uam mão apontando um gráfico

Entenda o que é a curva S

Para conquistar sucesso nas entregas dos projetos, existem várias metodologias para criar alinhamentos, planejamentos e melhorar a execução das tarefas. Uma delas é a curva S, que é um gráfico com dados sobre a realização do projeto.

Quando é utilizado, costuma ter um formato similar a letra S e mostra todo o processo do início ao fim. Os dados adquiridos servem para melhorar as ações do próximo projeto e tornar mais visual para a gestão e a equipe.

Continue a leitura para saber mais sobre a curva s, como criar o gráfico, como funciona e as suas principais vantagens.

O que é curva S?

É um gráfico com dados de todo o ciclo de vida do projeto, muito usado para apontar informações gerenciais de maneira eficiente e ágil. O gestor consegue monitorar tudo o que acontece no projeto através desse gráfico.

A curva S representa o avanço das atividades e o decorrer de todos os gastos feitos, quando chega na parte de finalização, o gráfico apresenta uma estabilidade em relação a parte financeira e da capacidade do time com as entregas no prazo.

E caso apresente muitos gastos e atrasos nas entregas, só de olhar a curva S o gestor já consegue identificar essas possíveis falhas e verificar com os colaboradores, alternativas para a resolução de problemas.

Como criar a curva S?

O primeiro passo é já ter documentado o planejamento de custos, cronograma de tarefas para monitorar, o que é definido como Planejado X Realizado. Como o gráfico acompanha todos os passos feitos, é possível compará-lo com o que era esperado.

A seguir falaremos como funciona cada um dessas etapas:

Planejado

Deve ser estabelecida a linha de base (baseline), a partir disso o gestor cria a quantidade de tempo dedicado às tarefas, de acordo com a capacidade de seus colaboradores. E também os valores que serão investidos no projeto.

Se for construído sem uma base, as chances da aplicação não funcionar e ter mais falhas no processo é muito grande, fora que não terá como fazer a comparação, por não condizer com a realidade.


Realizado 

Tem a ver com a parte de finalização, tudo o que foi entregue, se os prazos foram mantidos e quanto foi gasto, para verificar se cumpriu as expectativas ou se precisa fazer melhorias para o próximo planejamento.

Planejado X Realizado

É o momento de fazer os comparativos para saber se o resultado final consiste com o que foi planejado. Deve conter a nomenclatura de tempo, nesse caso utilizamos um exemplo com meses e uma curva que define o planejado em azul.

A curva laranja é o acompanhamento do que foi realizado, ficando bem visual no gráfico o comparativo do planejado e resultado. Em alguns casos a meta superou as expectativas e em outros meses ficou abaixo disso.

Imagem: Onblog Tecnologia

 

Pode ser utilizada para qualquer área e segmento, e podem ser feitas em qualquer plataforma de gráfico. Basta legendar e alinhar com os colaboradores, após basta o gestor seguir com o monitoramento e intervenções necessárias.

Quando deve ser aplicada a curva S?

 

Não há impedimentos em relação a sua área de aplicação, porém é mais utilizada por empresas que possuem mais familiaridade com gráficos em seu cotidiano, para gerar um entendimento mais claro e intuitivo.

As áreas que mais utilizam a curva S são a engenharia civil, projetos de construção, lojas, pequenas e grandes empresas, no segmento de tecnologia.

É ideal para gestores que buscam facilitar a sua análise e relatórios das entregas e gastos, pois em apenas uma única planilha é possível acompanhar os acontecimentos e também comprovar com dados o que deu certo e o que precisa ser alterado.

Quais as principais vantagens da curva S?

Separamos as principais vantagens de utilizar a curva S na sua empresa:

  • Realizar acompanhamento de custos, mão de obra, materiais, estoque;
  • Conseguir conferir se as metas e orçamentos condizem com a realidade;
  • Auxilia na rápida tomada de decisões e resoluções de problemas, como evitar falhas, atrasos, gastos desnecessários e distanciamento do planejamento;
  • Contribui na análise de desenvolvimento;
  • Cria um monitoramento intuitivo;
  • É uma maneira mais simples de acompanhar a evolução dos projetos;
  • Também é possível saber como anda o desempenho da equipe.

Como os cálculos são automatizados, basta alimentar a planilha com as informações necessárias, que o resultado será entregue de maneira facilitada, a parte mais difícil é o planejamento e cuidado com o escopo, para não gerar erros na curva s ou nos resultados.

Para mais dicas acompanhe o Blog da Oitchau

Leia também: Escopo de projetos: o que é e como fazer em 5 passos

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau