Tendências Recursos Humanos 2022

Principais tendências de Recursos Humanos para 2022

Existem tendências Recursos Humanos para 2022 que já estão aparecendo no mercado agora, e que especialistas apontam como o futuro do RH, como a nova geração do setor. Isso significa que o momento é oportuno para saber o que este ano reserva para o segmento!

As tendências são, principalmente, focadas em facilitar atividades rotineiras no DP, tornando-as automatizadas. Por isso, a tecnologia será a grande aliada do setor!

As ferramentas digitais, cada vez mais intuitivas e completas, chegam para trazer economia, dinamismo, flexibilidade, mobilidade e, acima de tudo, modernidade na gestão de pessoas.

E todos esses benefícios resultam em muito mais rapidez na realização de tarefas, economia de tempo e dinheiro, além de permitir que profissionais possam focar mais em aumento de produtividade e qualidade de entrega, ou seja, ações que realmente trazem evolução para a empresa, e menos com atividades repetitivas manuais.

O que esperar do RH para os próximos anos?

Duas pessoas trabalhando através das tendências de recursos humanos em 2022

O RH está em constante evolução, e está deixando de ser uma área burocrática, para ser uma área muito mais estratégica, direcionada para alcançar as metas da companhia, melhorando os indicadores internos e olhando o mercado e suas tendências.

As principais mudanças estão ocorrendo com a implementação de novas tecnologias, que deixa a área muito mais prática, e livre de toda a burocracia que já conhecemos. As ferramentas garantem maior eficácia em seus processos e agilidade nas entregas.

Por isso, veja um pouco maissobre as tendências recursos humanos 2022 a seguir. 

Ferramentas para análise de desempenho

Uma das tendências mais importantes para 2020 no setor de Recursos Humanos é a tecnologia aplicada à análise de desempenho de colaboradores!

As ferramentas de avaliação de desempenho visam otimizar os processos e contar com sistemas inteligentes para trazer excelentes resultados em produtividade e engajamento dos funcionários.

Elas oferecem planilhas e gráficos para mostrar seus resultados, permitem visualizar indicadores por grupo e individuais, cada empresa define as KPI’s que desejam avaliar, em algumas é possível organizar tarefas, tempo gasto nessas tarefas e muito mais.

As análises que tais ferramentas entregam são importantes para o planejamento estratégico da empresa e para reter talentos.

Transformação digital 

A transformação digital não está iniciando agora, ela é um movimento constante, iniciado alguns anos atrás, com o surgimento de diversas tecnologias no mercado. Ela vem permitindo que os setores consigam se transformar e reinventar.

A velocidade com que estamos acompanhando a revolução da tecnologia, permitindo que a integração seja cada vez mais profunda, possibilita que o mundo de gestão de pessoas se transforme ainda mais rápido.

Com a pandemia, houve grandes mudanças e surgiram novas preocupações, principalmente em relação à saúde dos colaboradores e gestão, como um todo.

Essa transformação fará com que os Recursos Humanos passem a cuidar mais de pessoas do que de tarefas administrativas, trazendo maneiras para contribuir para aumentar o engajamento e aumentar a produtividade dos colaboradores.

Isso acontecerá porque tarefas administrativas serão cada dia mais automatizadas, demandando bem menos tempo ativo dos profissionais.

O que deixa espaço e oportunidade para focar em capital humano, gestão de pessoas, qualidade de vida no trabalho e outras questões essenciais para produtividade e sucesso da empresa.

A transformação digital é importante para as gestões horizontais, acabando de vez com as hierarquias obsoletas e burocracias infundadas.

Inteligência artificial cada dia mais presente

A inteligência artificial é uma área da ciência da computação que permite que as máquinas simulem as capacidades e características humanas. Em 2020, elas estarão aptas a tomarem decisões e solucionar problemas.

Os dispositivos que ganharão mais destaque no ano novo são:

  • Machine Learning: processo que transforma dados em habilidades para aumentar a produtividade da empresa, procurar os melhores talentos do mercado, resolver divergências e até realizar projeções futuras.
  • Chatbots: os gestores de pessoas poderão se beneficiar com os chatbots pela praticidade em responder diversas questões com rapidez e praticidade. Além disso, promovem o engajamento dos colaboradores com a empresa, e facilitar e tornar mais rápida a comunicação com prospects, acelerando funil de vendas.
  • Aprendizado comportamental: Também cada dia surgem novas opções de plataformas que aprendem com o comportamento de quem os utiliza (colaboradores e gestores), para personalizar suas experiências e trazer mais veracidade a dados registrados. Como o aplicativo Oitchau, que aprende com os pontos batidos dos colaboradores para identificar possíveis irregularidades e classificar dados.

A inteligência artificial também chegará como protagonista nos processos seletivos, para agilizar e trazer dinamismo.

Integração e gestão de dados

A gestão de dados prioriza a segurança das informações compartilhadas pela empresa diariamente, bem como os dados dos clientes.

É por meio da gestão de dados que os gestores podem verificar se as metas corporativas foram atingidas e a controlar processos e informações para garantir padrões e exigências internas.

Cada vez mais se vê aderência a plataformas que unificam o acesso a informações de toda a empresa em um só lugar, para facilitar processos, consultas etc.

Hoje plataformas conseguem integrar entre si, ou seja, conectar-se e fazer troca de informações. Como adicionar novas habilidades a uma plataforma que você já utiliza, tornando-a cada vez mais completa a cada nova integração.

Automatização do controle de ponto

Bater cartão logo se tornará coisa do passado!

A tendência de controle de ponto é ter o suporte de um aplicativo que o colaborador baixa em seu smartphone e pode registrar seu ponto de onde estiver, de forma prática e segura.

Para o gestor, esse tipo de aplicativo é fundamental para acompanhar a jornada de trabalho em tempo real e aumentar a transparência da comunicação com os colaboradores.

Ferramentas como essa já podem ser encontradas no mercado, como o aplicativo Oitchau – que permite que os funcionários batam ponto usando o próprio celular, e os gestores podem ver relatórios em tempo real, além de fazer controle de férias e ausências.

Também são enviadas notificações sobre irregularidades assim que elas ocorrem, proporcionando poder de ação imediata para as empresas, o que economiza muito dinheiro e tempo.

Como todo o acompanhamento de registros de ponto, ausências e pedidos de ajuste é feito ao longo do mês, em tempo real, ao fim do período não é necessário fazer checagem de dados, basta baixar os relatórios para enviar ao contador.

É assim que ferramentas com o Oitchau tem tornado maneiras tradicionais de exercer atividades específicas do RH defasadas.

Gestão de Alta Performance aplicada ao RH

Assim como a transformação digital e os anseios das empresas e do mercado por mudanças tecnológicas, que ocorreram nas últimas décadas, os processos de gerir negócios e lidar com pessoas também mudou.

Hoje temos um paradigma mais horizontal e humanizado, que considera o bem-estar do profissional e tem um comprometimento com o seu desenvolvimento, e não apenas em quanto ele pode gerar para a organização.

Esse paradigma, chamado de gestão de alta performance, considera algumas premissas e tem se tornado ainda mais intenso como proposta para de tendências para RH em 2020:

  • Liderança que forma liderança – Os líderes são mediadores da empresa junto aos seus funcionários e ajudam a propagar a cultura organizacional. Além disso, são formadores de novos líderes, de pessoas autônomas que possam contribuir e ser referências em suas funções.
  • Learning organization – Agora a proposta é que a organização busque diferenciais no cerne de si mesma, proporcionando o aprendizado multifacetado e estimulando os colaboradores a aprender e ensinar, gerando assim uma base de conhecimento muito assertiva.
  • Experiência do colaborador – Os modelos baseados na experiência (UX) são uma forte tendência. Assim como os consumidores buscam mais que produtos e serviços – mas uma experiência gratificante – o público interno também busca isso ao optar pela empresa. Ter foco na experiência do colaborador começa desde a seleção até o desligamento.
  • Performance e desenvolvimento – A empresa tem a obrigação social de ajudar o colaborador a se desenvolver durante a sua jornada, proporcionando desafios, oferecendo novas responsabilidades e oportunidades, e promovendo o aprendizado contínuo. Este desenvolvimento precisa ser lateral e mais humanizado.

Tendências futuras para o RH

Tendências Recursos Humanos 2022

Dentre as principais tendências do setor de Recursos Humanos para 2022, sem dúvidas, é possível afirmar que é trabalhar o capital humano nas empresas, de forma que seja construído um ambiente mais construtivo e saudável, que promova a liberdade e qualidade de vida.

Foco em pessoas

O RH está cada vez mais preocupado com o capital humano da empresa, já que existe um consenso de que esse é o bem mais precioso de qualquer companhia, independente do seu porte.

Ter colaboradores felizes em seu trabalho, mantendo uma boa qualidade de vida é essencial. Por isso, o RH está direcionando seu foco para melhorar e modificar toda a estrutura existente, para promover essa mudança.

Tais mudanças estão sendo refletidas em:

  • Modelos de trabalhos mais flexíveis;
  • Melhoria de benefícios;
  • Plano de carreira consistente;
  • Novos benefícios;
  • Liberdade.

Diversificação da cultura organizacional

Essa é uma das principais tendências da área de Recursos Humanos para 2022, já que as empresas estão cada dia mais preocupadas com o clima interno e a interação dos seus colaboradores, possibilitando a criação de um ambiente muito mais saudável.

Cada vez mais as empresas necessitam de diversidade para compor as suas equipes e precisa ter, para isso, uma cultura organizacional alinhada e efetiva, atraindo profissionais diversificados – provenientes de diferentes culturas, faixas etárias, formação, status social, gêneros, etc.

A busca por diferenciais no cerne da organização, como já dissemos, requer uma cultura organizacional flexível e enriquecedora, que promova contatos e boas experiências.

Desde as boas práticas de recrutamento e seleção com foco na diversidade – como é o caso da seleção às cegas, por exemplo, outra tendência – à rotina de trabalho, todos os momentos devem contemplar a tolerância, a diversidade e à valorização humana.

Agora que já conhece as principais tendências de Recursos Humanos para 2020, comece a fazer o seu planejamento para ter um ano tranquilo e bastante produtivo!

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau