Imagem contendo gráficos ao fundo sobre Balanced Scorecard

Balanced Scorecard: O que é, suas vantagens e como aplicar

O Balanced Scorecard é um conceito que já completa 30 anos de existência e que ainda se apresenta como uma ótima estratégia para as empresas. Ele é capaz de analisar o desempenho corporativo em diversas frentes.

Ele atua, então, de modo a melhorar a organização da empresa e o crescimento da corporação. Para isso, considera diversos aspectos, sendo que cada um deles possui seus próprios indicadores de desempenho.

Continue lendo e saiba, hoje, tudo sobre esse conceito e essa metodologia. Desse modo, veja como funciona e como aplicar na sua empresa.

O que é Balanced Scorecard?

Imagem contendo gráficos ao fundo sobre Balanced Scorecard

Balanced Scorecard é a expressão que significa, em português, Indicadores Balanceados de Desempenho. Também conhecida simplesmente como BSC, atua diretamente na gestão e no controle de desenvolvimento empresarial.

Esse é um conceito que surgiu ainda na década de 1990. Essa metodologia de gestão estratégica é de autoria dos norte-americanos Robert Kaplan e David Norton e ela revolucionou a gestão de desempenho no universo corporativo.

Afinal, ela estabeleceu pilares importantíssimos para a análise de uma empresa. Ao falar em desempenho, então, incluiu pilares importantes que não se limitam ao desempenho financeiro e ao de pessoas.

Para isso, então, estabeleceu os pilares indispensáveis. Igualmente, trouxe indicadores de desempenho que podem ser utilizados em cada uma dessas esferas. Desse modo, facilitou uma análise macro que leva em consideração conceitos e frentes diversas.

Em suma, o BSC atua de forma a entender que são vários os pilares necessários ao bom desempenho empresarial. Para isso, então, faz um balanço das informações de cada uma dessas bases e, depois, analisa-as conjuntamente.

Como aplicar o Balanced Scorecard?

Para aplicá-lo é necessário colocar em prática uma série de indicadores. Afinal, são eles que trarão informações sobre o desempenho da empresa em várias frentes. São elas: financeira, aprendizado, clientes e processos internos.

Cada uma dessas esferas conta com indicadores de desempenho próprios. Por isso, é possível que cada um dos pilares do BSC use diversos indicadores que, por sua vez, terão base em inúmeros dados importantes.

A partir deles, então, a empresa pode analisar como anda seu desempenho de um modo geral. Afinal, ao utilizar o BSC ela foca em várias questões que são imprescindíveis para o desenvolvimento e crescimento da própria corporação.

Abaixo, então, confira com mais detalhes cada um desses pilares. Também, veja quais são os indicadores que podem ser utilizados para garantir uma análise completa sobre  o desempenho da corporação.

Mapa estratégico do Balanced Scorecard

Imagem contendo gráficos ao fundo sobre Balanced Scorecard

O Balanced Scorecard, como o nome já indica, depende do balanceamento de indicadores de desempenho. Por isso, são vários os indicadores. Eles se somam e é essa junção que se responsabiliza por apresentar bons resultados para a empresa.

Isto é, crescimento e projetos bem-sucedidos. Nesse sentido, veja que todos os indicadores são importantes. Mas somente haverá um bom balanceamento caso todos eles apresentem bons índices.

Caso um deles (ou alguns deles) não corresponda às expectativas, os demais também são prejudicados. Afinal, não conseguirão, sozinhos, chegar ao patamar e à qualidade que se esperava.

Abaixo, conheça os 4 pilares ou perspectivas do Balanced Scorecard e veja como fazer seu mapeamento.

Financeira

A primeira perspectiva importante para o BSC é a financeira. Ela serve justamente para analisar os objetivos financeiros da organização em curto, médio e longo prazo. 

Dessa forma, ele se dedica à análise do que a empresa espera financeiramente e se as suas estratégias e modo de operação trabalham de modo a facilitar o alcance desses objetivos.

Dentre os indicadores que são relevantes nessa perspectiva estão:

  • Folha de pagamento e seu impacto;
  • Ticket médio da empresa;
  • Retorno sobre investimento (ROI);
  • Demonstração do resultado do exercício (DRE).

Processos internos

Os processos internos são de grande valia para todas as empresas. Afinal, são eles que permitem que haja a entrega das atividades lucrativas da corporação. Por exemplo, eles são responsáveis pela produção de produtos e prestação de serviços.

Também, são eles que podem apresentar novas soluções, agilizar operações e encontrar formas de atuação mais barata e lucrativa.

Portanto, aqui estão em foco os procedimentos que impactam nas ações da empresa, na sua imagem e funcionamento. O objetivo, então, é melhorá-los, o que reflete, por exemplo, na diminuição da rotatividade, no aumento da produtividade e na agilidade.

Assim, dentre os indicadores que são importantes para o Balanced Scorecard aqui estão os seguintes:

  • Efetividade;
  • Produtividade;
  • Tempo de entrega.

São utilizados, para isso, dados e índices do RH, que podem ser obtidos com auxílio de ferramentas importantes baseadas em people analytics.

Aprendizado e crescimento

Continuando com os alicerces e perspectivas do Balanced Scorecard, temos o que se refere ao aprendizado e ao crescimento. Por isso, volta-se especialmente ao capital humano e como ele é gerido e desenvolvido pela empresa.

O RH possui papel importantíssimo aqui. Afinal, é ele quem desenvolve as estratégias de desenvolvimento dos talentos. Isso inclui desde a retenção deles até a obtenção de conhecimento (pela capacitação e experiência), alcance de metas e desempenho.

Sem o capital humano é impossível que uma empresa apresente um bom desempenho em longo prazo. Os colaboradores são parte crucial da corporação e, por isso, devem sempre estar no foco dos gestores a fim de que apresentem o melhor desenvolvimento possível.

Dentre os principais indicadores que se apresentam aqui estão:

  • Avaliação de desempenho;
  • Clima organizacional;
  • Políticas de treinamentos;
  • Educação corporativa;
  • Turnover;
  • Cumprimento de metas.

Clientes

Por fim, o último dos pontos relevantes para uso do Balanced Scorecard diz respeito aos clientes. E é bastante óbvio que eles são parte crucial da análise do desempenho de uma empresa. Sem eles, ela não teria como se manter, eis que são fonte da renda corporativa.

Portanto, é imprescindível que haja a análise do relacionamento que a empresa tem com os clientes. Também, da felicidade da clientela e da satisfação que encontra ao utilizar seus produtos ou serviços.

Confira, assim, alguns dos indicadores de desempenho que são aplicados nessa esfera:

  • Perfil de cliente ideal (ICP);
  • Aquisição de clientes (AC);
  • Retenção de clientes (RC).

Por fim, agora que você já conhece o que é, você entende como utilizar os principais indicadores.

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau