margem de contribuição

Margem de contribuição é indispensável aos empreendedores

A margem de contribuição representa uma métrica que auxilia na precificação dos serviços ou produtos, e também no cálculo de ativos para alcançar o ponto de equilíbrio de uma  empresa.

Neste sentido, para os empresários, esse cálculo é essencial para entender se o negócio está dando lucro ou não e em que pontos a sua gestão pode ser aperfeiçoada ou mesmo, que áreas dela devem ser extintas para dar lugar a planos de ação mais lucrativos.

Controlar um negócio passa pela tarefa de compreender que nem sempre vender bem é sinônimo de obter lucro.

Por exemplo, se uma organização precisa comprar produtos que são vendidos apenas em empresas de terceiros, este é um tipo de custo a ser considerado em seu balanço. Existem custos também em cada venda concretizada: quanto mais transações, mais esses custos variáveis aumentam.

Por isso, todos os seus cálculos, seja sobre rentabilidade e lucratividade, seja sobre margem de contribuição, devem levar esses fatores em conta.

Em linhas mais simples, além de simplesmente vender produtos, a existência de uma corporação depende da administração de suas contas e de ter todos os seus custos fixos cobertos. Isso porque é do pagamento dessas despesas que depende, não somente o sucesso da empresa, mas também a sua sobrevivência.

Tendo isso em mente, a seguir, neste artigo, vamos mostrar mais informações sobre o conceito de margem de contribuição e como calcular esse indicador tão importante para as empresas, principalmente PMEs. Acompanhe!

O que é margem de contribuição, afinal?

Trata-se do valor referente a parcela do lucro da venda de cada produto que vai contribuir para que a empresa pague todas as suas despesas. Como o nome já indica, é com quanto dinheiro cada produto “contribui” para pagar as contas do negócio.

Apenas após o pagamento dessas despesas do chamado custo de estrutura, é que a empresa pode considerar que está tendo lucro, uma vez que depois destes pagamentos ela já não opera em dívida consigo mesma.

O cálculo dessa margem é feito, então, para descobrir quantos produtos devem ser vendidos para cobrir todos esses custos, tanto os fixos quanto os variáveis, e ainda garantir lucro para o empreendimento.

A margem de contribuição também pode ser definida como lucro bruto, visto que o lucro líquido é o que resta das receitas após o pagamento de todas as contas da organização.

Por que ela é importante para o negócio?

Ter o conhecimento deste indicador serve para manter o plano de negócios da empresa sempre atualizado, além de traçar novas estratégias sobre o que funciona e, consequentemente, traz mais lucro. 

Listamos abaixo alguns aspectos positivos que o cálculo da margem de contribuição traz para um empresa. São eles:

1. Mostra novos caminhos 

Uma vez que o valor da margem é sabido, o planejamento estratégico de um negócio fica mais fácil, afinal todos conseguem visualizar quanto de dinheiro é necessário para que a empresa de maneira saudável, sem precisar recorrer ao seu capital de giro.

2. Define o que vender

Entender a contribuição de cada produto ajuda a ter a ciência de quais são os produtos mais rentáveis, o que é muito útil no momento de investir em novos recursos. Afinal, o melhor é investir em mercadorias que já se tem o conhecimento do seu retorno financeiro certo, não é mesmo?

3. Estabelece um preço justo para o produto/serviço

A precificação de produtos fica facilitada quando se conhece a margem de cada mercadoria. Quando se sabe o quanto cada produto contribui para a sobrevivência de uma empresa, é possível ajustar seus preços para atingir certos objetivos — seja mais lucratividade ou a cobertura destes gastos fixos e variáveis.

4. Indica em quais áreas o lucro deve ser investido

Saber calcular a margem de contribuição permite, por fim, que o fluxo de caixa esteja sempre fluindo e o controle financeiro do negócio fique em ordem. Isso porque como é possível saber como colocar preço nos produtos e para onde está indo este dinheiro, fica mais fácil direcionar os valores que sobram para mais investimentos, novas aquisições, novas contratações, giro de estoque, e o que mais a empresa precisar.

Margem de contribuição x ponto de equilíbrio

O ponto de equilíbrio é aquela fase na qual as contas da empresa estão equilibradas com o que ela gera de receitas. Em outras palavras, é quando o que o negócio lucra cobre exatamente os gastos que ele gera. É um empate entre os lucros e as despesas.

Nesse caso, encontrar o número da margem de contribuição é bem importante. Por meio dessa margem, o empreendedor consegue saber de maneira mais assertiva quantos produtos deve vender e quanto deve lucrar para que a sua organização consiga pagar a si mesma. Isto é, para que a empresa consiga pagar todas as despesas daquele período e fique zerada. A partir desse ponto zero é que se pode dizer se está tendo lucro ou não.

Como calcular a margem de contribuição de uma empresa?

Trata-se de um cálculo consideravelmente simples, no entanto, antes, vamos precisar recapitular alguns termos para que você consiga entender a fórmula da margem de contribuição:

Despesa variável: DV é aquela despesa que depende de diverso fatores e aumenta de acordo com o número das suas vendas. Entram nessa categoria os impostos que você paga a cada transação, as comissões por venda que se paga aos colaboradores, etc.

Custo: C é o valor que você gastou para a aquisição daquelas mercadorias que agora estão sendo vendidas.

Preço de venda: PV é o preço da mercadoria multiplicado pelo número de unidades disponíveis.

Para calcular a margem, então, pode ser aplicada a seguinte fórmula:

MC= PV – (CV+DV).

Confira o exemplo:

Em um determinado período, a sua empresa vendeu R$ 10 mil em mercadorias e o custo total delas foi de R$ 5 mil. Pela venda destes produtos, você teve que pagar tributos que somaram R$ 3 mil.

Sabendo disso, vamos aplicar a fórmula:

MC = 10.000,00 – (5.000,00 + 3.000,00);

MC = 10.000,00  – 8.000,00;

MC = 2.000,00.

A margem de contribuição da sua empresa nesse período é de R$ 2 mil. Porém, como essa métrica geralmente é expressa em porcentagem, você pode dividir esse valor por 100 para descobrir que a sua margem é de 20%.

Bem fácil, não é? Você pode fazer isso com todas as mercadorias da sua empresa e também pode calcular o margem de contribuição por unidade. Qualquer um destes cálculos vai ajudar te deixar atualizado com a realidade financeira do seu negócio.

Oitchau - Registro de ponto por reconhecimento facial
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau