Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp

Gestão de performance nas organizações

A gestão de performance é um processo que existe para fornecer feedback sobre o desempenho dos profissionais nas empresas. Esse tipo de gerenciamento visa a criação e configuração de um ambiente de trabalho no qual todos os colaboradores podem potencializar suas habilidades. A partir desse método, pode ser definido o modo como a interação com cada pessoa da equipe deve ser feita.

Confira a seguir mais informações sobre como uma boa gestão de desempenho pode garantir o sucesso organizacional. Acompanhe abaixo!

Controle de Ponto

O que é gestão de performance?

O processo de gestão de performance tem como base analisar as rotinas que surgem na empresa, para observar que tipo de aprendizado é possível tirar de cada um desses eventos.  Por meio dele, é possível tomar decisões com mais agilidade e embasá-las com dados precisos. Aliás, é por este motivo, inclusive, que esse gerenciamento vai além de uma abordagem tradicional, na qual é comumente prevista uma reunião anual de avaliação, por exemplo.

Na prática, o método é mais eficiente do que qualquer ferramenta ou formulário de medição de desempenho ou alcance de metas. E é justamente por causa dessa característica em especial, que a gestão de performance contribui para acompanhar em tempo real o que, de fato, acontece na empresa. Dessa forma, se torna mais fácil definir objetivos e alcançá-los com eficiência, assim como reduzir custos e aumentar a lucratividade.

Entretanto, antes de atingir esse patamar e assegurar o aprimoramento contínuo dos colaboradores e dos processos da empresa, é necessário compreender que a gestão deve ser embasada por cinco aspectos —  avaliação, monitoramento, controle, planejamento e melhoria.

Neste sentido, é tarefa dos profissionais de RH elaborar atividades que contribuam para os bons resultados individuais dos colaboradores. 

Separamos algumas ações que podem ser úteis para área, como:

  • Definir com clareza quais são as suas funções do dia a dia;
  • Determinar os objetivos que a empresa espera dos seus profissionais;
  • Oferecer suporte e feedback para os colaboradores a todo momento;
  • Promover a análise de desempenho entre as equipes;
  • Capacitar os colaboradores para que eles desenvolvam diferentes competências.

Por outro lado, os profissionais também têm suas responsabilidades bem definidas neste tipo de gestão. Eles precisam checar constantemente esses quatro parâmetros para determinar se o seu desempenho está dentro do que está sendo prevista pela empresa:

  • Conhecer e entender quais são as expectativas da organização, bem como os objetivos e metas delineados;
  • Explicitar que atendeu, de fato, ao que era esperado;
  • Notificar e corrigir possíveis falhas;
  • Estar aberto a passar por capacitações para resolver conflitos e aprimorar as suas habilidades, tanto pessoais, quanto profissionais.

Para que serve o método de gestão de performance?

Ele pode ser adotado pela empresa com o objetivo de alinhar as expectativas dos colaboradores com as da organização, assim, o desempenho da equipe é potencializado. 

Em contrapartida, existem algumas etapas a serem concluídas por ambos durante este caminho. Veja a seguir quais são.

1.Definir com certeza as metas a serem alcançadas pelos colaboradores

O líder e seu liderado  devem conhecer exatamente quais são os resultados esperados e exigidos pela organização em sua gestão de performance. Além disso, também é de extrema importância conhecer de que maneira será feita a avaliação. O propósito dessa transparência é incentivar um alto nível de qualidade e de quantidade no trabalho executado.

2.Promover o estímulo ao desenvolvimento dos profissionais

Outro intuito da gestão é permitir a evolução das pessoas e suas habilidade, promovendo a melhoria de todo o ambiente empresarial. Com as ações realizadas, os colaboradores podem se aprimorar nos quesitos pessoais e profissionais, além de alinhá-los às metas organizacionais. O auxílio do líder também contribui para um bom resultado.

Tendo esse motivo em mente, é essencial que as mensurações de resultados, assim como as entregas feitas, sejam avaliadas de maneira eficaz, com amplo comprometimento de ambas as partes. Uma dica é anotar os objetivos a serem alcançados, a fim de que o profissional seja capaz de crescer na carreira escolhida.

3.Entender quais são os resultados esperados

A avaliação dos colaboradores oferece informações relevantes sobre seu comportamento e indicativo de comprometimento. Junto à gestão de desempenho — que passa pela definição de objetivos, repasse de feedbacks e documentação —, os profissionais sabem o que devem fazer e quais são as expectativas sobre seu trabalho e evolução.

A partir da documentação elaborada, o gestor ainda pode montar, junto com o colaborador, um plano de melhoria de performance que traz metas mais detalhadas e oferece um feedback mais frequente. Essa ferramenta geralmente é utilizada para evitar um possível desligamento quando o funcionário tem dificuldades em progredir.

4.Comparar o desempenho de cada profissional

Uma situação comum é usar classificações numéricas para comparar a performance de cada colaborador. Elas são embasadas em critérios específicos, que nem sempre correspondem à realidade. O ideal é utilizar outros métodos de análise, que incluam observação, informações relevantes e acompanhamento constante.

É aí que entra a gestão de desempenho. Com métodos diferenciados e que consideram a cultura organizacional, é mais fácil implementar uma avaliação adequada. Assim, o desempenho de cada profissional pode ser mais bem percebido.

gestão de performance

Como aplicar a gestão na empresa?

Uma vez que todos já entenderam como funciona a metodologia, a gestão de performance se torna mais fácil de ser implementada à realidade da corporação. Confira o passo a passo:

1.Os objetivos da organização vêm em primeiro lugar

As metas a serem alcançadas e quais serão as estratégias adotadas devem ser bem claras.

A ideia é implementar um modelo de gestão mais ágil e integrar melhor as equipes por meio dos objetivos.

2.Faça de tudo para engajar os profissionais 

Mostre para todos que monitorar a performance é uma oportunidade de crescimento profissional e de desenvolvimento. Oferecer essa compreensão costuma eliminar as barreiras naturais que surgem entre os colaboradores.

Além disso, sem saber como a avaliação será executada, esse colaborador tende a repetir as atitudes que prejudicam seu desenvolvimento e o sucesso do negócio. 

3.Não se esqueça dos líderes

Os líderes e gerentes também precisam estar engajados com a causa e oferecer comprometimento total. Afinal, eles são o exemplo para os demais profissionais e, por isso, facilitam o apoio do restante dos colaboradores.

4.Utilize as tecnologias

O processo de gestão de performance muito provavelmente será promovido pelo RH, porém vale a pena trabalhar junto com outras áreas como Marketing e/ou TI, porque você precisará buscar e implementar novas ferramentas. 

Com a ajuda de um profissional especializado, é possível escolher plataformas inteligentes para automatizar alguns processos mais burocráticos e fazer a integração com os sistemas legados — ou seja, os softwares que já são utilizados pela empresa e que fornecem serviços essenciais — mais rapidamente.

5.Ofereça treinamento de capacitação

A aplicação desse modelo de gestão deve ser um processo transparente, no qual cada um tem que entender seu papel, para aumentar as chances de sucesso. Neste sentido, todos precisam ser capacitados: os líderes, para fornecer feedbacks constantes e contribuir para o desenvolvimento profissional das equipes; e os colaboradores, que precisam alinhar seus objetivos aos da empresa para que se sintam motivados e satisfeitos.

Ponto Eletrônico

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau