros.

 

O fluxo de caixa para as micro e pequenas empresas

O gestor ou empreendedor deve sempre partir da premissa que, quanto mais limitado for o orçamento da empresa, maior deverá ser o fluxo de caixa.

Para as micro e pequenas empresas, o controle do fluxo de caixa passa a ser fundamental para que a empresa sobreviva os primeiros anos e possa se ampliar.

De acordo com o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e Médias Empresas), as vantagens do fluxo de caixa são as seguintes:

  1. Prever, planejar e controlar entradas e saídas em um período determinado;

  2. Confirmar se os recursos financeiros próprios serão suficientes para tocar o negócio ou se há necessidade de buscar dinheiro extra.

  3. Antecipar e tomar decisões quanto à falta ou à sobra de dinheiro;

  4. Descobrir se a empresa está trabalhando no limite ou com folga financeira;

  5. Avaliar se o recebimento por vendas será suficiente para cobrir gastos assumidos e previstos e tomar as decisões pertinentes;

  6. Ter recursos para ajustar o preço de venda para cima ou para baixo;

  7. Verificar a possibilidade de realizar promoções e liquidações;

Enfim, em momentos de crise financeira, o fluxo de caixa é o fator decisivo para indicar ao gestor o melhor caminho a seguir.

 

Como criar um fluxo de caixa para sua empresa

São vários modelos de fluxo de caixa disponíveis para todos os portes de empresas. A seguir, indicaremos dois!

Fluxo de caixa projetado

Como mostramos acima, o fluxo de caixa registra todas as entradas e saídas da empresa e dá uma visão exata a saúde financeira do negócio. Porém, as informações do fluxo de caixa também são importantes para que o gestor possa determinar ações futuras

O fluxo de caixa projetado permite que, com base nos resultados do controle do fluxo de caixa, o gestor seja capaz de:

  1. Planejar ações futuras com maior tranquilidade;
  2. Prever a necessidade de ajustes para eliminar perdas e manter-se no azul;
  3. Projetar investimentos para a expansão da empresa.

A partir das ações destacadas acima, o gestor poderá utilizar a situação presente de sua empresa para planejar o futuro. Isso só é possível porque o controle de fluxo de caixa é capaz de indicar desorganizações, discrepâncias e até incoerências financeiras que permitem ao gestor fazer os ajustes necessários e se preparar para o futuro.

Além disso, o gestor consegue visualizar, através do fluxo de caixa, as despesas que estão aumentando no período e fazer os cortes necessários para que o orçamento da empresa seja sempre saudável.

Fluxo de caixa livre

Com o fluxo de caixa livre, o gestor consegue saber a capacidade real da empresa em gerar capital em curto, médio e longo prazos.

O fluxo de caixa livre nada mais é que o saldo restante após o desconto do pagamento dos compromissos (fluxo de caixa operacional).

Assim, pode-se afirmar que o gestor trabalha com duas projeções: uma projeção mais imediata e outra projeção mais longa. Os gráficos do fluxo de caixa produzidos nos relatórios de controle permitem que o gestor possa acompanhar o comportamento financeiro da empresa e descobrir se sua expectativa será ou não confirmada.

Caso seja confirmada, o gestor poderá planejar o investimento de seu lucro! Caso não seja, poderá se preparar e planejar para socorrer a empresa financeiramente.

Tudo sob controle

Como pudemos observar no artigo de hoje, o fluxo de caixa é um recurso importante para que o gestor possa conhecer a real situação financeira de sua empresa e, também, se preparar para o futuro.

Contudo, o fluxo de caixa só consegue entregar os resultados descritos quando controlado minuciosamente e com frequência!

O controle das entradas e saídas de sua empresa devem ser feitos rigorosamente e da maneira mais detalhada possível. Informações incorretas, inseridas sem critério e totalmente desatualizadas podem trazer diversos malefícios à empresa.

Como mencionado, uma planilha no Excel bem elaborada pode ser perfeita para pequenas empresas. Porém, o uso de um software de gestão ou de um serviço de gestão online é fundamental para manter a organização do fluxo de caixa de empresas maiores.

 

O futuro da sua empresa está no controle do fluxo de caixa!