Tendências na Gestão de Recursos Humanos 2022

Tendências na Gestão de Recursos Humanos 2022

A gestão de recursos humanos tem um peso enorme na estratégia de qualquer negócio, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento do seu capital intelectual, mas existem tendências para 2022 que estão surgindo no mercado para melhorar o setor, agregando valor à companhia. 

Neste contexto, se por um lado as elevadas taxas atuais de desemprego no Brasil revelam um cenário favorável para a contratação neste novo ano, ao mesmo tempo, também mostram um panorama de desafio para as empresas —  e consequentemente para os seus RHs — se quiserem manter bons talentos.

Isso porque a maioria das organizações já entenderam que são praticamente obrigadas a seguirem um ritmo constante de transformação para garantirem um ambiente no qual os colaboradores possam se sentir satisfeitos com seu trabalho e, assim, gerarem bons resultados.

Esse é o motivo pelo qual o acompanhamento das tendências é importante:  elas revelam os assuntos em alta no mercado de trabalho e o que os profissionais esperam do comportamento dos seus empregadores.

E, tendo isso em mente, neste artigo separamos os principais temas que estarão “na vitrine” durante o ano de 2020 na área da gestão de recursos humanos. Acompanhe a seguir!

7 Tendências na Gestão de Recursos Humanos 2022

Tendências na Gestão de Recursos Humanos 2022

De maneira mais ampla, a tendência geral é que o local de trabalho ideal (onde os profissionais sintam satisfação de fazer parte) seja um ambiente dinâmico e diversificado.

As empresas devem ser capazes de fornecer flexibilidade aos seus colaboradores, equilíbrio saudável entre vida profissional e vida familiar e se adaptar aos avanços tecnológicos para envolver melhor seus ativos principais: as pessoas.

1. Trabalho Inteligente

É fato, como já mencionamos acima, que as necessidades dos colaboradores estão em constante mudança.

Neste sentido, os próprios profissionais já entenderam que formar equipes transversais — ou seja, times que se complementam pois são montados com profissionais que possuem competências distintas — tem melhorado de maneira significativa as suas performances.

Essa prática será intensificada em 2020. Além disso, as empresas continuarão investindo em trabalho inteligente como o teletrabalho e outros modelos focados em alcançar bons resultados aceitando jornadas cada vez mais flexíveis. 

Vale lembrar que o foco aqui é aliar os interesses do negócio mantendo a preocupação com o valor humano, deixando para trás aqueles clichês que incentivam o famoso “vestir a camisa” da empresa.

2. Inovação Tecnológica

Sabemos que a tecnologia transformou nossas vidas. E isso também se estende às relações de trabalho: a gestão de recursos humanos nas organizações foi impactada de maneira que se adapte ao novo cotidiano de práticas inovadoras.

A introdução de chatbots, por exemplo, assumiu tarefas burocráticas e deu um upgrade na maneira como os profissionais lidam com atividades importantes e outras funções criativas.

A tendência é que esses chatbots sejam implementados ​​nas empresas para tarefas como o aprendizado personalizado de acordo com cada perfil de colaborador, além de oferecer suporte para o trabalho das equipes de RH.

Uma ferramenta tecnológica que se tornou indispensável para as empresas, ainda, é o sistema digital de ponto. Ele é uma evolução dos antigos relógios de ponto e traz ainda mais segurança e precisão para a sua empresa.

Com um sistema digital desse formato é possível garantir precisão nas marcações, inclusive em relação a segundos. Do mesmo modo, a marcação fica disponível no sistema, para o gestor e o colaborador consultarem, caso queiram, em tempo real.

Por isso, não há necessidade de esperar até o final do mês para ver quais foram as horas marcadas. Igualmente, para saber sobre as horas extras e como anda o labor extraordinário.

Veja que essa possibilidade de rápida visualização é importante para a empresa e para o colaborador. De um lado a corporação pode conferir se as suas políticas internas de horas extras estão sendo cumpridas.

Do outro lado, dos colaboradores, temos que eles podem conferir se as horas estão corretas e, também, quanto ganharão a mais, ao final do mês, em razão de prestação de labor extraordinário.

Isso, por si só, ajuda no desenvolvimento da relação de confiança entre as partes. Do mesmo modo, dá mais informações de forma que o desenvolvimento de novas políticas de gestão de pessoas serão baseadas em dados concretos.

Outro ponto muito importante desse tipo de sistema digital de ponto, como o que a Oitchau oferta, é que ele realiza o cálculo automático de todas as horas. Isto é, assim que há uma marcação o sistema é capaz de atualizar dados como:

  • Número total de horas em certo período;
  • Número de horas extras;
  • Saldo de banco de horas, etc.

E ao calcular tudo isso, livra o departamento de recursos humanos de realizar esses cálculos ao final do mês. Afinal, tais números são indispensáveis para o pagamento dos holerites e para calcular a remuneração total mensal.

Com isso é possível desburocratizar setores, bem como automatizar tarefas que até então eram desenvolvidas por humanos. Contudo, ao destiná-las ao sistema, vê-se que há maior precisão de cálculo (absoluta), não há erros humanos e ainda o setor ganha tempo.

Afinal, com isso torna-se possível que os colaboradores voltem sua atenção ao que realmente importa. No caso do RH é justamente desenvolver políticas de gestão de pessoas que impactem positivamente na empresa.

Ainda, saiba que o sistema digital de ponto como o da Oitchau é capaz de se integrar a outros sistemas. Por exemplo, ao de desenvolvimento de folha de pagamento, de holerite. Com isso, os sistemas conversam e migram dados automaticamente.

Ou seja, não há qualquer necessidade de preenchimento manual dos dados desses documentos. A precisão, mais uma vez, está presente, bem como a eliminação de erros humanos.

Por fim, a cereja do bolo é que um sistema digital de ponto não necessita de um servidor físico. Ele resguarda todos os seus dados em um sistema de nuvem seguro que não sofre com quedas de energia elétrica ou da conexão com a internet; ainda, é protegido contra ataques e manipulações; para fechar, permite acesso de qualquer lugar.

3. Ferramentas de Comunicação Transparentes

Ainda falando de tecnologia, é fato que as redes sociais já estão inseridas na realidade da maioria das pessoas, seja apenas de forma privada ou no trabalho.

Com isso, aproveitando esse tipo de formato, as empresas podem passar a se apresentar de maneira semelhante. Cabe deixar para trás os sistemas de comunicação mais tradicionais para adotar aplicativos que permitem uma comunicação corporativa simples, fluida e direta.

A tendência é comunicar com total transparência e em tempo real qualquer decisão tomada e que afete os profissionais, além de poder avaliar como eles receberam as informações individualmente.

4. Treinamentos de Equipe

Investir internamente nos seus empregados também é importante, pois isso leva ao recrutamento interno de qualidade.

Dessa maneira, não se valha apenas dos conhecimentos trazidos de fora pelo empregado em razão de formação acadêmica ou experiência anterior, mas também invista no aperfeiçoamento dele.

Isso pode ocorrer por custeamento total ou parcial de uma pós-graduação, por exemplo. Também, é possível realizar treinamentos periódicos no qual o foco é a atualização dentro da área em que o colaborador já presta serviços, garantindo que ele conheça as técnicas e aparelhos modernos.

Tal investimento, portanto, é importante tanto para o trabalhador quanto para o empregador. Para o primeiro é interessante na medida em que se vê sendo valorizado pela empresa. Além disso, também aumenta o engajamento do funcionário que vê a oportunidade de crescimento.

Para a empresa, por outro lado, garante o aperfeiçoamento de suas próprias operações e, ainda, melhora a relação com seus empregados na medida em que demonstra o investimento nas suas equipes e o valor do recrutamento interno.

5. Feedbacks Períodicos e Consistentes

Criar a cultura do feedback é muito importante, pois permite que ambas as partes se avaliem e, nesse sentido, busquem melhoras em sua postura e trabalho. Isso, então, influencia diretamente no crescimento da própria empresa.

Dessa maneira, busque realizar com certa frequência o feedback. Isso pode ser realizado por estipulação de metas ou, ainda, pela comparação entre dados passados e atuais. Contudo, jamais se esqueça de ponderar eventos externos nessa equação.

Em caso de feedback abaixo do esperado, converse com o colaborador a fim de entender o que pode estar atrapalhando seu desempenho e, conjuntamente, busquem a solução.

Em caso de feedback positivo, por outro lado, procure formas de compensar o empregado e demonstrar a satisfação da empresa diante desse resultado.

Novamente, isso influencia na relação entre as partes da relação, assim como reforça os laços e faz com que o colaborador se sinta valorizado.

6. Bom Clima Organizacional

Procure promover na sua empresa um bom clima organizacional, ou seja, respeitoso, tranquilo e em que as pessoas sabem se comunicar e trabalhar em conjunto. As empresas estão entendendo como  uma das principais tendências na Gestão de Recursos Humanos 2022

Para isso, algumas dicas são a organização de confraternizações ou happy hours frequentes, de forma que as pessoas se encontrem, também, fora do ambiente de trabalho.

Mudar de ambiente auxilia a mudar de assuntos, para conversas casuais que não dependam necessariamente de assuntos relacionados ao trabalho. Portanto, procure reunir, de vez em quando, seus colaboradores, assim como as famílias deles, caso isso seja possível e viável.

7. Eliminar a burocracia diária

O RH é uma área muito conhecida por sua burocracia, mas ela deve ser conhecida também por outras frentes de atuação, como o engajamento e motivação de equipes.

Ao implementar novas ferramentas e soluções, é possível deixar o RH mais dinâmico, auxiliando outras áreas da companhia, além de mudar sua atuação de burocrática para estratégica.

Mas para que isso seja possível, é necessário iniciar com mudanças imediatas na estrutura da empresa, considerando novas ferramentas, novos controles e novas metodologias.

Dessa forma, deixe a burocracia para atividades como contratar e dispensar funcionários, permitindo que o RH atue, de forma menos formal, na criação de uma cultura orgânica organizacional.

Oitchau - Registro de ponto por reconhecimento facial
PREÇOS A PARTIR DE APENAS R$ 300/mês

Junte-se a milhares de clientes satisfeitos que fazem a gestão de seus times com Oitchau