influenciadores

Influenciadores: funcionam para sua estratégia de marketing?

Cada dia mais avança a grande avalanche que é o marketing de influência, ou seja, a divulgação de produtos utilizando como veículos influenciadores digitais.

Quem nunca estava checando as redes sociais e deu de cara com uma foto daquela pessoa com muitos seguidores divulgando um produto? Se era uma pessoa que você segue, admira, possui lifestyle similar e curte acompanhar, com certeza ficou interessado pelo produto. Sabe por quê?

Muitas empresas ainda têm receio de investir em influenciadores porque não conseguiu responder essa pergunta, enquanto outras investem até mesmo na contratação de plataformas especializadas em conectar empresas com influenciadores.

Descubra agora o que esses empreendedores estão enxergando!

Tudo começou com os chamados blogueiros

Na década de 2000, com a expansão dos meios digitais e da popularização da internet no Brasil, muitas pessoas passaram a criar e compartilhar conteúdo on-line. Criavam diários on-line sem muitos recursos no começo e alguns fóruns de discussão e listas.

Com o tempo, as pessoas passaram a interagir mais com estes blogueiros. E a atividade que antes era um hobbie ficou cada vez mais segmentada, com mais recursos de atuação e integração com novos espaços digitais: as redes sociais. E para os blogueiros passarem a ser influenciadores digitais foi um passo.

Hoje, grandes nomes de plataformas como Youtube e Instagram começaram de forma simplista e segmentada, com muito trabalho, há pelo menos 10 anos. Em geral, ser um sucesso não acontece da noite para o dia e implica em especialização e domínio dos recursos e mídias.

O que é um influenciador digital?

Em todos os momentos históricos sempre houveram influenciadores: pessoas que conseguem expressar ideias de um grupo social e se tornam referências públicas. Nos tempos contemporâneos, com a popularização da internet e das novas tecnologias, estes influenciadores estão agora em diferentes plataformas – são os influenciadores digitais.

Como as redes sociais nada mais são do que uma grande comunidade e já que as pessoas, segundo pesquisas, passam pelo menos 1/3 de suas vidas conectadas e interagindo com todo um universos de possibilidades, as marcas foram atrás de seus públicos também por estes meios.

O velho boca a boca

O chamado marketing de boca a boca ganhou outras possibilidades. Além da marca personificar as sua presença nestas comunidades digitais e interagir diretamente com o seu público, porque não utilizar influenciadores para expandir-se ainda mais? Um influenciador digital tem que ter o perfil da empresa e possui os conhecimento necessários para comunicar estas ideias para o seu público, indicando produtos e serviços.

Vale dizer que não se trata de contratar apenas uma celebridade virtual para se relacionar, desta forma, com o seu público, mas de contratar um especialista nas redes sociais, em comunicação digital e que tenha um grande respaldo com as pessoas que frequentam estes meios.

A estratégia funciona como indicação: o influenciador digital apresenta o produto e suas vantagens ao seu público, dicas de uso, promoções, etc. E isso funciona melhor que uma propaganda comum.

Outro diferencial deste tipo de recurso, os influenciadores digitais, é compartilhar uma experiência – e não apenas um produto ou serviço – e ainda interagir com outras pessoas que também tiveram esta experiência de compra. Além disso, o influenciador digital pode oferecer “vantagens” e promoções exclusivas de parceria da marca para com os seus seguidores.

Amigo vs Anúncio

Um dos dados mais importantes que comprovam o quanto colocar seu produto nas mãos de um influenciador funciona foi divulgado em pesquisa de mercado feita pela Nielsen:

  • 84% dos consumidores tomam suas decisões de compra com base em recomendações feitas por fontes confiáveis.
  • 70% afirmam ser convencidos por opiniões compartilhadas na internet.

Imagine que você está planejando acampar na praia para surfar e precisa comprar uma prancha nova. Navegando pelo Instagram, eis que surge uma foto do Gabriel Medina pegando uma onda com a nova prancha que acabou que receber e testar, além de mencionar um cupom de 10% de desconto na loja.

Medina é o maior surfista do mundo atualmente, ou seja, uma autoridade quando o assunto é pranchas de surf. Além disso, ele tem uma reputação a zelar, portanto, dificilmente indicaria um produto de má qualidade que pudesse arriscar a confiança de seus seguidores.

Quais são as chances de vocês deslizar o dedo para abrir o site da loja e conferir alguns modelos de pranchas?

Existe uma enorme diferença entre ser impactado por um anúncio roteirizado na televisão ou numa revista, e ser impactado ali, com o celular na mão, por uma pessoa que você admira!

A opinião de uma pessoa de confiança é o maior incentivo de compra existente hoje no mercado. Boca a boca é imbatível!

Impacto único vs Presença 24h

Além disso, precisamos analisar também a atual forma de consumo da população.

Antigamente, pessoas consumiam as marcas mais famosas e com mais dinheiro para investir em publicidade e impacta-las. Hoje, as pessoas escolhem quais marcas consumir baseado em sua história, confiabilidade, qualidade e personalidade.

A diferença entre o marketing tradicional e o de influência, nesse caso, é que o público não é impactado pela marca ou empresa uma única vez, sem contexto e sem continuidade. No marketing de influência, o influenciador possui um público fiel que o acompanha no dia a dia, por meio de fotos e vídeos mostrando sua rotina.

Ele está sempre ali, presente! Compartilhando opiniões, descobertas, momentos…

Conseguir inserir sua marca em diferentes momentos e contextos da rotina de um influenciador chave, mantém a marca fresca na memória do consumidor, além de agregar valor e genuinidade. “O Medina usa!”

  • Presença 24 horas na rotina do consumidor
  • Relacionamento e conexão genuína com os seguidores
  • Agregação de valor ao produto

Desejo de consumo

Outro forte ponto dos influenciadores é que eles ditam moda o tempo todo.

Seus seguidores os admiram e gostariam de ser como eles, ir aos mesmos lugares que eles, vestir roupas parecidas com as deles, ouvir as mesmas músicas, cortar o cabelo igual. O público se identifica com ele, o que faz com que ele se torne uma inspiração.

O verdadeiro influenciador é aquele que, como diz a própria palavra, influencia!

O que mais sua marca pode querer além de estar no corpo ou rotina de alguém que inspira o desejo de consumo das pessoas por onde passa?

  • Inspiração
  • Tendência

Lifestyle

Mas o grande pulo do gato está em uma única palavra: segmentação!

De que adianta colocar a sua marca na rotina de um influenciador que desperta o desejo de consumo se o seu produto não tiver nada a ver com ele, nem os seguidores dele?

A arma mais poderosa do marketing de influência está em identificar perfis de influenciadores que deem match com os valores e a personalidade da marca/empresa: de nada adianta tentar divulgar sua linha de maquiagens com alguém que não usa.

Divulgar o produto certo, com a pessoa certa e para o público certo é a chave!

Loja de pranchas > Gabriel Medina > Surfistas

E, por sorte, hoje já podem ser encontrados influenciadores de todos os tipos de lifestyle, comportamento, personalidade e gostos que você puder imaginar. Existem influenciadores de moda até influenciadores de mercado financeiro. Não faltam opções!

  • Segmentação inteligente
  • Match com valores da marca
  • Público alvo certo

Contexto

E mais do que divulgar com o influenciador certo, para o perfil de público certo, é também contextualizar sua marca ou empresa de maneira que faça sentido.

Influenciadores passam mais credibilidade e despertam o desejo de compra porque eles conseguem mostrar na prática, e visualmente, como de fato usar o produto de uma marca e  como encaixá-lo na rotina do seu lifestyle específico.

Melhor do que ler ou ouvir que uma barrinha de cereais recarrega as energias, é visualizar a foto de um influenciador atleta fazendo uma pausa no treino e tirando uma foto com a tal barrinha nas mãos ou próximo dos objetos dele.

Mesmo sem dizer uma única palavra sobre o produto, você vê o produto no contexto do momento, experiência e depoimento daquele influenciador e compreende que o produto faz parte da rotina de treinos dele e, claro, pode fazer parte da sua também.

  • Produto encaixado em um lifestyle real
  • Contextualização de uso do produto na prática
  • Experiência e depoimento real atrelados

Podemos concluir que o marketing de influência funciona de verdade, porque ele leva o boca a boca a um outro nível!

Veja também: Caged Web – Como realizar a entrega do documento?

Gostou das dicas sobre a presença de influenciadores digitais nas estratégias de marketing? Deixe o seu comentário e compartilhe estas dicas em suas redes sociais! Siga-nos também no Instagram!

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau