Pessoas em uma manifestação, representando o Manifesto Ágil

Manifesto Ágil

Conheça os valores e princípios apresentados pelo Manifesto Ágil,  que norteiam até hoje a aplicação das metodologias ágeis na gestão de projetos. 

Se você trabalha na gestão ou na execução de projetos, provavelmente já ouviu falar dos métodos ágeis, e até aplica alguns deles, como o Scrum, Kanban, XP e FDD.

Apesar de serem vistos como metodologias ágeis, essas ferramentas precisaram passar por um importante momento, onde ganharam um direcionamento em comum, com discrição que valores e princípios que norteiam sua execução de maneira benéfica.

Esse momento crucial foi a publicação do Manifesto Ágil, que apesar de ter sido escrito por desenvolvedores de software, pode ser aplicado em diversas áreas, seja no desenvolvimento de produtos físicos ou digitais.

Quem criou e como foi escrito o Manifesto Ágil?

O Manifesto Ágil foi criado por 17 desenvolvedores de software que compartilham pensamentos em comum sobre a forma que novas tecnologias devem ser desenvolvidas.

O manifesto nasceu de um encontro no estado de Utah, Estados Unidos, no ano de 2001, cuja finalidade era discutir os chamados na época, métodos leves, e aquilo que impediam a sua aplicação, como a burocratização dos processos e a estrutura vertical de decisões.

Entre os participantes estavam aqueles que aplicam alguns métodos leves e outros que os inventaram, como Jeff Sutherland, conhecido como o inventor do Scrum.

Apesar de algumas ferramentas já estarem sendo aplicadas para facilitar o trabalho das equipes e para entregar o melhor produto possível para o cliente, eles perceberam faltar algo que justificasse o emprego dessas ferramentas ao invés das usuais, consideradas burocráticas.

Foi aí que surgiu a ideia do desenvolvimento de um manifesto, que começou a ser escrito a partir dessa reunião, sendo publicado ainda em 2001 com o título de Agile Manifesto.

O que diz o Manifesto Ágil?

A principal mensagem do Manifesto Ágil é que o trabalho deve ser facilitado ao máximo, eliminando burocracias, planejamentos que não saem do papel e tarefas longas. Sendo que essas etapas devem ser cumpridas sempre com foco no cliente. 

Para que fosse mais fácil de ser entendido e replicado, e também ganhasse o teor de um manifesto, o documento apresenta 4 valores principais que representam os métodos ágeis e 12 princípios que guiam a sua implementação. 

Quais são os 4 valores do Manifesto Ágil?

Os 4 valores trazidos pelo Manifesto Ágil são:

1 – Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas;

2 – Software em funcionamento acima de documentação abrangente;

3 – Colaboração com os clientes acima de negociação de contrato;

4 – Responder às mudanças acima de seguir um plano.

Agora que você já conhece os valores do Manifesto Ágil, confira um pouco mais sobre cada um deles:

Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas

Os processos e ferramentas devem ser o mais simples possível, priorizando a comunicação entre a equipe e os clientes para que problemas sejam identificados e solucionados.

Um exemplo da aplicação desse princípio são as reuniões constantes para definir os Sprints, que fazem parte da metodologia Scrum

Software em funcionamento acima de documentação abrangente

O melhor indicador de que um trabalho foi executado é ter o produto em funcionamento, essa deve ser a primeira etapa do projeto.

Toda documentação e melhorias devem ser aplicadas depois, caso contrário o projeto corre o risco de falhar, justamente por gastar muita energia em etapas preliminares que não são a sua execução.

Colaboração com os clientes acima de negociação de contrato

A satisfação do cliente faz parte do desenvolvimento do seu projeto, por conta disso, ele deve andar com você, fazendo parte das melhorias e colaborando com o time de desenvolvimento.

Responder às mudanças acima de seguir um plano

Uma das principais premissas do Agile Thinking é a abertura para constantes mudanças. Projetos engessados correm mais risco de dar errado e não corresponder às expectativas do público.

Esteja preparado para realizar mudanças constantes em seu produto, conforme os feedbacks dos usuários e a dinâmica do mercado. 

12 princípios do Manifesto Ágil

Além dos valores que representam os métodos ágeis, 12 princípios trazidos pelo Manifesto Ágil permitem sua implementação:

  1. A maior prioridade está em satisfazer o cliente por meio da entrega adiantada e contínua de software de valor;
  2. Mudanças de requisitos são bem-vindas, mesmo em fases tardias do desenvolvimento.
  3. Entregar software em funcionamento com frequência, desde a cada duas semanas até a cada dois meses, com uma preferência por prazos mais curtos.
  4. Tanto pessoas relacionadas a negócios como desenvolvedores devem trabalhar em conjunto, diariamente, durante todo o curso do projeto;
  5. Para construir projetos ao redor de indivíduos motivados, é preciso dar a eles o ambiente e o suporte necessários, confiando que farão seu trabalho;
  6. O método mais eficiente de transmitir informações tanto externas como internas para um time de desenvolvimento é por meio de uma conversa cara a cara;
  7. Um software funcional é a medida primária de progresso;
  8. Processos ágeis promovem um ambiente sustentável, com patrocinadores, desenvolvedores e usuários sendo capazes de manter passos constantes;
  9. A contínua atenção à excelência técnica e ao bom design aumenta a agilidade;
  10.  Fazer algo simples é dominar a arte de maximizar a quantidade de trabalho que não precisou ser feito;
  11.  As melhores arquiteturas, os requisitos e os designs emergem de times auto organizáveis;
  12.  Em intervalos regulares, o time reflete em como ficar mais efetivo, então, se ajustam e otimizam seu comportamento de acordo.

Legado do Manifesto

Mais de 20 anos após a sua publicação, o Manifesto Ágil continua deixando o seu legado, fazendo com que cada vez mais empresas apliquem os métodos ágeis em sua estrutura e na gestão de projetos.

A principal vantagem desses métodos, quando aplicados conforme os valores e princípios do manifesto, são a possibilidade de apresentar aos consumidores produtos desenvolvidos em menor tempo, mas com alto índice de satisfação, além do aumento da saúde interna do negócio, com colaboradores envolvidos na tomada de decisões.

Grandes empresas já assumiram que usam os métodos ágeis como o Google e a Apple, porém, além delas, outras ferramentas que também fazem parte do nosso dia-a-dia também tem os seus princípios facilmente percebidos.

Entre essas ferramentas estão o Ifood, a Netflix e o Airbnb que tem a satisfação do usuário e o desenvolvimento de soluções rápidas como seu principal norte.

Continue sua imersão no mundo das metodologias ágeis

Trazendo benefícios notórios para o desenvolvimento dos produtos, a satisfação dos clientes e manutenção da saúde do ambiente interno da empresa, os métodos ágeis requerem tempo e dedicação para serem implementados.

Porém, a importância dada a materiais como o Manifesto Ágil por tantos anos reforça os benefícios trazidos por esses métodos.

Acompanhe outros conteúdos sobre gestão de projetos no blog da OiTchau e se conecte com as metodologias ágeis.

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau