Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas

Como lidar com conflitos entre funcionários na empresa?

A gestão de pessoas eficiente é importante para manter a harmonia e a positividade em um ambiente de trabalho.

Isso se deve ao fato de que, por ser composto por pessoas das mais diversas personalidades, o ambiente de trabalho pode se tornar um campo de conflitos em um piscar de olhos.

Qual o papel do gestor diante de conflitos? Como lidar com a situação?

Isso que vamos abordar neste artigo. Confira!

 

Por que os conflitos acontecem?

Aqui em nosso blog, sempre falamos sobre os perfis comportamentais dos colaboradores e como eles influenciam o ambiente de trabalho. Partindo deste princípio, os conflitos dentro das empresas acontecem por um ou mais motivos abaixo:

  1. Reações inflamadas por emoções como frustração, inveja, medo, entre outros. Geralmente, são respostas exageradas a uma solicitação mal interpretada ou pela atenção dada a um colaborador específico.

  2. A inobservância dos valores da empresa e da ética profissional, como a falta de responsabilidade e respeito com os demais.

  3. A inabilidade de separar problemas pessoais do ambiente de trabalho. A ansiedade e descontentamento acabam sendo descontadas nos colegas.

  4. Insatisfação com a empresa (salário, benefícios, trabalho em si).

  5. Falta de reconhecimento e valorização pessoal e profissional.

Vale ressaltar que o momento em que o conflito ocorre significa a gota d`água de uma situação. Isto quer dizer que a situação desconfortável já estava acontecendo durante algum tempo e é bem provável que tenha passado despercebida pelo gestor.

Por este motivo, a responsabilidade do conflito não é apenas da incapacidade momentânea de o colaborador controlar suas emoções, mas também de uma gestão de pessoas mais aprimorada.

 

Como evitar e lidar com conflitos entre colaboradores

No caso dos conflitos, a prevenção é muito importante. Porém, o que é possível fazer para prevenir algo intangível?

O gestor de pessoas deve fazer o que estiver ao seu alcance para manter o ambiente de trabalho pacífico e harmonioso. Isso se consegue por meio de relações transparentes entre empresa e colaboradores.

Além disso, é preciso ensinar com o próprio exemplo. Por isso, gestor deve praticar e exigir a ética e o respeito entre os colaboradores, bem como dar oportunidade para que possam desabafar sobre algo que lhes desagrada no trabalho ou até em suas vidas pessoais que esteja afetando o rendimento.

Outro ponto importante é ouvir as sugestões dos colaboradores para melhorar a qualidade de vida no trabalho.

Se o conflito surgir, mesmo com todos estes cuidados, o gestor deve esclarecer quaisquer desentendimentos imediatamente, com calma e tranquilidade. Pense que de gota em gota, em algum momento a água transbordará. Esta é a analogia que descreve o conflito.

Ao perceber que o problema pode se tornar algo mais acalorada, o gestor deverá convocar os envolvidos e ter uma conversa franca com o intuito de solucionar o problema. Muitos conflitos ocorrem quando as partes não conseguem enxergar a resolução de seus desentendimentos.

O gestor deve, ainda, ter a capacidade de enxergar o lado bom do conflito e promover treinamentos pertinentes que ajudem seus colaboradores a desenvolverem a inteligência emocional.

As pessoas são únicas e possuem desejos e expectativas próprias. Por esse motivo, conflitos estão propensos a acontecerem. Cabe ao gestor intervir antes que o problema se torne algo que possa prejudicar a todos.