Mãos de colaboradores unidas sobre os seus instrumentos de trabalho, notebooks e cadernos, representando a colaboração, um dos pilares do Agile Thinking

Agile Thinking

Você considera os métodos da sua empresa engessados, com processos que mesmo dando errado dificilmente são modificados? É isso mesmo que a metodologia Agile Thinking pretende mudar.

Conheça esse método que procura modificar a forma de pensar e executar a gestão de projetos, tomando decisões de maneira rápida e com base na opinião dos clientes.

Nesse artigo você vai conferir o que é Agile Thinking, como ele pode ser aplicado e quais metodologias complementares também podem ser agregadas a ele, boa leitura!

O que é Agile Thinking?

O método Agile Thinking – Pensamento Ágil em uma tradução livre – é uma ferramenta que permite que mudanças em projetos internos aconteçam de maneira rápida, frequente e com leveza.

Para as mudanças acontecerem dessa forma é necessário que os colaboradores e a empresa assumam duas características principais: o espírito colaborativo, onde todos contribuem com ideais, e o aprendizado iterativo.

Iterativo é aquilo que acontece várias vezes repetidamente, ou seja, as mudanças e os testes farão parte do trabalho usual da empresa e não acontecerão apenas esporadicamente.

Para que você fixe melhor o conceito do Agile Thinking, pense no que faz o corpo ou a mente ágeis.

O corpo ágil consegue mudar o centro de gravidade sem perder o equilíbrio, enquanto a mente ágil muda de raciocínio sem perder a lógica.

Por tanto, o método Agile faz com que o direcionamento e as etapas que compõem um projeto mudem constantemente, mas sem perder o foco no objetivo da solução e na experiência do cliente.

Como aplicar o Agile Thinking?

Agora que você já sabe o que é o Agile Thinking, confira dicas que vão facilitar a sua implementação na empresa:

Priorizar indivíduos acima das ferramentas

Umas das bases do Agile Thinking é a priorização das pessoas acima das ferramentas que serão utilizadas durante a concepção e execução do projeto.

Essa dica passa pela plena abertura a ideias e a comunicação constante, reforçando o aspecto colaborativo do método.

Os colaboradores devem ter a sua palavra considerada, facilitando o direcionamento do projeto e evitando que ferramentas inúteis para o desenvolvimento da ideia sejam utilizadas.

O caso contrário dessa forma de trabalho são as empresas que mantêm linhas de produção para a execução de seus projetos, dificultando a comunicação dos profissionais e não flexibilizando a concepção de novas ideias que podem poupar tempo e dinheiro.

Colocar a solução em funcionamento ao invés de produzi-la no final do planejamento

A nova geração de startups aplica constantemente esse conceito. Ao invés de fazer um planejamento longo, onde a solução, que pode ser um software ou um produto, será desenvolvido apenas em seu final, ele será construído no começo.

Isso fará com que todas as etapas após ele sejam realizadas pensando em seu aprimoramento perante o objetivo, as funcionalidades, e expectativa com o público.

Essa parte do Agile Thinking vem de encontro com o conceito de terminar projetos ao invés de colocar vários em prática, que serão posteriormente eliminados pela burocracia e sequer chegarão na fase de desenvolvimento.

Contato com os clientes acima dos contratos

Os contratos feitos com fornecedores, e principalmente os de palavra, realizados entre os setores e diretoria, devem vir abaixo do contato com os clientes.

No Agile Thinking não existe decisão, que impacte diretamente no desenvolvimento do projeto, que não possa ser modificada.

Essa modificação irá acontecer conforme os pontos de melhoria que os clientes apontarem, facilitando o desenvolvimento da solução de maneira flexível e de acordo com o público.

Se guiar pelas mudanças antes do planejamento

Assim como os contratos, lembre-se de que as mudanças vêm antes do planejamento. Durante a concepção e a gestão de projetos, um planejamento será criado para facilitar o seu andamento.

Porém, toda equipe deve saber que esse planejamento pode mudar rapidamente, conforme a solução evolui e os clientes contribuem com ela.

Metodologias que fazem parte do Agile Thinking:

Além das etapas que compõem o Agile Thinking, outras metodologias podem auxiliar em sua aplicação, confira algumas delas:

Scrum

O Scrum é a divisão do projeto em várias etapas, normalmente chamadas sprints, que terão uma a 4 semanas para serem realizadas.

A metodologia se organiza a partir do detalhamento de cada etapa, priorizando a realização daquelas consideradas mais importantes, e que por consequência receberão maior detalhamento em suas descrições.

Cada Sprint definido pelo Scrum terá em sua descrição, além do tempo para conclusão, os colaboradores que ficarão responsáveis por sua realização e o profissional que fará o papel de gestor.

Design Thinking

O Design Thinking é uma etapa crucial do método Agile, é partir dele as dificuldades dos clientes serão transformadas em benefícios dentro da solução. 

A metodologia é responsável por identificar essas dificuldades para apontar os produtos novos que podem ser criados e as ideias que podem ser implementadas dentro dos já existentes.

UX

O UX – User Experience ou Experiência do Usuário, anda de mãos dadas com o Design e o Agile Thinking.

A partir dele, as interações dos usuários com o produto e soluções serão estudadas de maneira a revelar suas motivações, ansiedades e padrões de comportamento, informações que serão inseridas na produção do projeto.

A metodologia tem como objetivo a criação de soluções que sejam além de úteis para o público, desejadas por ele.

Alguns cases notórios de UX comprovam a efetividade do método, como os dados levantados por Joseph Toth, consultor de UX da Pfizer.

Um desses dados afirma que a escolha de um tom de azul específico, agradável para o público, representou um crescimento anual de 80 milhões de dólares na receita do Bing.

Continue aprimorando sua gestão de projetos

Como você viu, o Agile Thinking é um método que pode acelerar a criação de projetos, ao mesmo tempo que desenvolve a equipe e considera a opinião e os padrões dos consumidores.

Continue aprimorando a sua gestão de projetos a partir do conhecimento sobre metodologias inovadoras, confira outros conteúdos como esse no blog da OiTchau.

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau