OKR: como aplicar a metodologia na sua empresa?

A OKR é uma metodologia de definição de metas que orientou grandes empresas do Vale do Silício a aumentarem sua produtividade.

O conceito foi desenvolvido por John Doerr, um investidor americano, e apresentado aos criadores da Google, no começo da década de 2000.

A seguir, mostraremos como esses indicadores podem beneficiar a sua empresa como um todo. Acompanhe!

Sumário

Afinal, o que é OKR?

okr

Esse é um termo em inglês que representa “Objectives and Key Results”, ou objetivos e resultados-chave, em tradução livre.

A abordagem pode ser definida como um conjunto de métodos relativamente simples para criar alinhamento e engajamento da empresa para executar metas mensuráveis. 

A metodologia também pode ser descrita como um processo rápido que envolve a perspectiva e a criatividade de cada equipe do negócio. Neste sentido, organizar como pensa todas as áreas da organização é um dos principais benefícios que ela oferece. 

O objetivo é garantir que todos estejam indo na mesma direção, com prioridades claras, em um ritmo constante. Por isso, é comum que ele seja confundido com KPI, embora sejam conceitos diferentes.

OKR e KPI são conceitos diferentes

Ambos podem parecer a mesma coisa, no entanto, os KPIs (Keys Performance Indicator) ou indicadores-chave de desempenho, que são ferramentas de gestão para se mensurar o nível de desempenho e sucesso de uma empresa (ou processo) sempre com olho no “como”.

Já a OKR é uma estrutura de definição de metas que cria alinhamento, clareza e transparência, gerenciando de forma estratégica as possíveis alterações dos KPIs de acordo com os valores desejados.

Em linhas mais simples, a OKR estabelece um sistema que mostra como tudo que um profissional faz se conecta ao trabalho de outros.

Ou seja, se um colaborador sabe que não cumprir suas metas dificulta as conquistas para os profissionais de outras áreas, ele se esforçará mais. 

Na prática, quando todos sabem como a sua função é importante, isso pode aumentar o engajamento geral, a motivação e a determinação, como veremos em maiores detalhes abaixo.

É um efeito psicológico: ninguém quer ser a parte mais fraca, então todos passam a se esforçar um pouco mais. 

Quais são as vantagens da metodologia OKR nas empresas?

Caso seja bem conduzida, a abordagem é capaz de orientar a empresa em pontos chaves como:

  1. Direcionamento – o que a organização faz e não faz como negócio;
  2. Ações para alinhamento – como ela pode garantir que todos os profissionais se concentrem no que mais importa;
  3. Aceleração – atitudes para maximizar o potencial das equipes.

Podemos citar mais alguns benefícios para os colaboradores com a aplicação da OKR na empresa. São eles:

  • Conseguir expressar melhor as suas ideias;
  • Receber o feedback instantâneo do seu líder;
  • Compreender como funciona as áreas complementares ao seu trabalho na organização;
  • Ter um gerenciador de tarefas leve para grandes objetivos e objetivos semanais.

Em relação aos gestores e gerentes, as vantagens são:

  • Conhecer, de fato, como a sua equipe está evoluindo com as tarefas diárias;
  • Tomar melhores decisões a partir de informações mais acertadas;
  • Orientar melhor o seu pessoal e dar feedbacks assertivos;
  • Mensurar a satisfação dos profissionais no trabalho.

Tudo isso, então, resulta nas seguintes melhorias para a corporação, em si:

  • Aumento do engajamento;
  • Limitação de erros, atrasos e extrapolações de orçamento;
  • Melhoria na gestão de pessoas;
  • Diminuição da rotatividade;
  • Aumento da produtividade;
  • Criação de uma empresa concisa que está completamente interligada e que envolve todos em seus processos diários.

Como aplicar a OKR dentro da empresa?

Antes, vamos exemplificar melhor como funciona a abordagem como uma situação fictícia. Acompanhe a seguir.

Imagine que a sua empresa precisa produzir uma quantidade de produtos, mas ainda não tem profissionais treinados e capacitados para tal função.

Neste caso, o primeiro passo da sua meta seria: produzir 1 tonelada do produto Y até o último dia útil do mês. Observe que é preciso ter números para definir a meta geral.

Agora vamos para o próximo passo: repassar esta meta para as outras áreas da empresa, inclusive liberar recursos para a mesma possa ser atingida.

Pronto! A parte definida pela administração está completa, agora chegou a hora de traçar os objetivos das áreas, ou seja, o que fazer e como fazer para cumprir o estabelecido dentro do prazo.

Nesta fase, estarão envolvidas ações como contratar profissionais capacitados para tarefas específicas, liberar esses colaboradores para treinamentos que aprimorarão o seu trabalho e tomar medidas para adequar a produção da meta traçada.

Nesse último item, poderá estar incluída a necessidade de investir em horas extras e/ou contratação de mais mão de obra.

Por isso, note que são várias as fases e pontos importantes. É necessário pensar a empresa como um todo e em como ela pode aplicar esforços em favor de uma meta específica e importante.

Agora que você já conferiu uma atuação da OKR na teoria, em um causo fictício, não deixe de ver, abaixo, informações essenciais para colocá-la em prática na sua empresa e obtenha todos os benefícios da metodologia.

Considerações essenciais antes de aplicar a metodologia OKR na empresa

Em primeiro lugar, tenha em mente que o ideal é a empresa não rodar mais do que três processos de OKR simultâneos. O foco deve estar nas situações mais críticas no momento, como vimos no exemplo acima.

Outro ponto essencial para que a metodologia tenha bons resultados é a necessidade de transparência. Isso significa que qualquer profissional deve ser capaz de ver todos os outros OKR’s, não apenas as lideranças. 

Isso promove uma comunicação clara e melhor colaboração entre as equipes e as demais áreas. Não só isso, mas também permite que os colaboradores se sintam mais integrados à empresa, partes importantes delas.

O terceiro ponto essencial na aplicação da OKR, tão importante quanto os demais, é a comemoração dos pequenos avanços, mesmo que sejam parciais.

Isso porque as empresas que utilizam a metodologia OKR têm grandes objetivos e, no final das contas, podem sentir que estão falhando muito, quando na verdade atingem, em média, 70% do KR. 

Tenha em mente que este um número tão significativo do que qualquer outro e se você o atingiu, já mudou muitos processos internos da empresa. Por isso, é preciso reconhecer os pequenos avanços ao mesmo tempo em que se deve ter paciência.

Hora de iniciar um novo ciclo: passo a passo para aplicar metodologia OKR em prática

Por fim, confira o passo a passo de como colocar essa metodologia em prática na sua empresa e colha todos os benefícios que ela oferta. Não ignore nenhuma das fases e nem se esqueça dos conselhos anteriores. Todos eles são partes elementares do sucesso do uso da OKR!

Escolha três objetivos, no máximo

Eles devem ser qualitativos e descrever o resultado desejado. Por exemplo: entender quais são as insatisfações do cliente. 

Não existe necessidade de propor métricas para um objetivo — você vai precisar delas nos resultados-chave. Leve em consideração as seguintes características para definir bons objetivos: 

  • Acionáveis: os objetivos devem ser metas que uma pessoa ou uma equipe pode executar de forma independente;
  • Inspiradores: eles devem estimular os colaboradores;
  • Com prazo limite: OKRs devem ser ajustados trimestralmente, de modo que as pessoas possam alcançá-los o mais rápido possível. 

A cada objetivo escolhido, defina resultados-chave (KR’s) mensuráveis

Esses resultados-chave vão te ajudar a medir se a empresa está longe de atingir os objetivos. Isto significa que deve acrescentar métricas para os objetivos. 

O jeito mais fácil de configurar resultados-chave é seguir o modelo SMART — o que significa que eles devem ser específicos, mensuráveis, realizáveis, relevantes e com tempo limite bem definido. 

Dessa forma, para saber se seus resultados-chave são SMART, responda as seguintes perguntas: 

  1. Específico: o KR é bem definido e compreensível para todos? 
  2. Mensurável: posso medir o sucesso ou fracasso por meio dele? 
  3. Realizável: ele é realisticamente possível de fazer? 
  4. Relevante: este KR é importante para o meu objetivo? 
  5. Com prazos: quando a meta deve ser cumprida? 

Motive a equipe

Com objetivos e resultados-chave bem definidos, vai ficar muito mais fácil convencer a equipe trabalhar segundo o método OKR.

Saiba que é fundamental que as pessoas se envolvam com essa nova visão, do contrário pode ser bastante frustrante.

Mostre os resultados

Tanto para manter todos no mesmo caminho quanto para mensurar os resultados, é interessante gerar relatórios periódicos para OKR.

E, mais que isso: sentar com a equipe e discutir o que foi alcançado e quais foram as dificuldades obtidas na jornada, inclusive o que atrapalhou para o alcance de alguns resultados esperados.

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau