Como fazer o cálculo de férias dos colaboradores

As férias remuneradas são um direito de todo colaborador registrado na carteira de trabalho, para receber o  pagamento, o RH deve realizar um cálculo sobre esses dias, e essa ação não pode ter erros.

O primeiro passo é ter controle de quantos dias de férias os colaborador tirou, quais férias estão vencidas e quantas estão em débito. Pois todas essas informações influenciam no resultado final.

De acordo com o Art. 134, as férias podem ser tiradas após um período de 12 meses trabalhados, sendo assim, o colaborador poderá dividir as férias em até 3 vezes e receber normalmente.

Essa divisão pode ser feita da seguinte maneira: : tirar 15 dias duas vezes no ano, tirar 10 dias 3 vezes no ano ou tirar 30 dias uma vez no ano. Essa divisão pode ser feita em comum acordo.

Lembrando que as férias não podem ser inferiores a 10 dias e nem superiores a 30 dias, ao menos que sejam consideradas como férias atrasadas e por isso o colaborador precise somar as próximas férias.

E caso nesse acordo o colaborador não tire as férias, elas são consideradas férias vencidas pela lei. Nesse caso o colaborador deve se ausentar e tirar as férias para não ter acúmulo de vencimentos.

No cálculo será necessário dividir o salário bruto mensal por 12 meses e multiplicar pelos meses faltantes do ano atual. Ex.: R$1800,00/12 X 5 = R$750,00 para pagamento de férias remuneradas.

Não deve considerar no  cálculo o mês, que o colaborador trabalhe menos que 15 dias . Por isso a importância de manter arquivado os registros de ponto de todos os colaboradores.

A empresa deve pagar as férias dois dias antes, caso atrase o pagamento das férias, com penalidade pelo Art. 153  que exige o pagamento da multa diária de 5% do salário mínimo.

Para manter o RH otimizado e com todas as comprovações,a sua empresa deve conhecer a Oitchau software de gestão e de controle de ponto digital, com armazenamento em nuvem e acesso remoto. Confira!