Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas

Como fazer uma planejamento financeiro para sua empresa?

O planejamento financeiro de uma empresa é o que determina seu tempo médio de vida e seu sucesso. Por este motivo, é algo que precisa ser feito com extremo cuidado e capacidade estratégica.

Trabalhar muito e esperar que os resultados apareçam não é o suficiente para manter a estabilidade financeira empresarial. O planejamento das finanças tem papel fundamental para que a empresa se desenvolva cada vez mais.

Separamos abaixo cinco dicas para ajudá-lo a elaborar um planejamento financeiro eficiente para a sua empresa e, assim, ganhar um respiro para determinar estratégias de mercado.

Acompanhe!

 

1. Planejamento financeiro: quanto antes melhor, mas nunca é tarde para se fazer um

O planejamento financeiro tem início antes mesmo da empresa existir. Porém, na prática, sabemos que muitas empresas surgem por necessidade ou oportunidade, mesmo sem dedicar tempo a isso.

A boa notícia é que, mesmo que a sua empresa já esteja a pleno vapor, mas ainda não tem um planejamento financeiro, este é o momento para fazê-lo.

Além dos gastos fixos da empresa (água, luz, telefone, internet, entre outros), o gestor precisa pensar na folha de pagamento e na carga tributária que a empresa precisa cumprir mensalmente.

Assim, o ideal é que o planejamento financeiro seja anual. Isto significa que por volta de setembro, é preciso organizar o planejamento para o ano seguinte, mas se não o fez ainda, pode começar agora.

O primeiro passo é calcular, mesmo que seja na base da estimativa, o quanto a empresa irá gastar e receber no ano, levando em consideração as entradas e saídas dos últimos anos. Como estamos em um período de instabilidade econômica no país, encare seu planejamento financeiro com os pés no chão para que não seja surpreendido.

 

2. Se precisar, peça ajuda a um especialista

O planejamento financeiro requer experiência, estratégia e habilidade, pois é algo repleto de detalhes e particularidades. Por este motivo, se achar necessário, solicite a ajuda de um especialista na área.

Um consultor financeiro, por vivenciar esta questão diariamente e estar atualizado com as principais tendências econômicas do Brasil e do mundo, poderá contribuir com uma visão mais ampla do cenário econômico, bem como sugerir soluções práticas, importantes e que poderão economizar recursos para a empresa.

Além disso, ele poderá indicar os melhores investimentos em curto, médio e longo prazo à empresa.

 

3. Atualize-se com as suas movimentações diárias

Conheça profundamente a rotina financeira da sua empresa. Saiba o quanto entra e sai no caixa, quais os investimentos ativos no momento, sua carga tributária, o valor da folha de pagamento, entre outros.

A partir deste conhecimento, você poderá identificar os setores que devem ser enxugados, os que devem ser expandidos e o que fazer para economizar mais no dia a dia.

O gestor poderá usar um software de gestão financeira para ajudá-lo com isso ou mesmo usar a boa e velha planilha para controlar a movimentação. Apenas lembre-se de manter a planilha atualizada.

 

4. Proponha metas financeiras

Quando falamos em metas financeiras, logo vem à mente as metas de vendas ou lucro que a empresa deve atingir em um determinado período. Sim, isto é extremamente importante, mas não o suficiente.

Organizar ações e estabelecer metas para economia no ambiente de trabalho também são importantes para o planejamento financeiro. Um exemplo disso é determinar uma meta para reduzir os custos fixos em 15% em um determinado período ou aumentar a participação da empresa no mercado em 10%.

Outras metas como pagar as contas em dia, terminar o ano com saldo positivo são igualmente importantes para o planejamento financeiro. Avalie o cenário atual da sua empresa e determine as metas de acordo com as suas necessidades.

 

5. Seja flexível e ajuste suas estratégias

Após conhecer seu cenário atual a fundo e traçar suas estratégias, esteja aberto para imprevistos e mudanças ao longo do caminho. Finanças é algo que exige jogo de cintura, portanto, ser rígido em relação aos seus planos pode colocar a estabilidade financeira de sua empresa em risco.

Seja flexível, esteja atualizado com o mercado financeiro, aproveite as oportunidades e se proteja contra ameaças. Seu planejamento financeiro será um sucesso!