homem trabalhando em uma mesa de sua casa.

Investimento em auxílio home office cresce

Alguns auxílios ofertados pelas empresas são popularmente conhecidos, como o vale-alimentação e o vale-transporte. Eles têm como finalidade o maior cuidado com os colaboradores, proporcionando uma melhor experiência.

Recentemente outro tipo de benefício passou a crescer exponencialmente, o auxílio home office. Sabendo disso, elaboramos esse artigo para que você possa tirar todas suas dúvidas sobre ele. Boa leitura!

O que é auxílio home office?

O auxílio home office é um benefício que tem como finalidade o custeamento de gastos do profissional ligado à sua atuação em ambiente externo ao da empresa.

As necessidades podem variar conforme o papel desempenhado pelo colaborador, mas, normalmente uma pessoa que trabalha em home office precisa contar com:

  • Internet de boa qualidade, proporcionando uma atuação ágil, condizente ao que aconteceria caso o profissional estivesse em um escritório;
  • Espaço adequado, idealmente um cômodo, mas caso isso não seja possível, uma mesa de trabalho e cadeira confortáveis;
  • Computador e outros materiais essenciais para o trabalho como segundos monitores, teclados e tablets;
  • Meios para pagar o gasto de luz e internet relacionados ao trabalho.

Logo, o auxílio home office visa cobrir total ou parcialmente os gastos dos colaboradores com essas despesas e outras que se fizerem necessárias.

O que explica o aumento do investimento nesse benefício?

O aumento do oferecimento do auxílio home office se deu principalmente por conta da pandemia da Covid-19.

Com o afastamento dos trabalhadores de seus ambientes de trabalho, as empresas vislumbram a oportunidade de aplicar em maior número o desempenho das funções à distância.

Mesmo com a posterior volta da permissão de execução das atividades presenciais, muitas empresas continuaram aderindo o home office, fechando inclusive seus escritórios.

Outras decidiram ser mais moderadas, implementando o trabalho híbrido.

Independente do modelo escolhido, ambos fizeram o número de trabalhadores atuando externamente crescer, o que por consequência fez as empresas buscarem por formas de garantir que mesmo longe o desempenho fosse bom.

Uma delas é justamente oferecendo aos profissionais o auxílio home office.

Qual é a importância desse auxílio?

A principal importância do auxílio home office é a proporção de um ambiente de trabalho adequado.

Imagine o seguinte cenário, um profissional que antes atuava em um escritório com cadeira e mesa adequados e um computador que atendia suas funções passa a trabalhar de casa.

Porém, seus móveis são desconfortáveis e o seu computador pessoal não oferece o mesmo desempenho, dificultando o trabalho.

Logo, esse profissional terá a sua produtividade comprometida e também poderá passar a ter uma visão negativa da empresa, caso tenha que custear através do seu salário os equipamentos adequados.

O auxílio home office possui alguma desvantagem?

Se você enxergar o auxílio home office como mais uma despesa, sim, isso pode ser uma desvantagem.

Porém, uma empresa que tem como foco o cuidado com seus colaboradores e a proporção de meios para que eles sejam o mais produtivo o possível, gerando bons resultados, enxergará esse auxílio como um investimento.

O auxílio é obrigatório?

Não, o auxílio home office não é obrigatório, porém a forma como ele ocorre está prevista na CLT, mesmo que indiretamente, confira o que diz a lei:

“Artigo 75-D: As disposições relativas à responsabilidade pela aquisição, manutenção ou fornecimento dos equipamentos tecnológicos e da infraestrutura necessária e adequada à prestação do trabalho remoto, bem como ao reembolso de despesas arcadas pelo empregado, serão previstas em contrato escrito.

Art. 457: Compreendem-se na remuneração do empregado, para todos os efeitos legais, além do salário devido e pago diretamente pelo empregador, como contraprestação do serviço, as gorjetas que receber.

2o As importâncias, ainda que habituais, pagas a título de ajuda de custo, auxílio-alimentação, vedado seu pagamento em dinheiro, diárias para viagem, prêmios e abonos não integram a remuneração do empregado, não se incorporam ao contrato de trabalho e não constituem base de incidência de qualquer encargo trabalhista e previdenciário.”

Por tanto, a empresa que decidir instituir o auxílio home office não deve o pagar junto ao seu salário, mas sim de forma separada, caso oposto, o benefício passará a sofrer incidência de encargos trabalhistas e previdenciários.

Além disso, o auxílio home office deve constar em acordo para que possa ser válido.

Como usar auxílio home office?

O auxílio home office deve ser utilizado pelo trabalhador como forma de pagar os seus custos com o trabalho remoto, ficando a cargo da empresa solicitar comprovantes para verificar se o valor está sendo destinado corretamente.

Qual o valor da ajuda de custo para home office?

O valor do auxílio home office pode variar conforme as necessidades e a região, porém atualmente as empresas têm implementado um benefício de R$100,00 para que o colaborador pague parte de seus gastos com luz, internet e softwares.

No começo do artigo falamos de gastos com equipamentos como parte do benefício. Atualmente as marcas têm ofertado esses materiais de maneira separada ao auxílio.

Por exemplo, um novo profissional foi contratado pela empresa para atuar em home office, logo o mesmo receberá em sua casa os materiais necessários e outros equipamentos ligados ao seu conforto, como monitores, cadeiras, fones de ouvido e mouse pads.

O auxílio home office anula os outros benefícios?

Não, o auxílio home office não deve idealmente anular outros benefícios.

Existe uma disposição legal que impede que isso ocorra.

Imagine o seguinte cenário, uma empresa possui trabalhadores atuando tanto em home office quanto em seu escritório, logo decide que o vale-refeição passará a ser ofertado apenas para profissionais que atuam presencialmente.

Isso não pode acontecer, pois, representa uma distinção entre os trabalhadores, tendo em vista que o colaborador que está trabalhando em casa também precisa de uma pausa para alimentação que possa ser aproveitada da mesma maneira que o trabalhador que atua presencialmente.

Por outro lado, o vale-transporte é o único benefício que pode ser oferecido de maneira unilateral, apenas para trabalhadores que se deslocam até a empresa. 

Como implementar o auxílio em sua empresa:

  • Defina qual será o valor do benefício, como ele será concedido e com o que será gasto;
  • Defina as formas de monitorização do uso do benefício;
  • Inclua no trabalho do RH o acompanhamento das necessidades dos trabalhadores e da satisfação com o auxílio, projetando possíveis melhorias.

Acompanhe outros conteúdos como esse no blog da Oitchau e continue aprimorando os seus processos de gestão de RH.

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau