registro de ponto biométrico

Registro de ponto biométrico ainda vale a pena?

O registro de ponto biométrico, ou também conhecido por impressão digital, é um dos modelos para controle de ponto mais populares nas empresas brasileiras. O seu funcionamento é bastante similar ao proposto pelo registro mecânico, com a configuração dos horários de entrada e saída do colaborador sendo estipulada anteriormente pelo departamento pessoal.

Os profissionais que trabalham na administração ou na gestão da área de Recursos Humanos sabem a importância do controle de ponto para fazer o registro das horas trabalhadas pelos colaboradores e, assim, garantir o correto pagamento dos vencimentos de cada um deles. Isso é ainda mais importante em organizações nas quais existem diferentes turnos, ou seja, cada empregado tem uma escala de trabalho distinta.

Entretanto, nos dias de hoje, existem muito métodos para se ter esse controle e é comum que haja dúvidas sobre qual é a melhor modalidade a ser adotada pela empresa.

Sob este contexto, para entender mais aspectos especificamente sobre o ponto biométrico, neste artigo, reunimos algumas informações a respeito. Acompanhe a seguir!

Como funciona o registro de ponto biométrico?

O registro de ponto biométrico executa o controle de entrada e saída dos colaboradores por meio da leitura de uma digital cadastrada. Na prática, ao início e término do seu expediente diário, o profissional posiciona seu dedo sobre um leitor biométrico, que o identifica e registra o horário.

planilha Controle de Horas e Folha de Ponto

Seus dados são salvos automaticamente, e, posteriormente, lançados em um software especializado. Esse programa fará o cruzamento das informações registradas no ponto com o registro de cada trabalhador, identificando as horas extras trabalhadas e realizando os cálculos necessários para determinar o pagamento devido.

Inclusive, o principal benefício do registro de ponto biométrico é fazer as marcações da jornada de trabalho do colaborador a partir da leitura de sua impressão digital. As impressões digitais são individuais, logo, o risco de fraudes nesse controle são nulos.

Outro ponto interessante, o qual é válido ressaltar, é que o ponto biométrico também fornece um comprovante com o horário de entrada e saída para o colaborador, de modo que ele possa guardar os papéis e controlar as suas horas de trabalho para fazer a verificação ao receber o seu salário. Trata-se, portanto, de um método que preza pela transparência entre empregador e empregado. O processo é seguro e confiável para ambas as partes.

Benefícios do ponto biométrico

Vamos falar abaixo de algumas vantagens e desvantagens na prática.

1. Baixa probabilidade de erros

Fazer a marcação de ponto de forma manual gera alguns problemas para empresa. Um dos maiores deles é que essa atitude permite que ocorram erros ou distorções nas informações  — até mesmo os pontos que utilizam crachá e código de barras podem ser “burlados”. Ou seja, em linhas mais simples, essas não são ferramentas 100% confiáveis, por mais criteriosa que a equipe do RH seja em sua aplicação e uso.

A principal vantagem do registro de ponto biométrico é que ele reduz as ocorrências de erros no cálculo de horas trabalhadas e do salário correspondente a ser pago. Dessa forma, o empregador consegue cumprir suas obrigações trabalhistas de maneira um pouco mais assertiva.

Diferentes tipos de identificação de registro biométrico

Além da própria leitura da impressão digital do trabalhador, existem outros meios de autenticação que o registro de ponto biométrico utiliza para identificar as pessoas. Confira abaixo quais são:

1. Leitura da digital

É a mais comum nas empresas. A maioria dos equipamentos de ponto biométrico usam essa característica física de identificação. 

O profissional deve posicionar seu dedo em um leitor biométrico óptico, que faz a leitura do desenho da digital e a compara com a registrada no banco de dados. Na prática, o que viabiliza a identificação é o fato de cada impressão ser individual, como já mencionamos acima.

2. Reconhecimento facial

Para realizar esse reconhecimento, é necessário unificar as características do rosto e os seus traços.

É totalmente dispensável que haja um aparelho específico para isso, esse registro pode ser feito por meio de um tablet ou smartphone. O profissional se posiciona em frente ao aparelho e registra a sua imagem. A partir daí, é o programa — muitas vezes, o mesmo que executa a leitura da biometria, por exemplo —  capta a imagem e a compara com as outras gravadas no banco.

3. Registro por voz

O registro vocal é também uma possibilidade para o controle de ponto. Este método analisa a voz de cada indivíduo, e identificar particularidades como os seus sinais agudos. Dessa forma, é possível utilizar a própria voz para fazer a marcação de ponto.

Benefícios x desvantagens do registro de ponto biométrico

Vamos apresentar abaixo algumas vantagens e desvantagens ao escolher o método.

– Benefícios:

  • Baixa probabilidade de erros

Fazer a marcação de ponto de forma manual gera alguns problemas para empresa. Um dos maiores deles é que essa atitude permite que ocorram erros ou distorções nas informações  — até mesmo os pontos que utilizam crachá e código de barras podem ser “burlados”. Ou seja, em linhas mais simples, essas não são ferramentas 100% confiáveis, por mais criteriosa que a equipe do RH seja em sua aplicação e uso.

  • Segurança

O registro de ponto biométrico oferece um pouco mais de confiabilidade das informações. Isso porque, em relação a este ponto, sabemos que um controle manual pode abrir espaço para que alguns profissionais ocultem pequenos atrasos ou, até mesmo, eventuais faltas. Há, ainda, as ocasiões em que um funcionário bate o ponto do outro.

Essa é uma realidade do mundo do trabalho, e, com um controle biométrico, essas situações não ocorrem, pois não há como forjar a presença.

– Desvantagens:

  • Exigências mais rígidas

Todo Registro de Ponto Eletrônico (REP) disponível no mercado, deve estar dentro das normas estabelecidas pela Portaria 1510. E, entre as principais obrigações previstas por essa lei, está a necessidade de ter um relógio físico, realizar a impressão do comprovante de marcação de ponto e possuir um sistema para tratamento de ponto.

  • Custo-benefício elevado e necessidade de manutenção constante

As questões acima influenciam diretamente no custo benefício desse modelo, ou seja, a empresa deve considerar as despesas com bobinas de impressão, a manutenção cara do relógio caso ele apresente algum problema e a sua falta de mobilidade.

O relógio biométrico por exigir tecnologia de reconhecimento, torna a sua manutenção mais cara, sem contar que ela não será feita de um dia para o outro, e na maioria das vezes o relógio precisa ser levado até a assistência para reposição de peças.

O registro de ponto biométrico ainda vale a pena?

São muitas as questões de conflito que podem aparecer no cotidiano de trabalho dos empregadores. O controle da jornada de trabalho dos profissionais é uma delas.

Ao longo dos anos, essa função foi aprimorada nas empresas, devido às mudanças não somente tecnológicas, como também nas relações trabalhistas —  se tornando cada vez mais necessário, nos dias atuais, que um relacionamento mútuo de confiança seja construído entre empregador e empregados, sem que para isso ambos tenham que abrir mão da sua segurança (no caso das corporações)  e dos seus benefícios (dos colaboradores).

Levando em consideração esses fatores, esse controle passou por muitas etapas evolutivas até chegar em todas as opções mais avançadas que temos hoje. 

Passamos pela utilização de máquinas que carimbavam datas e horários dos expedientes de cada trabalhador nas grandes indústrias, pelo uso do registro de ponto biométrico, até chegarmos no panorama atual, no qual o reconhecimento facial, por exemplo, pode ser feito por um aplicativo especializado, como o Oitchau, a partir de qualquer lugar.

Por fim, para responder a esta pergunta, a nossa dica é que a empresa deve considerar quais são as suas necessidades, antes de tudo, e se o método escolhido atende a todos esses parâmetros.

Oitchau - Registro de ponto por reconhecimento facial
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau