Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
Diversidade Cognitiva

Diversidade Cognitiva: o que é? Como promover?

A diversidade cognitiva é um dos aspectos que deve estar sob o radar do RH. Ela possibilita maior surgimento de ideias e soluções e faz da empresa um ambiente fértil para a diversidade de pensamento e para o crescimento da corporação.

A diversidade, conforme sempre falamos aqui, é essencial para as empresas. E ela não deve ocorrer apenas em relação à raça, gênero, orientação sexual e idade.

É essencial que ela permeie o mundo das ideias, como veremos abaixo.

O que é diversidade cognitiva?

Essa é a diversidade que leva em consideração a pluralidade de ideias e de posicionamentos. Ela vai além da pluralidade de gênero, raça e outros, como esclarece Ana Carolina Souza, especialista em neurociência organizacional

 “Quando trazemos pessoas de realidades diferentes, espera-se que elas tenham visões de mundo diferentes, mas não garantimos isso com amplitude. Então entramos nessa necessidade de olhar para a diversidade cognitiva, porque ela precisa necessariamente refletir uma diversidade de pensamento, de perspectiva, e aí, sim, aumentamos o potencial de criação.”

A diversidade do tipo cognitiva se ilustra por um local em que estão pessoas com pensamentos diversos e que mesmo assim são capazes de conversar e de ter um embate educado, tanto ao longo da jornada de trabalho, quanto no dia-a-dia.

O embate, que muitas vezes se ilustra pelo próprio debate e troca de ideias, como exposição de pontos, argumentos e contra-argumentos, é essencial. Para isso é preciso que os posicionamentos sejam plurais e não homogêneos.

A diversidade do tipo cognitiva se vale da possibilidade de soluções e novos conceitos a partir dessa pluralidade de posicionamentos. Em caso contrário ela não se faz presente.

Diversidade Cognitiva

Outro ponto importante é que é necessário que os colaboradores se sintam á vontade. Eles devem perceber que aquele ambiente aceita conceitos diferentes e contrários aos já expostos.

Ele não deve se sentir acuado ou pressionado a acatar as ideias de terceiros ou das maiorias. Para entender melhor como isso é importante dentro das empresas, os obstáculos e os desafios da implementação dessa diversidade, continue lendo.

Como a diversidade tipo cognitiva influencia nas atividades corporativas?

Segundo o executivo Antônio Salvador esse tipo de diversidade hoje não é apenas uma possibilidade para a empresa. Ela se impõe sobre as corporações mediante a necessidade de que elas assumam seu compromisso, responsabilidade e papel social:

Estamos vivendo em um mundo dividido, e as empresas ganham a responsabilidade de contribuir para a mudança na sociedade, afirmando: ‘Aqui nós aceitamos o debate e opiniões diferentes das nossas’”.

A empresa não possui apenas seu papel enquanto empregadora e concessora de produtos e serviços. Ela também possui responsabilidade social, que inclusive tem previsão na Constituição Federal que se refere ao seu papel social.

Ao promover a diversidade cognitiva uma empresa encara esse seu dever. Ela cuida para que seu ambiente de trabalho abarque a discussão de conceitos, de soluções e de ideias. Tudo isso em prol do debate, respeitando-se as diferenças.

A polarização que se encontra na sociedade não deve se refletir dentro de uma empresa. É claro que todos nós temos nossos conceitos e posicionamentos e podemos defendê-los.

O que não pode ocorrer é o fechamento da via do debate e da conversa. Isso ocorre quando os conceitos estão tão arraigados que eles não permitem questionamentos ou apresentação de outras respostas ao mesmo problemas.

E isso tende a engessar a empresa. Já quando a diversidade do tipo cognitiva é promovida, isso se afasta. E isso influencia diretamente no trabalho diário dentro de uma empresa. As vantagens que refletem disso você confere abaixo.

Quais são as vantagens da diversidade cognitiva?

Existem diversos benefícios que surgem a partir da valorização da diversidade do tipo cognitiva dentro de uma empresa. Veja quais são os principais:

  • Pluralidade de ideias;
  • Encontre soluções diversas para um problema;
  • Permita que sua empresa saia do lugar-comum e explore novas possibilidades;
  • Diminua a tensão dentro da corporação, com melhoria do clima organizacional;
  • Tenha em mãos respostas mais rápidas para problemas do dia a dia;
  • Eleve o desenvolvimento dos colaboradores com a abertura de espaços para ele se manifestar (mesmo que de forma contrária aos demais).

E quais são as dificuldades na promoção da diversidade cognitiva?

Esse tipo de diversidade pode trazer muitos benefícios às empresas, como vimos acima. O que ocorre é que ainda existem obstáculos para colocá-la em prática, como ressalta Liliane Rocha, consultora com especialização em diversidade:

“Uma coisa é tratar a questão cognitiva por si só na Suécia, onde quase não há desigualdade de renda. Mas nossa realidade não está pronta para contemplar apenas a diversidade de pensamento.”

Segundo Rocha, precisamos ficar atentos à diversidade real que encontramos de norte a sul do país levando em consideração ambientes diversos, realidades econômicas plurais e que incluam as questões de raça e gênero.

Diversidade Cognitiva

A pluralidade do Brasil e a nossa desigualdade social não dão espaços para que nós nos atenhamos apenas à diversidade de ideias. Ela se reflete em relação ao local de origem, à história de vida e às dificuldades e obstáculos.

Já os autores e pesquisadores britânicos Alison Reynolds e David Lewis demonstram que esse tipo de diversidade tende a encontrar dificuldades no próprio reconhecimento dela. Não é possível reconhecê-la visualmente ou de outra forma que não seja na prática:

 “Não podemos detectar facilmente a diversidade cognitiva de fora. Ela não pode ser prevista ou facilmente orquestrada. O próprio fato de ser uma diferença interna exige que trabalhemos duro para superá-la e aproveitar seus benefícios”.

Os mesmos autores indicam que a nossa pré-disposição de enquadramento e de se encaixar em um padrão atua contra a diversidade do tipo cognitiva:

“(…) as pessoas gostam de se encaixar, então elas são cautelosas ao não arriscar o pescoço. Quando temos uma cultura forte e homogênea (por exemplo, uma cultura de engenharia, uma cultura operacional ou uma cultura relacional), reprimimos a diversidade cognitiva natural nos grupos por meio da pressão para se conformar”.

Como promover diversidade cognitiva na sua empresa?

Como vimos acima, existem alguns obstáculos na prática desse tipo de diversidade. Isso não significa que ela não possa ser utilizada. É possível praticá-la aos poucos para colher os frutos em médio e em longo prazo. Veja algumas dicas:

  • Adapte seu processo seletivo para buscar outros diferenciais além dos diplomas e certificações. Considere as experiências de vida e a diversidade quanto aos locais de origem e de histórias de vida. Para isso é essencial que o processo seletivo se aprofunde de maneira adequada;
  • Divulgue suas vagas em canais diversos que possam atingir públicos até então alheios à sua empresa e às vagas dela;
  • Deixe sempre claro que há espaço para debate de ideias e promova-os dentro das equipes recorrentemente, com a apresentação de um problema em busca de soluções, mesmo que de forma simulada.

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau