E-leadership

E-leadership: Como liderar a geração millenials?

O E-leadership, tem um perfil de liderança que é essencial para as empresas, principalmente para aquelas cujos quadros empregatícios são ocupados em sua maioria por indivíduos da geração Y, os Millenials.

Muitas empresas possuem dificuldades em lidar com as diferencias geracionais entre gestores e empregados e isso pode causar muitos estranhamentos e até mesmo obstáculos.

Abaixo, conheça mais sobre esse tipo de gestão, como ela funciona e porque ela é importante para garantir a qualidade na prestação de serviços por empregados enquadrados na Geração Y.

E-leadership se destina à gestão de trabalhadores Millenials

É óbvio que o desenvolvimento da sociedade e das tecnologias reflete nas características de indivíduos de gerações diferentes. A facilidade e intimidade com a tecnologia, a rapidez de aprendizado e até mesmo as formas de se relacionar com os outros membros das equipes sofre influência dessas mudanças geracionais.

O ambiente de trabalho é igualmente afetado e muda conforme quais os tipos de empregados que ali prestam serviços e de quais gerações eles advêm.

É justamente para isso que o E-leadership foi desenvolvido, para lidar com as diferenças geracionais sem que isso gere problemas internos na empresa ou que afete as relações profissionais e a produtividade.

Esse tipo de liderança é especializado em compreender quais são os anseios nas novas gerações, especialmente a Millenials, conhecida como Geração Y, que se refere às pessoas nascidas a partir da década de 1980 até o ano 2000.

Mas por que essa geração, especialmente, possui diferenças que merecem maior atenção dos gestores e formas de gestão diferenciada? Isso se deve ao fato de que atualmente é ela que ocupa a grande parte dos postos de trabalho. Entendê-la é essencial para o desenvolvimento de um bom trabalho e de políticas e práticas laborais que façam efeito sobre seus membros.

Para entender como essa forma de gerenciamento e tratamento de empregados se diferencia é necessário em primeiro lugar compreender como são caracterizados os trabalhadores que se enquadram na geração Y. Continue lendo para entender suas características e como enquadrar de melhor forma os indivíduos dessa geração nas relações de trabalho.

Quem são os trabalhadores Millenials? Conheça a Geração Y

As classificações quanto às gerações podem se alterar com diferenciação de alguns anos em relação aos países que estão sendo analisadas. É importante ter isso à mente na medida em que a Geração Y é considerada como aquela cujo contato com a tecnologia ocorreu em maior escala e por ter presenciado a virada de milênio.

Considera-se que a Geração Y teve início nos Estados Unidos em 1980 enquanto no Brasil ela ocorreu a partir de 1985 e tem final em 2000.

Para entender como o E-leadership pode ser interessante para uma empresa que tenha empregados da geração Y é importante entender em primeiro lugar como eles se caracterizam e o porquê são diferenciados dos demais empregados.

A tecnologia e seu uso intenso é uma das principais características das pessoas que compõem essa geração. Considera-se que eles estão sempre conectados e que usam intensamente as redes sociais.

Sua procura pelo novo é outra característica importante dos Millenials e a modernidade e sua busca é algo constante, principalmente pelo fato de que eles estão acostumados com a tecnologia e na grande maioria dos casos ela esteve presente durante toda a vida dos indivíduos que se viram desenvolvendo conjuntamente às ferramentas tecnológicas.

Outro ponto de destaque é a rapidez com que as relações são construídas e isso não se limita ao pessoal, mas se reflete no trabalho e na ansiedade referente à obtenção rápida de resultados. Isso pode muitas vezes atrapalhar o desempenho desses empregados que devem ser constantemente motivados para que mantenham produtividade alta.

Impossível deixar de citar uma importante mudança da visão quanto à manutenção do mesmo emprego por muito tempo. Enquanto para as gerações mais antigas (X e Baby Boomers) permanecer por anos em um mesmo emprego era saudável e desejável, para os integrantes do grupo Y isso não necessariamente é verdade.

Nesse caso os indivíduos não veem como um problema a troca de emprego e até buscam realizá-la com certa frequência em busca de novos desafios e em razão de sua inquietude e curiosidade.

A grande dúvida remete à forma como se deve fazer a gestão desses empregados e como manter essa motivação. É exatamente para isso que se dedica o E-leadership, que se vale de “líderes condutores” capazes de manter a atenção e o foco dos Millenials e seu interesse nas atividades prestadas.

Como funciona a gestão por condução

Muitas empresas enxergam a busca por um gestor para equipes formadas por pessoas da Geração Y como um desafio, entendendo que muitos profissionais não estão prontos para manter os Millenials engajados.

A liderança que faz uso da gestão por condução é importante porque o gestor se mostra preparado para inspirar as equipes e os componentes delas. Essa forma de gerenciamento auxilia a manter os empregados despertos e interessados por suas atividades e evita problemas relacionados à evasão das empresas ou à baixa produtividade pela ausência de engajamento.

Os gestores que fazem uso dessa metodologia de gestão se destacam na medida em que gerenciam suas equipes de forma aberta para sugestões, críticas e construção de novos caminhos e soluções. Ele se diferencia por buscar formas tecnológicas de realização de atividades mais burocráticas e por buscar o trabalho em equipe sempre que possível.

Outra característica desse tipo de líder de equipe se concentra no fato de que eles geralmente são mais flexíveis. Questões como a jornada de trabalho tendem a ser menos importantes e a produtividade toma maior importância ao invés do registro de ponto.

Esse tipo de gestor é muito importante por conhecer as características e anseios dos trabalhadores da geração Y.

Os principais pontos de atenção deles e que tornam sua gestão diferenciada são:

  • Demonstrar caminhos para que o empregado possa crescer dentro da equipe ou da empresa, abarcando os anseios de crescimento rápido comum dessa geração Y;
  • Apresentar desafios e metas que auxiliam a estimular as equipes;
  • Demonstrar abertura para testar novos métodos e soluções e se mostrar aberto ao diálogo;
  • Prezar pela descontração e informalidade, afastando o ambiente formal e engessado que afasta pessoas da Geração Y;
  • Flexibilização da hierarquia para adoção de equipes mais horizontais e menos verticais, remodelando a noção de liderança.

A E-leadership se mostra como uma solução para as empresas e permite que haja o melhor aproveitamento dos empregados considerados Millenials.

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau