Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
indústrias

Indústrias: Dicas para aumentar a produtividade no dia-a-dia!

A produtividade é essencial para qualquer tipo de empreendimento e para as indústrias isso não é diferente, pois seu sucesso depende necessariamente da geração de lucros que lhe permita expandir e consolidar os negócios.

A produtividade pode encontrar percalços para se manter estável ou mesmo oferecer o crescimento esperado inicialmente. O que pode ser feito para que ela não seja afetada e, de modo contrário, apresente maximização e desenvolvimento?

Separamos para você algumas dicas essenciais que podem ser o empurrão que faltava para a sua unidade industrial alcançar a produtividade desejada. Confira abaixo!

Como aumentar a produtividade nas indústrias?

Veja nossas importantes dicas para que a produção da organização industrial possa atingir seu máximo. Essas ações indicadas abaixo trazer diversas outras melhorias para a instituição, como ao clima organizacional e o engajamento dos colaboradores.

Confira quais são e não deixe de colocá-las em prática para aumentar a produtividade!

1.      Estabeleça uma política de metas

Uma organização que se vale de políticas de metas tende a aumentar a produtividade, pois os empregados passam a ser mais engajados e visualizam de melhor forma seus objetivos e como chegar até eles.

As indústrias devem aplicar esse tipo de política. É necessário que previamente sejam estudadas as possibilidades para que essas metas sejam reais e realmente alcançáveis.

Elas devem ser possíveis de alcance e não um número exagerado que obste o empregado de cumprimento delas, o que pode gerar o efeito contrário, correspondente ao desinteresse pelas atividades que naturalmente obstará mais a produção da empresa.

2.      Automatize processos

A automatização faz parte das empresas de natureza industrial de forma natural. Isso é possível de se observar, por exemplo, nos maquinários utilizados que se valem de diversas tecnologias que permitem que a produção seja aumentada e o número de colaboradores limitado.

É importante que sejam observadas as possibilidades de adoção de sistemas automatizados não apenas para o ambiente da fábrica, mas a todos os setores da indústria. Dentre eles estão, por exemplo, o departamento de recursos humanos, o setor financeiro e o contábil.

Com ferramentas que automatizem procedimentos burocráticos os empregados podem focar sua atenção em outros pontos que realmente demandam dela e que podem trazer mais lucratividade à organização.

3.      Coloque em prática a política de feedbacks

A política de feedbacks consiste na adoção de procedimentos pautados no diálogo e avaliação entre as partes de um contrato. Nesse caso, tanto o empregador quanto o empregado trocam informações quanto às suas impressões referentes um ao outro dentro do ambiente de trabalho.

Em relação ao empregado, o gestor pode avaliar sua produção, mas a assiduidade, o proatividade empregada nas atividades, a qualidade dessas tarefas e outros pontos. O colaborador pode compartilhar o que pensa quanto ao ambiente da empresa, suas políticas internas, oportunidades ofertadas.

Enquanto o colaborador pode colocar suas opiniões quanto às formas de desenvolver de melhor forma suas atividades dentro dessa entidade industrial e como essa organização pode melhorar em alguns aspectos, o gestor pode compartilhar indicações de como o empregado pode crescer internamente e melhorar suas ações.

4.      Ofereça programas de capacitação interna

A capacitação interna corresponde ao oferecimento de oportunidades de desenvolvimento intelectual e técnico em relação às atividades. Ela é plenamente aplicável às indústrias de uma forma geral, em relação a todos os setores.

Para colocar essa capacitação em prática, a empresa investe em cursos diversos que podem ser ilustrados por palestras, seminários ou mesmo por MBA, graduações e pós-graduações. A organização, então, presta-se a custear ao menos parcialmente os cursos.

Os gastos com esses custeamentos devem ser encarados como um investimento feito pela empresa. Isso, pois, decorre do fato de que o empregado capacitado tende a colocar em prática os ensinamentos absorvidos nas suas próprias atividades laborais diárias.

