Controle de Ponto e RH - Gestão de Pessoas

3 Maneiras de informar a demissão de um funcionário

Todo profissional de RH concorda que demitir um colaborador é uma tarefa complexa e bastante desafiadora. Independentemente dos motivos que resultaram no desligamento de um profissional, a maneira como ele é informado sobre sua demissão faz toda a diferença.

O primeiro passo para reduzir o estresse desse momento é preparar-se para ele e refletir antes de comunicar a demissão.

Lembre-se que o colaborador está prestes a perder o emprego e o modo como recebeu a notícia pode influenciar em sua autoestima e afetar sua vida pessoal e profissional. Além disso, a demissão afeta, mesmo que indiretamente, todo o funcionamento e toda produtividade das equipes.

Veja abaixo três dicas que vão ajudá-lo a passar por esse momento da forma mais tranquila possível. Confira!

 

1. Marque uma reunião com o colaborador

O comunicado da demissão deve ser feito pelo responsável (RH ou o próprio chefe, no caso de empresas menores), pessoalmente e em particular. Convoque o colaborador para uma reunião e explique, calmamente, os motivos que o levou a tomar esta decisão.

Se possível, peça ao chefe direto do colaborador que esteja presente neste momento. Essa atitude mostra profissionalismo e que a empresa também leva os momentos negativos a sério, respeitando o colaborador.

Evite fazer o comunicado por qualquer tipo de mensageiro, seja ele eletrônico ou não.
 



 

2. Há momento certo para tudo, inclusive a demissão

Mais uma vez, o profissional de RH ou gestor de pessoas precisa desenvolver certa sensibilidade para momentos como a demissão de um colaborador.

Por esse motivo, avalie o melhor momento para comunicar a demissão. Alguns gestores, por exemplo, preferem deixar passar algumas ocasiões, como as festas de final de ano, para só depois informar a demissão.

Por não haver regra para essas ocasiões, escolha o momento certo de acordo com as necessidades da empresa. Uma dica, entretanto, é sempre informar a demissão no primeiro horário da jornada de trabalho.

 

3. Seja cordial, mas evite pedir desculpas

Assim como o processo seletivo, o processo de desligamento de um colaborador deve ser rápido, claro e objetivo. Prolongar o momento só trará mais sentimentos negativos para ambas as partes.

Lembre de manter a cordialidade, afinal de contas, antes de ser um colaborador, ele é um ser humano. Além disso, caso o colaborador não reaja bem à notícia, encontrar uma atitude cordial pode amenizar a situação e não permitir que saia do controle.

No entanto, evite pedir desculpas. Caso isso aconteça, o colaborador poderá ter a impressão de que você é contra a demissão, o que resultará em problemas ainda maiores. Na mesma linha, evite comentários do tipo “aproveite esse tempo para refletir”, ou algo semelhante, que, embora feitos com boa intenção, acabam diminuindo o colaborador.

 

Dica bônus

Em todas as situações, mas sobretudo no momento de informar a demissão de um colaborador, o bom senso deverá ser seu guia.

Demitir alguém nunca será algo agradável, porém com preparação e uma boa dose de empatia, o momento será mais tranquilo.