Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas

Como calcular comissão de colaboradores?

Não é segredo algum que proporcionar maneiras de os colaboradores ganharem mais do que seus salários é excelente para mantê-los motivados. Com a promessa de ganhos extras, eles buscam formas de inovar suas tarefas diárias, o que também pode trazer inúmeros benefícios à empresa!

No entanto, implantar a prática de comissões requer planejamento: é preciso estabelecer regras para que o benefício se torne algo vantajoso para ambas as partes e cumpra o seu papel de incentivador.

Aprenda abaixo como calcular comissões corretamente. Confira!

 

Qual o melhor tipo de comissionamento?

Há várias maneiras de implantar comissões em sua empresa. O primeiro passo é determinar qual o melhor tipo de comissionamento de acordo com sua cultura organizacional!

Acompanhe abaixo os três tipos principais de comissionamento:

 

1. Comissionamento por venda (percentual fixo)

Neste tipo de comissionamento, o colaborador ganha um percentual fixo sobre o valor total das vendas que concluiu durante um determinado período (geralmente dentro de um mês).

Este tipo de modelo é, sem dúvidas, o mais adotado nas empresas: primeiro, porque é relativamente fácil de ser implantado e, também, porque a empresa consegue acompanhar o desempenho do colaborador com mais facilidade.

Porém, é preciso ficar de olho. Com o passar do tempo, os colaboradores tendem a se acomodar. Por esse motivo, essa forma de comissionamento precisa ser reinventada constantemente!

Uma forma de manter a equipe motivada é oferecer um percentual extra ou um prêmio, como uma viagem, ao vendedor que fechar o maior número de vendas no mês. A criatividade pode ser a aliada dos gestores.

2. Comissionamento por lucratividade

Este tipo de comissão é semelhante ao anterior, com a diferença que o valor da comissão não está relacionado ao valor da venda, mas sim, ao valor da margem de lucro que a empresa atingiu.

A vantagem deste tipo de comissionamento é que os gestores conseguem projetar o quanto poderão repassar aos colaboradores com a tranquilidade de não afetar a saúde financeira da empresa.

3. Comissionamento por faturamento

Aqui o gestor paga comissão aos colaboradores de acordo com o faturamento do mês anterior, independentemente se as vendas foram realizadas à vista ou por meio de parcelamento.

Este modelo de comissionamento possui uma variação: no caso de compras parceladas, a comissão só é paga quando a empresa receber os valores. Neste caso, os gestores conseguem controlar melhor o fluxo de caixa da empresa, evitando contratempos financeiros.

 

Controlar o recebimento das comissões é a chave do sucesso

O ponto principal ao decidir por implantar um plano de comissionamento na empresa é controlar as vendas e os recebimentos com muita atenção para evitar que a medida não se torne um problema para a empresa.

Um maneira de evitar erros e cálculos errados é utilizar softwares de vendas disponíveis no mercado que facilitam a rotina de acompanhamento de vendas, garantindo máxima precisão na consolidação dos números do período!

Outro erro de muitos gestores é implantar o comissionamento sem se atentar ao limite do que pode ser repassado ao colaborador sem prejudicar a saúde financeira da empresa.

Portanto, é preciso ser criterioso ao conceder as comissões: não apenas o valor das vendas, mas a qualidade dos negócios fechados e a quantidade por período deverão ser levados em conta!