Mostra-se apto a apresentar novas ideias e sugestões que podem ser essenciais à produtividade da organização industrial.

O colaborador capacitado tende a se mostrar mais engajado em suas atividades a partir do momento em que nota sua valorização pela empresa que investe em seu conhecimento.

5.      Planos de cargos e salários

Outro ponto que não deve ser ignorado pelas empresas de cunho industrial corresponde ao desenvolvimento e aplicação de um plano de cargos e salários. Esses planos nada mais são do que roteiros que demonstram aos empregados como é possível crescer dentro dessa organização.

Assim, ele sabe o que é necessário para que ele alcance seus objetivos profissionais, assim como os requisitos traçados pela empresa como relevantes, para ela, em relação a um colaborador.

Ressalta-se que os planos de cargos e salários podem auxiliar na produtividade da indústria na medida em que se mostram democráticos. Quando uma empresa os coloca em prática, pois, demonstra que leva em consideração os mesmos requisitos para todos os empregados e que suas escolhas não possuem favoritismo. A meritocracia, então, pode se desenvolver em um ambiente democrático do qual todos partem do mesmo ponto.

6.      Realize a manutenção constante dos maquinários

Os maquinários da fábrica em que a indústria realiza a sua produção são tão essenciais quanto os colaboradores que prestam serviços para a organização. É importante que eles sejam periodicamente avaliados e que manutenções sejam realizadas.

Essas manutenções podem evitar maiores problemas que podem resultar na suspensão de atividades da fábrica em razão da necessidade de conserto do maquinário essencial à produção.

Outro ponto que auxilia as empresas em relação aos maquinários e à vida-útil deles e, consequentemente, à produtividade, é garantir que os empregados que o manuseiam tenham pleno conhecimento do seu funcionamento e tenham sido capacitados.

7.      Desenvolva a política interna de jornada

A assiduidade dos empregados é essencial para a produtividade de uma empresa, seja ela industrial ou não. São eles que garantem o desenvolvimento diário das atividades laborais que se traduzem em produção. Muitas vezes a falta de interesse nas tarefas pode afetar a frequência desses colaboradores.

O número de horas extras afeta diretamente a empresa, pois se traduzem em pagamentos adicionais, ao final do mês, com percentuais diferenciados. Nesse caso, definir quando o labor extraordinário é necessário ou não pode ser crucial.

Esses dois pontos podem ser abarcados por uma política interna de horas extras. Ela pode demonstrar, por exemplo, quando é necessária a realização de labor extraordinário, pode definir programas como adicionais de assiduidade para melhorar a frequência dos empregados perante suas atividades laborais.

8.      Adote um controle de ponto digital para a indústria

Finalmente, nossa última dica para aumentar a produtividade de uma empresa, inclusive as de natureza industrial, é o investimento em um controle de ponto digital.

Enquanto o relógio eletrônico de ponto (REP) apenas capta as informações registradas de jornada, disponibilizando-as apenas ao final do mês, o relógio de ponto digital permite acesso constante e imediato aos horários anotados.

O RH e setor financeiro possuem controle sobre o número de horas extras prestadas diariamente e o cumprimento das políticas internas. Eventual desvio de conduta, nesses casos, pode ser rapidamente resolvido, diferentemente do que ocorre com o sistema REP.

O sistema digital é acoplado ao REP, de forma que capta as informações registradas nele. É capaz de automatizar a geração de documentos como holerites e cartões-ponto, o que é essencial para o aumento de produtividade da empresa, conforme já apontado acima.

Cabe ressaltar, que o sistema digital de ponto Oitchau pode ser acessado pelo celular e permite o controle da jornada remota, por exemplo. Finalmente, ele oferece opções de registro de jornada por reconhecimento da biometria facial, o que leva apenas 03 segundos por empregado e é rápido, seguro e evita filas e perda de tempo.

Esses são pontos essenciais que podem ser cruciais para o aumento da produtividade nas indústrias! Não deixe de observá-los para garantir o crescimento da sua empresa!

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau