Vendas por telefone: 11 4210 2846
whatsapp iconVendas no WhatsApp
trabalho presencial

Trabalho presencial: 4 ações para um retorno seguro

O retorno ao trabalho presencial está ocorrendo aos poucos após longos períodos de trabalho realizado à distância (home office) ou mesmo de suspensão do contrato em razão da pandemia.

Para isso é importante que a organização se planeje desde logo para promover algumas mudanças importantes para manter a segurança dos empregados ao mesmo tempo em que a prestação de atividades é possível.

Segundo a lei é dever do empregador manter as condições seguras e saudáveis de trabalho para seus colaboradores.

Diante disso é imprescindível que haja a eleição de alguns passos que promovem essa proteção e garantam que as atividades possam ser realizadas sem percalços ou sem causar outros prejuízos.

Pensando nisso separamos para você 07 importantes passos para a retomada segura da prestação de serviços no ambiente das empresas. Continue lendo e confira!

Retomada do trabalho presencial requer cuidados

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em maio 16 milhões de trabalhadores estariam prestando serviços às empresas em home Office.

Esse dado é excelente para expressar o tamanho das alterações nas relações de trabalho e como a retomada às atividades presenciais exige muito cuidado.

São muitos os empregados que devem voltar às empresas com a flexibilização do afastamento social. Para isso eles contam com as medidas que devem ser tomadas pela empresa em relação à segurança e proteção contra o vírus.

É nesse sentido que se torna crucial listar uma série de passos e considerações que devem ser tomados pelas empresas no momento de decidir pela retomada presencial das atividades. Abaixo nós listamos algumas dessas questões. Leia e não deixe de colocá-las em prática!

01.  Alie o retorno ao trabalho com o home Office

O trabalho em home Office e distante da sede da empresa não é uma novidade criada na pandemia e por isso não é limitado a esse período.

Ele pode continuar sendo adotado pela empresa sem qualquer problema, desde que exista acordo individual firmado com o empregado.

Uma boa opção é não decidir pela retomada integral do trabalho presencial e, diferentemente disso, fazê-lo gradualmente. É possível que apenas alguns setores ou parte deles voltem a prestar serviços na sede da empresa.

Outro ponto que pode ser aplicado é a análise de quais são os setores cujo serviço teria uma melhora caso retomado presencialmente.

São eles que devem ter preferência nessa volta e não há por que acelerar o retorno dos demais empregados cujo local de trabalho não afeta dessa maneira a qualidade das atividades realizadas.

Para isso você pode manter os canais de comunicação e de controle de ponto à distância.

Outras medidas dizem respeito ao revezamento, o que é feito com um grupo de trabalhadores trabalhando em uma semana na sede da empresa e outro grupo fazendo o mesmo em outra data, quando o primeiro permanece em casa.

Dessa maneira é possível evitar que haja aglomeração dentro da empresa e alto número de circulação de pessoas, o que atrapalha na aplicação das medidas de segurança.

02.  Cuidados com segurança e proteção

A empresa deve encontrar formas de aplicar os cuidados com a segurança e a proteção dos empregados frente à Covid-19. É claro que isso envolve a obrigatoriedade no uso de máscaras, a limpeza constante dos materiais e dos locais da empresa e a distribuição de materiais de limpeza como álcool em gel.

A diferença é que não são apenas esses cuidados que podem e devem ser tomados.

Algumas empresas podem aderir ao pagamento de um adicional a ser combinado com os empregados e que ficaria restrito aos tempos de pandemia. Esse plus remuneratório seria destinado à remunerar o risco do colaborador, como uma espécie de adicional de insalubridade.

Considerar a forma como os empregados se deslocam até o trabalho é outro ponto que se relaciona com a segurança e a proteção deles.

Em alguns casos a empresa pode optar por conceder transporte ao empregado, evitando que ele fique refém do sistema público em que as contaminações possuem maior chance de ocorrerem.

Outro ponto importante é que não basta que haja a adequação de medidas à empresa como a obrigatoriedade de uso de materiais de proteção. É preciso que ao mesmo tempo haja a fiscalização do correto uso desses acessórios.

03.  Invista em tecnologia

A empresa deve aproveitar a retomada do trabalho presencial para utilizar as tecnologias adotadas durante o isolamento independentemente da continuidade ou não da pandemia.

Isso porque muitas instituições investiram em tecnologias para comunicação, trabalhos conjuntos e outros. Engana-se quem pensa que eles não têm mais aplicação com a retomada das atividades na própria empresa.

As tecnologias devem integrar definitivamente as atividades empresariais. É dessa forma que é possível modernizar o dia a dia no trabalho e realmente observar a evolução em relação à produtividade.

Já a transformação e modernização do RH já era esperada há muito tempo, de forma que agora é um ótimo momento para que ela ocorra efetivamente.

04.  Planeje-se para eventuais novas crises dessa natureza

Uma coisa que a pandemia de Covid-19 mostrou foi que muitas empresas não se planejam para eventuais crises. Tudo bem que uma dessa natureza e tamanho sequer era prevista pelos especialistas, só que a necessidade de planejamento prévio para gestão de crises ficou claro.

É por isso que as empresas devem realmente refletir sobre medidas e formas de agir no caso de uma nova crise tão grave quanto essa ocorrer.

Essas ações e planejamentos são feitos de maneira preventiva e podem fazer toda a diferença no futuro em eventual cenário inóspito para os negócios.

Pense como a sua empresa pode investir desde já em tecnologias e ferramentas que permitam o trabalho à distância caso ele novamente for necessário.

Outros pontos importantes dizem respeito à identificação de lideranças e de quem mostrou a melhor postura e adaptação perante o novo cenário.

Ao identificar quem teve a melhor atitude de resiliência é possível buscar com o próprio colaborador um depoimento de como o fez e quais são os seus conselhos para os outros empregados.

E não para por aí. No planejamento, mapeamento de falhas, lideranças e ações necessárias é possível mostrar para os empregados as melhores formas de agir nessas situações. É preciso tirar conhecimento da crise e da pandemia enfrentadas neste ano.

Com essas dicas a retomada do trabalho presencial na sua empresa será capaz de alcançar sucesso e manter os empregados em segurança e produtivos.

Receba o melhor conteúdo de Gestão de Pessoas no seu e-mail

Siga nossa Newsletter

controle-de-ponto-guia-completo
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 89/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau