Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas
gestão da terceirização

Como fazer a gestão da terceirização de mão de obra?

A força de trabalho nem sempre é composta por profissionais contratados por meio de CLT em uma empresa. É cada vez mais comum as empresas optarem por terceiros, seja para suprir esforços em projetos, para diversificar a equipe, para atender às demandas esporádicas ou situacionais ou para solucionar questões de serviços de base. E a gestão da terceirização de mão de obra é outra necessidade das empresas brasileiras, já que há implicações legais e financeiras.

O que é a gestão da terceirização?

A terceirização de mão de obra não é uma novidade. Sempre houve no mercado empresas que buscam suprir as suas necessidades terceirizando, seja serviços ou funcionários. E desde 2017, com a minirreforma trabalhista, terceirizar no Brasil se tornou mais fácil e prático.

Além disso, a terceirização se expandiu. Se antes era mais comum terceirizar apenas profissionais de limpeza, atendimento, divulgação e segurança, por exemplo, vários outros segmentos contam com profissionais terceirizados. É importante, no entanto, ter boas práticas de gestão de suas atividades mesmo sob o controle e o acompanhamento de outra empresa.

Vantagens da terceirização e requisitos de gestão

Veja a seguir algumas vantagens de contratar terceiros, que podem ser também critérios na gestão da terceirização:

Melhora na qualidade dos serviços – É possível terceirizar atividades de apoio ao negócio, isso é, que não estão diretamente vinculadas às atividades da empresa, mas que são importantes, como a de limpeza e de segurança.

Uma vantagem é contratar fornecedor especializados nesses campos, com a possibilidade de serviços de alta qualidade. A empresa contratante é especialistas em todas as etapas terceirizadas e contrata aqueles profissionais que têm know-how e conhecimentos técnicos diferenciados, capacitados para exercer as atividades previstas com excelência.

Ausência de vínculo empregatício – Esta é uma grande vantagem do processo de terceirização, pois reduz os custos nas contratações. Desde 2017, com a publicação da Reforma Trabalhista através da Lei n.º 13.467, foi liberada no Brasil a terceirização de mão de obra ampla e irrestrita, sem configuração de vínculo empregatício.

Se antes os trabalhadores terceirizados só podiam desempenhar atividades-meio, como recepção, jardinagem, limpeza e segurança, agora podem exercer qualquer função, até mesmo a atividade principal da empresa contratante.

Isso significa que a empresa poderá contratar diferentes categorias de colaboradores por meio da terceirização, sendo responsabilidade da empresa contratada as obrigações trabalhistas. Isso reduz também o tempo na hora de contratar.

Redução de gastos – A terceirização traz como benefícios a terceirização de gastos, o que impacta na gestão do negócio. Custos como contratação, demissões, treinamento, captação, recrutamento e seleção e até a gestão de pessoas ficam a cargo da empresa contratada, e não da empresa contratante. Além disso, custos financeiros com salários, seguros, férias e benefícios não recairão sobre o contratante, e nem essa gestão de documentos.

Segurança na contratação – Outra vantagem é obter maior segurança na contratação de profissionais, já que ao ter falhas no processo de contratação, podem efetivar conflitos e comprometer a marca empregadora. Contudo, ao contratar uma empresa terceirizada, cabe a empresa contratada assegurar todas as informações sobre o funcionário, testar as suas habilidades e cumprir as normas e requisitos de segurança necessários.

Priorização de investimentos – Ao terceirizar colaboradores e fazer a devida gestão da terceirização de mão de obra, a empresa pode garantir diferenciais competitivos importantes, pois há uma redução da sobrecarga de trabalho e de gastos com estes funcionários. Além de permitir investimentos em outras áreas, o gestor pode realizar uma divisão mais justa e adequada das responsabilidades. Os funcionários fixos e terceirizados serão direcionados a tarefas mais importantes e de forma mais planejada.

Facilidade de substituição – Não há simples a contratação e demissão de funcionários pelo modelo CLT, e também não é barato. Quando um funcionário precisa ser substituído, há todo um processo a ser cumprido rigorosamente dentro da lei, e nem sempre há o tempo útil para que a produtividade não fique comprometida.

Sobrecarga dos demais colaboradores, gastos e burocracia com desligamento, novo recrutamento e seus gastos, contratação e treinamento do novo profissional: todas estas são barreiras à produtividade. Com a contratação de uma empresa especializada em terceirização, boa parte destes problemas são supridos.

Controle de ponto

Boas práticas de gestão da terceirização

Vejamos a seguir algumas práticas que podem otimizar a gestão da terceirização:

  • Opte por uma ferramenta de gestão digital – Assim como o RH possui recursos de software de gestão, há algumas ferramentas que possuem a funcionalidade para gerir os terceirizados. Há ainda alguns softwares específicos para este caso. É importante integrar todas as informações do pessoal contratado nesta modalidade, para ter uma gestão mais enxuta e ágil.
  • Verifique a regularidade da contratação dos funcionários – Faça um levantamento sobre quem são as empresas que terceirizam e qual a relação destas com os colaboradores contratados e que serão terceirizados. Busque saber se há pendências financeiras, judiciais, se está quite com o pagamento de tributos, como INSS e FGTS, entre outras informações.  Além de ser importante para o colaborador, é essencial para a sua empresa, para que ela não seja acusada de descumprimento de leis trabalhistas. Caso os trabalhadores processem a empresa, o seu estabelecimento também terá que responder na justiça.
  • Inteire-se sobre os serviços prestados – Pesquise sobre os serviços que são disponibilizados pela terceirização e quais a sua empresa necessita contratar – limpeza, segurança, atendimento ao público, etc. Realizar um contrato centralizado, com apenas uma empresa pode ser uma saída interessante e mais econômica.
  • Pesquise a opinião de outros clientes – Os clientes são um bom termômetro para a contratação. Verifique qual é a experiência das pessoas, como é o atendimento e quais foram os resultados obtidos. Pesquisar sobre a reputação das empresas em redes sociais e em plataforma de opinião de usuários também é uma dica.
  • Fique atento ao contrato – Após a primeira experiência, com o contato inicial, é hora de fechar negócio para que a prestação tenha início. Avalie muito bem todas as condições de contrato – quantidade disponibilizada de funcionários, a carga horária e os valores. Observe se há cláusulas para a substituição do colaborador e como é possível expandir a equipe.

Veja também: RH na indústria: Quais são as principais rotinas e vantagens?

Gostou das dicas sobre gestão da terceirização da mão de obra? Deixe o seu comentário e compartilhe estas dicas em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo