mulher entrevistando sorri em frente a notebook, e mão estão entrelaças sob a mesa

Engajamento de candidatos: como manter ao longo de todo o funil de contratação?

O momento mais esperado de todo candidato, é o da aprovação da sua entrevista, mas com isso surgem diversas expectativas que nem sempre a empresa consegue suprir. E para que o engajamento não acabe no decorrer do processo, é preciso aderir ao funil de contratação.

No qual, consiste em várias etapas a serem seguidas pelo RH, para que haja redução de desistências durante o processo de seleção, pois isso só irá aumentar o tempo de vaga em aberto e dificulta na escolha de perfil do candidato.

Com o funil de contratação bem estruturado, o engajamento terá mais fluidez, assim fará a produtividade e motivação dos candidatos acontecerem de maneira mútua.

Por isso, separamos algumas dicas para que identifique ações que devem ser evitadas, e práticas que precisam ser implantadas na sua empresa para que esse funil de contratação se torne mais efetivo.

O que é funil de contratação?


São as etapas que precisam ser cumpridas até o momento de decidir qual candidato será um novo colaborador da empresa. Como a aplicação de testes situacionais ou teóricos, avaliação de perfil comportamental, dinâmica em grupo.

Deve ser definido quantas fases o funil de contratação terá, quanto mais fases possui mais desistências terão no decorrer, pois os candidatos começam a ficar frustrados e ansiosos para ter uma resposta sobre a sua candidatura.

Além disso, da mesma maneira que uma empresa avalia diversos candidatos para a sua vaga, os candidatos também avaliam outras propostas de empregos e podem optar por uma que se identifique mais ou que tenha um processo mais organizado e intuitivo.

Por que os candidatos podem perder o engajamento?

Tudo dependerá do nível de interesse que o candidato tem pela vaga, seja por oportunidades de crescimento com o plano de carreira apresentado brevemente, pela pretensão salarial ou por ter admiração pelas ações que a empresa executa.

E quando não há uma cultura organizacional clara, explicação sobre as atividades, benefícios que não desperte o interesse do candidato, o funil de contratação não estará estável e assim o candidato vai rejeitar a proposta de emprego, fazendo com que o RH tenha que recomeçar todo o trabalho.

Por isso, é importante checar o interesse do candidato, se há alguma etapa que não esteja com um funcionamento adequado ou se o funil de contratação apresenta falhas. Além de ter sempre mais de um candidato como preferência para assumir o cargo, porque caso um desista pode ter outros com o mesmo interesse e perfil na espera.

 

New call-to-action

Como criar um funil de contratação?

Separamos uma lista, para o RH conseguir colocar em prática cada etapa e de preferência não pular ou alterar essa sequência. Confira!

  • Planejar o tempo de fechamento

    O ponto mais importante é definir qual o momento de início e final do processo seletiva, para que não se estenda além do necessário, e que esses prazos e datas sejam repassados aos candidatos, para terem a ciência de sua duração e assim permanecer somente se esse tempo não for um empecilho.

  • Abra um processo de seleção

    Pode ser publicado nos canais de comunicação da empresa e também deixar em aberto indicações dos colaboradores, assim iniciará as avaliações para próximas fases.

  • Triagem

    Um momento muito importante do recrutamento, onde os candidatos selecionados serão avaliados, para verificar os soft e hard skills, perfil comportamental e histórico profissional.

  • Aplicação de testes

    Atualmente existem muitas plataformas automatizadas que fazem os testes situacionais, comportamentais e teóricos. Algo que não tem agradado a maioria dos candidatos.

    É recomendável aplicar o teste quando a empresa tiver um contato mais direto com o candidato, como após entrevista.

  • Momento da entrevista

    É levado em consideração pelo candidato, os processo seletivos mais humanizados, que o façam sentir que há empatia e tratamento profissional, devem ser feitas perguntas de relevância para a vaga e que realmente contribuam na tomada de decisão.

  • Definir suas escolhas

    Após o momento da entrevista, o funil de contratação se aproxima de sua finalização, este é momento de definir a ordem de prioridade das contratações, para assim enviar a oferta final e solicitar resposta de aceitação do candidato.

  • Contratação

    Caso haja salário a combinar, a negociação deve ser feita durante ou após a entrevista, para que a definição de escolhas seja feita de maneira mais sucinta e definitiva. Após escolha e aceitação é o momento de dar boas-vindas ao novo colaborador.

Mas lembre-se, tudo é uma questão de teste, para cada empresa pode funcionar de uma maneira diferente, mas vale levar em consideração um modelo padronizado, para não gerar inconstâncias com a equipe de recrutamento e os entrevistados.

Na sua empresa você já aplica o funil de contratação ou começará após as nossas dicas?

Para mais atualizações acompanhe o Blog da Oitchau

 

Leia também: Por que alguns candidatos rejeitam ofertas de emprego?

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau