Mesa com um notebook prata, lupa e o símbolo de percentual simbolizando a lei de pareto

Lei de Pareto: o que é? Como funciona?

A gestão de negócios é permeada por leis, princípios e teoremas que ajudam a encontrar soluções e a otimizar os trabalhos empresariais. Uma dessas leis, então, é justamente a Lei de Pareto, que veremos hoje em detalhes.

Essa é uma norma que ajuda gestores e também colaboradores na priorização de atividades e no aumento da produtividade.

Ela existe desde 1897 e desde então tem se apresentado nos mais diversos nichos e para os mais diferentes fins.

Abaixo, então, conheça melhor essa norma e veja como ela pode ajudar a sua empresa a desenvolver de melhor forma as suas atividades. Com isso, use esse conhecimento secular!

O que é a Lei de Pareto?

Executivo homem falando sobre a lei de pareto

Essa lei decorre de um estudo publicado em 1897 pelo economista Vilfredo Pareto. Esse estudo buscava compreender a distribuição de renda na Itália e como a desigualdade era gerada.

Ao final, Pareto conclui que 80% da renda local estava concentrada nas mãos de 20% da população.

A partir disso, então, Pareto afirma que 80% das consequências decorrem de 20% das causas.

Ou seja, que a maior parte dos resultados se dá pela menor parte dos esforços para que eles ocorressem. Ao mesmo tempo, o grosso dos trabalhos/esforços seria responsável por uma parcela muito menor do resultado final.

Devido à proporção entre as causas de 20% e os efeitos em 80% é que a lei de Pareto também é conhecida como “Regra dos 80/20”.

Afinal, essa é a proporção que sempre estará presente quando o princípio desenvolvido pelo italiano for aplicado.

Para que serve a Lei de Pareto?

Essa lei serve para inúmeras coisas. Por exemplo, para determinar quais atividades ou esforços são mais relevantes.

Nesse caso, então, leva-se em consideração que a maior parte dos trabalhos é a que menos gera impacto. Isto é, existem ações que devem ter prioridade justamente porque impactam muito mais no resultado.

Do mesmo modo, essa norma também atua em prol da produtividade. Afinal, ela ajuda na organização das atividades, bem como na priorização daquelas que ajudam mais no resultado final.

Outros pontos interessantes é que a partir da prática da regra 80/20 a empresa consegue entender de melhor forma o que é mais produtivo. Isto é, o que são os 20% que fazem tanta diferença no 80% final.

Igualmente, quais são as ações e atividades que condizem ao 80% dos esforços e que fazem tão pouca diferença no fim das contas. Portanto, torna-se possível reconhecer atividades improdutivas ou que não são essenciais para os resultados que se buscam.

Em termos gerais, portanto, a Lei de Pareto é importante pelo fato de que auxilia as empresas na organização das atividades. Essa organização se baseia na produtividade e na relevância de cada ação para os resultados.

Como a lei de Pareto pode ajudar a sua empresa?

Você já deve ter visto alguém falando que as atividades menos importantes são as que mais tomam seu tempo. Ou, então, que a maior parte das vendas de uma empresa são fruto do esforço da menor parte dos vendedores.

Não apenas no comércio, mas em outros segmentos, percebemos que existem atividades que necessitam de mais tempo para executá-las do que outras.

Sempre que se está diante desse tipo de proporção também se está encarando a lei de Pareto. Igualmente, é possível entender que todas as atividades se submetem a esse tipo de norma.

Ela se aplica, então, para ajudar na priorização de atividades e no aumento da produtividade. Com base nos princípios que essa norma traz você pode ajudar suas equipes a escolher melhor as ações às quais se dedicarão primeiro.

Afinal, o mais importante é cumprir com aquelas que mais geram relevância. Depois, então, passar às maçantes e que exigem mais do tempo dos colaboradores.

Ao final das contas a lei de Pareto pode ser até mesmo uma forma de guiar os colaboradores dentro de uma cultura organizacional.

Nela há a priorização das atividades que realmente fazem a diferença, de modo que o tempo de todos colaboradores renda e isso se converta em consequente produtividade.

Quando aplicar a Lei de Pareto?

Homem sentado estudando sobre a lei de pareto

Veja algumas situações interessantes para aplicar a lei de Pareto no dia a dia.

Para organizar tarefas diárias

É comum que uma agenda atribulada tenha dificuldades de organização. Afinal, o que fazer antes dentre tantas responsabilidades diárias?

Muitos preferem primeiro se livrar do que for mais maçante e ocupar mais tempo. Contudo, é comum que essa seja justamente a atividade menos urgente. Pela lei de Pareto, então, o ideal é iniciar pelas mais rápidas, mas de importância ímpar, para depois passar às demais.

Afinal, é preciso entender que existem atividades que por mais simples que pareçam serão aquelas que ajudarão em maior grau na conquista do resultado final.

Nem sempre, porém, essa relação com o tempo estará presente. Então, tenha em mente que é necessário analisar as atividades de acordo com os resultados que elas trazem, o que as faz prioritárias ou não.

Organização de prioridades dentro de projetos

A lei de Pareto não se aplica apenas para a agenda de seus colaboradores e organização do tempo individual. A organização e distribuição de prazos, atividades e prioridades de um projeto também pode passar por ela.

Assim, mais uma vez é necessário pensar em prioridades de acordo com o grau de resultados que elas podem garantir. Igualmente, com vistas em quais são as atividades futuras que o cumprimento delas pode “destravar” e permitir o curso.

Para fins de treinamento

Por fim, considere a seguinte situação: a maior parte dos lucros da sua empresa vem da venda de pequena parte dos vendedores. Isto é, o esforço de poucos soma a maior parte da grana. Nesse caso, estamos diante da lei de Pareto, não é mesmo?

Então, por que não apostar no compartilhamento de conhecimentos, experiências e técnicas entre os vendedores que mais se destacam – e que são os em menor quantidade – aos demais (em maior número)?

Com isso você pode aumentar as chances de que os demais vendedores também aumentem as vendas. E, assim, torna-se possível que todo o lucro cresça muito.

Os vendedores que já se destacavam podem manter suas médias, enquanto os que apresentavam menor produtividade podem passar a crescer.

Enviar comentário

PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau