Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
capacitação interna

Capacitação interna: O que é? Como realizar na sua empresa?

Atualmente, o destaque de uma empresa, serviço ou produto perante o mercado, depende antes de mais nada, do preparo do empregado, o que pode ser feito por meio da capacitação interna ou interna.

Isso porque a boa capacitação profissional, ilustrada em colaboradores que demonstrem pleno conhecimento sobre suas áreas de atuação e, também, pela qualificação e interesse delas no exercício de suas funções.

Essa capacitação, contudo, não se limita ao momento da contratação, onde são analisados currículos, realizadas entrevistas e feita uma escolha de contratação. Isso porque o desenvolvimento profissional deve ser contínuo e, dessa forma, pode e deve ser fomentado pela empresa.

Conheça abaixo o que é a capacitação interna, como ela funciona e como aplicá-la em sua organização!

Entenda o que é a capacitação interna!

A capacitação interna é proporcionada e promovida pela própria empresa. Para isso, o empregador coloca à disposição do empregado ferramentas como treinamentos e materiais específicos que possam auxiliar no seu desenvolvimento profissional.

É essencial para qualquer empresa ter uma equipe que constantemente se renove e busque melhoras em seu campo de atuação sempre que possível.

A melhor forma de garantir tal esses aspectos, que nada mais são do que elementos da capacitação, é necessário o acompanhamento atencioso pela empresa, garantindo que o empregado e sua equipe estejam no caminho certo de seu pleno desenvolvimento profissional.

A capacitação, por sua vez, pode ser feita de duas formas. Pela capacitação interna, que acontece dentro do ambiente empresarial, com a disponibilização de cursos e treinamentos direcionados para cada segmento.

A capacidade externa, que, conforme já indicado ou nome, é feita de maneira externa na empresa, ou seja, por motivo apenas o interesse e o envolvimento do empregado que, recupera da empresa, busca se aprimora com, por exemplo, formações acadêmicas, realizações de cursos e outros.

Quais são as vantagens da capacitação interna?

A primeira coisa que você deve ter em mente ao pensar sobre capacitação dos colaboradores é que essa não é feita apenas de forma externa à empresa.

Dessa forma, a busca por funcionários com capacidade profissional e desenvolvimento mais elevado não é a única maneira de garantir que sua empresa esteja atrelada a um funcionário de qualidade.

Pelo contrário, esse busca de maneira externa à empresa e a necessidade constante de um profissional mais desenvolvido pode levar, em verdade, ao aumento da rotatividade do setor, ou seja, na freqüência de troca de funcionários, em que alguns saem para dar lugar a outros.

Evita a rotatividade na empresa

Aliás, a rotatividade, por si só, causa diversos prejuízos ao empregador, que além de ter que dedicar constantemente parte do seu tempo para avaliar novas contratações, analisar currículos e realizar entrevistas, ainda deverá despender tempo precioso que poderia ser aplicado em suas atividades para ambientar o novo colaborador na empresa.

Ou seja, a rotatividade é permeada não só pela necessidade de gasto de mais tempo e recursos para encontrar um novo colaborador como também pelo desperdício de ainda mais tempo e recursos que serão aplicados a fim de integrar esse novo empregado às suas funções e à nova equipe.

Dessa forma, ao capacitar um funcionário que já esteja dentro da sua empresa e que apresente um bom trabalho (mesmo que ainda não esteja no nível desejado por você), é possível diminuir a rotatividade e valorizar os colaboradores que já o acompanham e conhecem suas operações.

Busca por talentos dentro da própria empresa

Além disso, a capacitação interna profissional também pode ser aplicada para a busca de talentos profissionais não apenas fora da empresa, mas também internamente.

Dessa forma, ao invés de buscar profissionais que já entendam perfeitamente do assunto e cheguem prontos para desenvolver as atividades da empresa, deve-se considerar procurar por um talento que já esteja presente dentro de suas operações e, dessa forma, treiná-lo para exercer sua função (ou outra função) com mais qualidade.

Ainda, essa capacitação é interessante também diante do fato de que o empregado que está sendo capacitado pela própria empresa já conhece alguns detalhes do funcionamento desta e, portanto, poderá focar totalmente os conhecimentos adquiridos nas operações às quais se destina.

Motiva os colaboradores

 Em terceiro lugar, a capacitação interna também é interessante diante do fato de que ela auxilia a aumentar a motivação dos colaboradores. Isso se explica por diversos motivos.

Dentre eles é possível citar que o investimento do empregado nos próprios funcionários e não na busca de novos que possam substituí-los, por si só, auxilia no aumento da auto-estima da equipe e no sentimento de valorização.

Competitividade interna e saudável do colaborador

Por fim, como última vantagem da capacitação interna citamos o fato de que ela auxilia na melhora da competitividade do trabalhador e, consequentemente, da equipe e da empresa em que está inserida.

O desenvolvimento de toda a empresa permitido pela capacitação interna consolida o conhecimento de todos acerca da empresa, do seu funcionamento e dos aspectos que podem ser melhorados o que, por sua vez, permite que a empresa cresça e se destaque.

Aliás, é impossível ignorar que o investimento em capacitação gera um retorno à própria empresa e aos profissionais que a constituem.

Tal aspecto é ilustrado, por exemplo, pela execução de funções de forma mais rápida, com menor gasto de recursos e maior perfeição técnica. Além disso, a qualidade de atendimento aos clientes é maximizada na medida em que os erros são minimizados.

Esses aspectos, assim, refletem-se no faturamento empresarial a curto prazo e também aumenta a visibilidade da empresa dentro do segmento ao qual ela pertence.

Como realizar a capacitação interna?

Existem vários elementos importantes que podem ser utilizados para promover a capacitação interna.

Primeiramente, o empregador pode oferecer cursos diversos que incluem desde a graduação quanto a especialização e, ainda, cursos de línguas, informática, oratória, entre outros. A empresa, dessa forma, pode optar por oferecer de forma completamente gratuita esses elementos ou, ainda, em custear parcialmente.

O feedback aos empregados também é importante e auxilia no fomento da capacitação interna.

Algo que pode ser interessante nesse aspecto é a contratação pela empresa de um profissional da área de psicologia que possa acompanhar os empregados quando necessário e se disponibilizar a conversar com eles quanto os colaboradores sentirem necessidade disso.

Por fim, investimentos em tecnologia são essenciais para a promoção da capacidade interna.

É essencial, portanto, que a empresa demonstre interesse em capacitar seus funcionários. Essa é a melhor forma de garantir que cada colaborador esteja aprendendo algo relevante para sua área e ajuda no crescimento da empresa.

Veja também: Custo funcionário: Como calcular? Qual a importância?

Gostou das dicas sobre capacitação interna? Deixe o seu comentário e compartilhe estas dicas em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau